Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 14 de março de 2019

CSA vence o ASA de virada, assume a liderança e garante a classificação: 3x1

FOTO : AILTON CRUZ
O CSA venceu o ASA, de virada, por 3 a 1, na noite desta quarta-feira (13), no Estádio Rei Pelé, e assumiu a liderança do Campeonato Alagoano, com 13 pontos. É o mesmo número de pontos do CRB, mas o Azulão fica na primeira posição por causa do número de gols marcados: 9 contra 8 do Galo. Além disso, o time azulino garante sua classificação antecipada à semifinal da competição.
A partida desta noite fechou a 6ª rodada do Alagoano. O ASA abriu o placar com Dinda e o CSA empatou com Cassiano, ambos os gols assinalados no primeiro tempo. Na segunda etapa, o Azulão virou com Matheus Sávio e Patrick Fabiano fez o terceiro, decretando a vitória azulina.
Na última rodada desta primeira fase, o Azulão vai enfrentar o Coruripe, no próximo domingo (17), às 16 horas, no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe. Quanto ao ASA, com a derrota desta noite, segue na sexta posição, com seis pontos, e não tem mais chances de se classificar entre os quatro para a semifinal. 
O time alvinegro vai enfrentar na última rodada, também no domingo, às 16 horas, o Jaciobá, que tem seis pontos, mas possui três vitórias, e o ASA só tem uma. Assim, mesmo que vença o Jaciobá, o Alvinegro não se classifica porque ficaria com duas vitórias contra três do adversário. O jogo será no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.
Como foi
FOTO: AILTON CRUZ
No primeiro tempo, o jogo começou em ritmo lento. E logo aos 6 minutos, o CSA gastou a sua primeira substituição. Sentindo um problema na parte posterior da coxa direita, Pedro Rosa, que estava há algum tempo parado, acabou voltando a sentir a lesão e foi substituído, com Celsinho entrando em seu lugar, também improvisado na lateral esquerda.
O primeiro bom momento foi do CSA e se deu aos 10 minutos. Após bate-rebate, Matheus Sávio cruzou na área, a bola bateu na defesa e, na jogada seguinte, Marcão encaixou sem maiores problemas.
O CSA era melhor, tentava encontrar espaços, mas o ASA estava fechado, se defendendo como podia. Aos 16 minutos, o Azulão tentou de novo. Cassiano lançou para Patrick Fabiano, que quase abriu o placar, mas chutou muito em cima do goleiro Marcão, que fez boa defesa. 
E quem chegou ao gol foi o ASA, logo no primeiro ataque de perigo do Alvinegro. Aos 21 minutos, Ciel entrou na área sozinho, fez a maior bagunça, chutou, o goleiro João Carlos não chegou, Gérson tirou com o pé e, na sobra, Dinda guardou, com a trave livre: 1 a 0 para o Fantasma.
O Azulão respondeu com perigo aos 25 minutos. Luciano Castán esticou para Patrick Fabiano, que subiu e cabeceou com perigo, vendo a bola passar muito perto da trave.
O ASA estava todo fechado e depois do gol que fez ficou mais ainda, sem dar espaços ao time azulino, e apesar disso, tentava chegar ao segundo gol. Aos 31 minutos, Luiz Gustavo chutou de longe, sem marcação, e a bola passou bem perto do gol do CSA, que respondeu aos 34 minutos. Apodi foi até a linha de fundo, cruzou na área, Patrick Fabiano subiu e o goleiro Marcão segurou.
Aos 45 minutos, o CSA teve uma chance incrível de empatar. Matheus Sávio cobrou a falta, Gerson cabeceou e Castán bateu de virada., mas Luiz Gustavo cortou em cima da linha. Se não foi desta vez, o gol do CSA veio nos acréscimos da etapa inicial, aos 48 minutos. Cassiano chutou forte da entrada da área, sem chances para o goleiro Marcão, deixando tudo igual no Rei Pelé: 1 a 1.
E veio a virada
No segundo tempo, o CSA valorizava a posse de bola e tentava chegar ao ataque, em busca do gol da virada. Aos 10 minutos, aconteceu o primeiro lance de perigo feito pelo CSA. Luciano Cástan cruzou na área e Patrick Fabiano desviou, tirando do goleiro, mas Apodi não chegou a tempo para balançar as redes.
Se não veio nesse momento, o gol da virada do Azulão aconteceu aos 13 minutos. Após boa jogada de Manga Escobar, Patrick Fabiano escorou, Matheus Sávio tentou a primeira e Marcão segurou, mas na segunda não teve perdão e Matheus Sávio mandou a bola no fundo da rede: 2 a 1 para o CSA.
FOTO: AILTON CRUZ
O time de Marcelo Cabo estava infernal neste segundo tempo e quase chegou ao terceiro gol aos 14 minutos, quando Cassiano recebeu na entrada da área e chutou rasteiro. Marcão espalmou e, sozinho, na cara do gol, Patrick Fabiano errou o alvo e mandou a bola para fora.
O ASA chegou a fazer o segundo gol aos 17 minutos, com Ciel, de cabeça, mas o assistente Benílson dos Santos viu impedimento e anulou o gol.
Aos 20 minutos, mais um gol do CSA, o terceiro. Após muita insistência, Habbib balançou a rede. Dawhan passou a bola com açúcar e com afeto para Patrick Fabiano e ele guardou, na saída do goleiro Marcão: 3 a 1.
O CSA tocava a bola, sem pressa, enquanto o ASA, que para manter viva a chance de classificação para a semifinal precisava de um empate, tentava nos minutos finais. Lutou, lutou, mas não conseguiu, pois aos 49 minutos o árbitro Denis Serafim apitou o final da partida.
CSA - João Carlos; Apodi, Gérson, Luciano Castán e Pedro Rosa (Celsinho); Dawhan, Didira e Matheus Sávio (Mauro Silva); Patrick Fabiano, Manga Escobar e Cassiano (Gersinho). Técnico: Marcelo Cabo.
ASA - Marcão; Guga, Romário, Luiz Eduardo e Léo Campos; Luiz Gustavo (Cal), Janderson, Dinda (Rafael) e Gabriel (Maycon); Ciel e Betinho. Técnico: Nedo Xavier. 
Árbitro: Denis Ribeiro Serafim. Auxiliares: Rondinelle dos Santos Tavares e Benilson do Santos.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário