Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 23 de maio de 2018

CRB só empata com o Ceará e dá adeus à Copa do Nordeste

Lucas Moraes/cearasc.com

A Copa do Nordeste de 2018 chegou ao fim para o CRB. Jogando na noite desta quarta-feira, na Arena Castelão, em Fortaleza-CE, o Galo não saiu do empate sem gols com o Ceará e se despediu da competição. No jogo de ida, no Rei Pelé, deu empate por 3 a 3 e por isso o CRB precisava de uma vitória simples, hoje, para ir às semifinais ou de um empate que fosse acima de três gols. Mas não deu e o Vozão está classificado. Nas semifinais, o Vozão vai enfrentar o Bahia - que eliminou o Botafogo-PB. 
O CRB voltará a campo no próximo sábado, mas pela Série B, quando vai encarar o Guarani, em Campinas-SP. E o próximo rival do Ceará, mas pela Série A, será o Grêmio, domingo que vem, no Castelão.
A PARTIDA 
Logo aos 3 minutos de jogo, o CRB levou perigo ao Ceará. Diego Rosa foi acionado pela esquerda e abriu espaço para o chute da entrada da área, mas viu a bola passar à esquerda do goleiro Everson. O Vozão respondeu aos 4min: após cruzamento da direita, Boaventura afastou mal e Ricardinho pegou a sobra, chutando rasteiro e a bola passou perto da trave direita de João Carlos.
O Ceará tinha mais posse de bola, mas o jogo seguia equilibrado nos 15 primeiros minutos de bola rolando, pois o Galo se defendia bem e apostava nos contragolpes para surpreender o adversário.
O tempo passava e o Ceará continuava com mais volume de jogo, mas não criava o bastante. Já o CRB marcava em cima, mas tinha dificuldade para furar o bloqueio alvinegro.
Aos 28min, o Ceará chegou com Felipe Azevedo, que tentou cruzar, mas mandou a bola em cima do marcador, resultando em escanteio. A torcida do Ceará ficava impaciente e gritava nas arquibancadas: "Queremos raça! Queremos raça!".
Lucas Moraes/cearasc.com
Aos 34min, o CRB teve uma boa chance, mas foi desperdiçada. Em jogada de velocidade pela direita, Diego Rosa cruzou rasteiro, mas Ratinho fez o corta-luz errado. Aos 40min, o Ceará chegou. Richardson cruzou da direita, buscando o atacante Elton. João Carlos saiu errado e a bola sobrou para Romário, que mandou de novo na área, mas Boaventura afastou.
No 2º tempo, o cenário era o mesmo do 1º, com o Ceará tendo mais posse de bola, só que era mais ofensivo. E o Galo tentava nos contragolpes.
Aos 14min, o Ceará teve uma grande chance. Após cruzamento da direita, Elton cabeceou à queima roupa, obrigando o goleiro João Carlos a fazer uma bela defesa. 
Aos 17min, o CRB teve um pênalti marcado pelo árbitro, mas ele voltou atrás, ao ser informado pelo assistente de que a falta em Neto Baiano teria sido fora da área. A falta foi marcada e cobrada por Edson Ratinho, mas a bola foi por cima, sem perigo. E no lance da falta em Neto, Luiz Otávio acabou sendo expulso. 
Em busca do gol que lhe daria a classificação e com um homem a mais em campo, o CRB pressionava, enquanto o Vozão só se defendia. E aos 27min, após boa jogada pela esquerda, Lucas deu a bola voltando para Diego Rosa, que ajeitou para o chute, mas mandou em cima da marcação, desperdiçando o bom momento do Galo.
Aos 38min, Neto Baiano cobrou uma falta com perigo e o goleiro Everson fez bela defesa, espalmando e livrando o que poderia ser o gol do Galo.
O árbitro deu seis minutos de acréscimo, o CRB tentava a todo instante fazer o gol, seguia pressionando e o Ceará se defendendo. Aos 49min, em cobrança de escanteio, Rafael Costa cabeceou no primeiro pau e viu a bola passar raspando a trave esquerda do goleiro. Aos 50min, de novo o CRB. Mazola recebeu de frente para o gol e chutou prensado, mas Everson caiu no canto esquerdo e defendeu. E já não havia tempo para mais nada. Fim de jogo e a torcida do Ceará protestou: "Time sem vergonha!".
Ceará - Everson; Arnaldo (Naldo), Luiz Otávio, Rafael Pereira e Romário; Richardson, Juninho e Ricardinho; Wescley, Elton (Douglas Coutinho) e Felipe Azevedo (Pio). Técnico: Daniel Azambuja (interino).
CRB - João Carlos;  Diogo Matheus, Flávio Boaventura, Anderson Conceição (Rafael Costa) e Lucas Siqueira; Feijão, Tinga, Edson Ratinho (Mazola), Diego Rosa e Willians Santana (Leilson); Neto Baiano. Técnico: Júnior Rocha.
NM com Fernanda Medeiros

"Noite muito ruim no aspecto técnico, físico e tático", diz Cabo após goleada

Após o CSA ser goleado por 4x1 para o Figueirense, em pleno Rei Pelé, nesta terça-feira (22), o técnico azulino Marcelo Cabo admitiu, durante coletiva para imprensa nesta noite, o baixo rendimento da equipe dentro de campo e elogiou o time catarinense.
- Nós pegamos um adversário bem qualificado, mas também facilitamos as coisas. A equipe não se encaixou, não esteve bem, foi uma noite muito ruim no aspecto técnico, físico e até mesmo tático. Temos que reconhecer que não estávamos bem nos três aspectos fundamentais que o futebol exige, mas a parte física foi preponderante para o nosso baixo rendimento hoje.
O treinador marujo também explicou o motivo do atacante Walter começar jogando entre os titulares e Michel Douglas - artilheiro do Azulão na competição - ficar no banco de reservas.
- A entrada do Walter no lugar do Michel, primeiro eu tenho que deixar bem claro que foi um protocolo médico e fisiológico. O Michel só ia suportar, sem risco de lesão, 30 minutos. Então, eu não seria louco de tirar o artilheiro do campeonato do jogo se não tivesse uma restrição médica e fisiológica. O substituto imediato é o Walter, muda a característica do jogo, mas nós temos que entender que o time não esteve bem e não apenas o Walter. Nós não conseguimos propor o jogo como fizemos em outra partidas para que a bola chegasse nele como tem que chegar e ele poder mostrar a sua qualificação. Então, como um todo, não só o Walter, mas toda equipe não esteve bem.
O comandante azulino também falou sobre o fato de ter mais de uma semana livre para ajustar a equipe até o próximo compromisso na Série B.
- Vamos com tranquilidade. Agora temos 10 dias para trabalhar, vamos recuperar os jogadores, fazer um planejamento para que a gente consiga recuperar os pontos lá em Goiânia que deixamos aqui hoje. Se fizermos uma analogia, nós trocamos os resultados, porque ganhamos em Londrina e perdemos em casa. Vou conversar com os jogadores para que essa derrota não traga desconfiança ao nosso trabalho.
O CSA volta a campo pela Segundona, apenas no próximo dia 1º de junho (sexta-feira), onde vai encarar o Vila Nova-GO, às 20h30, no Estádio Serra Dourada, em Goiânia.
NM com Isaac Simões

CRB decide a sorte na Copa do Nordeste em novo jogo contra o Ceará

FOTO: TV GALO/REPRODUÇÃO
O CRB decide, às 19h desta quarta-feira, na Arena Castelão, a sua sorte na Copa do Nordeste de 2018. Por ter empatado em 3x3 no último dia 10, em Maceió, só a vitória interessa ao Galo, além de um improvável empate com quatro ou mais gols, para seguir às semifinais da competição regional.
Para este jogo, o CRB está bastante modificado na defesa. Isso porque apenas Flávio Boaventura deve ser mantido em relação ao jogo passado, diante do Avaí, pela Série B do Brasileiro. Entre as novidades, destaque para o Lucas Siqueira na lateral-esquerda, em substituição a Diego, que vai cumprir suspensão por ter sido expulso no confronto de ida, no Estádio Rei Pelé.
E com a vaga aberta por Lucas, Willians Fernandes vai reaparecer na cabeça de área. No mais, o time do técnico Júnior Rocha terá Diogo Matheus na lateral direita e Anderson Conceição na quarta zaga. Daí, o CRB deve começar a partida com João Carlos; Diogo Matheus, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Lucas Siqueira; Willians Fernandes, Tinga, Edson Ratinho e Diego Rosa; Willians Santana e Neto Baiano.
Confiante na classificação, a diretoria regatiana anunciou a premiação de R$ 200 mil, caso o time regatiano avance de fase.
Felipe Azevedo e Pio devem voltar ao Ceará
Já o Ceará - que joga pelo empate com até dois gols - também tem mudanças. Com o lateral Samuel Xavier e o atacante Eder Luís impossibilitados de disputar a Copa do Nordeste, ambos devem ser substituídos, respectivamente, por Pio e Felipe Azevedo.
Outro novidade vai estar à beira do gramado. Afinal, quem comanda o Vozão nesta noite é o auxiliar Daniel Azambuja, visto que o técnico Jorginho, substituto de Marcelo Chamusca, ainda não foi regularizado.
Azambuja deve levar o time alvinegro a campo com Everson, Pio, Rafael Pereira, Luiz Otávio e Romário; Richardson, Juninho e Ricardinho; Wescley, Felipe Azevedo e Elton.
O duelo das 19h terá Mayron Frederico dos Reis Novais no apito. Seus assistentes serão Antônio Fernando de Sousa Santos e Carlos André Pereira Sousa. Todos são do Maranhão e integram o quadro CBF.
NM com Francisco Cardoso

terça-feira, 22 de maio de 2018

No Rei Pelé, CSA joga mal e acaba goleado para o Figueirense: 4 a 1

FOTO: AILTON CRUZ
CSA sofreu a primeira derrota, ou melhor, a primeira goleada em casa na Série B. Sentindo a intensidade do Figueirense, o time azulino foi derrotado por 4 a 1, nesta terça-feira (22), em pleno Estádio Rei Pelé. Renan Mota, Jorge Henrique, Henan e André Luis marcaram os gols do Figueira. O gol azulino foi marcado por Didira.
Com a derrota, o Azulão perdeu os 100% de aproveitamento em casa, parou nos 15 pontos e abre a rodada estacionado na 2ª posição. No entanto ainda poderá perder a posição para o Vila Nova-GO, que enfrenta o Coritiba, no Couto Pereira. 
Porém, mesmo com a derrota, o CSA não deixará o G4 da competição. Já o Figueirense chegou aos 12 pontos e entrou no G4 tirando o Paysandu da zona de acesso a Série A.
Na próxima rodada, o CSA enfrentará o Vila Nova, no dia 1º de junho, às 19h15, no Estádio Serra Dourada. Já o Figueirense fará mais um jogo fora de casa. O Figueira enfrentará o São Bento, no dia 29 (terça-feira), às 19h15.
CSA 1x4 Figueirense
Confira os melhores momentos da partida válida pela 7ª rodada da Série B do Brasileirão
O Jogo
CSA começou muito forte a disputa da partida. Mas no abafa dos minutos iniciais, a equipe não criou chances de gol. Ainda afobado com o início do jogo, o CSA dava espaços para um rápida transição do Figueirense.
Aos 4 minutos, Gustavo Ferrareis criou uma linda jogada e chutou tirando do goleiro Cajuru, a bola bateu na trave e no rebote, Renan Mota finalizou, a redonda chegou a tocar no goleiro azulino, mas acabou morrendo no gol: Figueirense 1 a 0.
Didira comemora o 4º gol marcado na Série B do Brasileirão
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
























O CSA não conseguia ter profundidade, penetração e buscava o jogo pela intermediária. Aos 12 minutos, sem a penetração no sistema defensivo, a opção era o giro na frente da área e os chutes de média e longa distância. Didira resolveu arriscar e acertou um chutaço, um lindo chute, vencendo o goleiro Denis e empatando o jogo:1 x 1.
O CSA seguia trocando passes e tentando chegar na intermediária do Figueirense. Porém, o time catarinense seguia muito perigoso na transição. Aos 24 minutos, Henan chutou mas Alexandre Cajuru fez uma boa defesa.
Aos 30, Diego Renan criou uma situação de jogo pelo lado direito e cruzou. Jorge Henrique, no meio da defesa, sozinho, mergulhou, e de cabeça, quase fez o segundo.
Goleada
No começo do segundo tempo, a primeira oportunidade foi do CSA. Rafinha cobrou falta quase do meio-campo e o goleiro Denis espalmou para escanteio. No lance seguinte, aos 7 minutos, o lateral João Lucas teve espaço, e sem marcação cruzou nas costas dos zagueiros azulinos, Jorge Henrique mergulhou e fez o segundo gol dos catarinenses: Figueirense 2 x 1.
Três minutos depois, o Figueirense criou uma situação pelo lado. Novamente João Lucas subiu sem marcação, sem a recomposição, o lateral esquerdo encontrou Renan Mota que fez a assistência para Henan, entrar sozinho e tocar para o gol: Figueirense 3 a 1.
O CSA tentou reagir aos 23 minutos. Jogada coletiva, iniciada no corredor esquerdo azulino, com Rafinha e Didira. A bola veio para o meio com Ferrugem, passou por Daniel Costa que tocou para Celsinho. Ele dominou e chutou cruzado, a bola passou raspando o poste direito de Denis.
Já na reta final da partida, o Figueirense chegou a mais um gol, concretizando a goleada. O atacante André Luis cobrou uma penalidade com extrema qualidade, tirando o goleiro do lance e definindo o placar: 4 a 1.
Ficha Técnica
CSA 1 x 4 Figueirense
Campeonato Brasileiro - Série B - 7ª Rodada
Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (CBF-SP)
Árbitro Assistente 1: Anderson José de Moraes (CBF-SP)
Árbitro Assistente 2: Bruno Salgado Rizo (CBF-SP)
4º Árbitro: Rafael Carlos Salgueiro (CBF-AL)
Renda: R$ 158.771,00  Público: 12.110 torcedores (10.100 pagantes)
Gols: Renan Mota (Figueirense) 4', Didira (CSA) 12' do 1º tempo; Jorge Henrique (Figueirense) 7', Henan (Figueirense) 10' e André Luis (Pênalti-Figueirense) 44' do 2º tempo
CSA: Alexandre Cajuru, Celsinho, Leandro Souza, Roger e Rafinha; Edinho e Ferrugem; Niltinho, Daniel Costa (Taiberson) e Didira; Walter (Michel Douglas)
Técnico: Marcelo Cabo
Figueirense:  Denis Diego Renan, Cleberson, Nogueira e João Lucas; Pereira e Zé Antonio; Jorge Henrique (João Paulo), Renan Mota (Juninho) e Gustavo Ferrareis; Henan (André Luis)
Técnico: Milton Cruz
NM com Fernanda Medeiros

Confira os atletas relacionados para os duelos contra Ceará e Guarani

ASCOM CRB
O Galo finalizou, na manhã de hoje, os preparativos para o jogo decisivo, das quartas de final da Copa do Nordeste, contra o Ceará em Fortaleza, no Estádio Castelão. Depois do jogo contra os cearenses, o Galo seguirá para Campinas, onde no sábado vai enfrentar o Guarani, pela Série B, e para esta semana longe de Maceió o técnico Júnior relacionou 21 atletas.
O destaque fica para a presença do meia-atacante Alípio, que apesar de não poder jogar na Copa do Nordeste, poderá fazer sua estreia com a camisa do Galo contra o Guarani. O lateral-esquerdo Diego, suspenso, também não vai enfrentar o Ceará. Confira a lista dos atletas relacionados:
Goleiros – João Carlos e Edson Mardden
Laterais – Diogo Matheus, Diego e Lucas
Zagueiros – Flávio Boaventura, Anderson Conceição, Márcio e Everton Sena.
Volantes – Tinga, Willians Fernandes e Feijão
Meias – Diego Rosa, Alípio, Leílson, Edson Ratinho e Willians Santana
Atacantes – Neto Baiano, Mazola, Rafael Costa e Bruno Paulo.
NM com site do CRB

+ VISTAS