Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Dirigentes de ASA e Murici revelam de que forma devem aplicar premiação


Superando a expectativa de boa parte da torcida, ASA e Murici protagonizaram feitos na Copa do Brasil e são os únicos representantes de Alagoas ainda vivos na competição. As duas equipes do interior conseguiram derrotar times de renome e, com isso, ganharam, além de projeção nacional, premiações que - definitivamente - chegam em boa hora. Com a classificação à terceira fase, ambas embolsaram mais de R$ 1 milhão cada.
E para saber em que os clubes pretendem investir o montante, ouvivimos os dirigentes das equipes alvinegra e alviverde. À reportagem, o presidente do Fantasma, Nelson Filho, disse que o dinheiro será usado, principalmente, na quitação das dívidas do clube. 
Presidente Nelson Filho (ao centro) falou sobre o bom momento do ASA na competição
FOTO: WILLIAM ROCHA / ASCOM ASA
A Gigante ainda vive uma crise financeira. No início deste mês, um grupo de 19 atletas, inclusive, chegou a cobrar do clube uma solução para passivo trabalhista que se arrasta desde a disputa da Série C do ano passado. 
"A intenção principal é quitar os débitos que temos, seja com o pessoal que trabalha no dia a dia do clube, seja com os acordos judiciais que estão sendo feitos. Este dinheiro será um desafogo para as finanças do clube. Agora, vamos trabalhar para manter esta equipe para o restante do Campeonato Alagoano e também para a disputa da Série C", disse.
Na Copa do Brasil, o ASA passou pela equipe da Ferroviária-SP com um empate em 1x1 fora de casa, enquanto que, na noite da última quinta-feira (23), derrotou o tradicional Coritiba, em pleno Couto Pereira, pelo placar de 2 a 0.
E Nelson Filho afirmou não estar surpreso com a classificação da equipe para a terceira fase. "Não foi uma surpresa. Sabemos que o Coritiba está em outro patamar, mas tínhamos convicção da competência do time e de toda a comissão técnica. Estávamos confiantes", ressaltou.
Geraldão, presidente do Murici
FOTO: LININHO NOVAIS/DIVULGAÇÃO
O outro time alagoano que também está fazendo bonito é o Murici. A equipe comandada pelo experiente Roberval Davino derrotou, na primeira fase, o Juventude, por 3 a 1. Já na última quarta-feira, jogando novamente em Murici, bateu outra força do futebol brasileiro, o América-MG, nos pênaltis. 
Porém, apesar de surpreender nacionalmente, o time alviverde vem deixando a desejar no Estadual - é o último colocado do grupo A sem ter conseguido vencer uma partida sequer até aqui. Apesar disso, o presidente do Murici, Geraldo Amorim, o Geraldão, mantém-se otimista. "Infelizmente, isso não se explica, mas acreditamos na reviravolta da nossa equipe no Estadual. Com esta classificação, o time terá um novo ânimo. Vamos superar esta fase", afirmou.
Já com relação aos valores recebidos, Geraldão disse que o dinheiro também será usado na Série D - o Murici vai novamente disputar a competição porque, conforme o regulamento, os times classificados com base na campanha no Estadual vão jogar o Brasileiro também este ano. "Este dinheiro será de grande valia. Vai ajudar a direção a para pagar os salários dos jogadores até na Série D. Além disso, também já vamos pensar em contratações para o Brasileiro".
América-MG na bronca
Premiação à parte, o eliminado América-MG também roubou a atenção em Murici, mesmo após o tropeço dentro de campo. É que técnico e direção do Coelho fizeram várias críticas ao estado do gramado no José Gomes da Costa. Ao Globo Esporte, o dirigente Anderson Racillan chegou a comparar o campo a um pasto. 

"É a mesma coisa de você fazer um campo em um pasto plano. Com todo respeito à cidade, mas, infelizmente, é isso aí. É uma vergonha! Murici merecia um campo de melhor qualidade. Hoje, é inadmissível um gramado desses no futebol brasileiro. Nós vamos fazer um ofício de protesto à CBF porque o campo aqui não tem condições. Fomos prejudicados", afirmou.
À Rádio Itatiaia, o técnico Enderson Moreira disse ter ficado envergonhado em levar a equipe para jogar "em um gramado deste tipo". "A gente lamenta muito. Estamos saindo da competição sem tomar um gol sequer. A CBF tem condutas que não entendemos. Tínhamos o objetivo de passar de fase, mas este campo não tem condição nenhuma de trabalho. Jogamos nossa vida em cima disso. Senti-me muito constrangido em trazer uma equipe profissional para este campo. O América investe muito, tentando se segurar de todas as formas num futebol brasileiro desigual, mas não há como atuar, durante 90 minutos, num gramado em que não há jogo", disse.
Sobre as críticas, o dirigente do Murici disse que tudo não passa de "choro de perdedor". "Várias equipes profissionais já jogaram aqui em Murici e os únicos que reclamaram foram eles", afirmou.

domingo, 26 de fevereiro de 2017

Na estreia do técnico Lino, CSE vence o CEO e segue em quarto no Grupo B

O CSE recebeu neste domingo o CEO, pela sétima rodada do Campeonato Alagoano, e se deu bem. Jogando em Palmeira, o Tricolorido venceu o jogo por 1 a 0, gol de Etinho, marcado aos 28 minutos do primeiro tempo. O confronto marcou também a estreia do técnico Lino no time da casa.
Mesmo com a vitória, o CSE continua na quarta colocação do Grupo B, com nove pontos. O CEO permanece na vice-liderança do Grupo A, também com nove pontos. O próximo compromisso do CSE é contra o Coruripe. A partida será no Gerson Amaral, às 20h, no próximo sábado. No dia 6, O CEO recebe o CSA, no Edson Matias, em Olho d'Água das Flores, às 16h.
No primeiro tempo, o CSE apareceu mais durante o jogo. Etinho abriu o placar e quase fez o segundo antes de deixar o campo. O CEO teve a chance de empatar, com André, mas desperdiçou.
O segundo tempo da partida começou bem disputado, com os dois times buscando o gol. Foram muitas chances perdidas dos dois lados. A equipe sertaneja tentava o empate a cada lance, e o Tricolor de Palmeira também perdeu oportunidades de ampliar o placar. As melhores chances saíram dos pés do atacante Ila, que entrou no lugar de Etinho, e do meia Palhinha. 

sábado, 25 de fevereiro de 2017

CRB vence ABC por 2x0 e reafirma liderança na Copa do Nordeste

O CRB voltou a campo, na noite deste sábado (25), para mais um compromisso pela Copa do Nordeste. Diante de seu torcedor, o Galo recebeu a visita do ABC, no Estádio Rei Pelé, e fez o dever de casa. Com a vitória por 2x0 sobre o time potiguar, o Galo reafirmou sua liderança no grupo D da competição regional, indo a oito pontos e abrindo quatro de vantagem sobre o mesmo ABC, vice-líder da chave.
Agora, pelo Nordestão, o clube praiano terá novo compromisso apenas no dia 12 de março, para novo clássico contra o CSA. Antes, porém, o Galo terá pela frente o ASA, já pela 8ª rodada do Estadual, também no Rei Pelé, em mais um duelo com portões fechados à torcida regatiana. No Alagoano, a equipe do técnico Léo Condé defende a liderança isolada do grupo A.
CRB se isolou ainda mais na liderança do grupo D da Copa do Nordeste
FOTO: AÍLTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS




















O jogo
O Galo entrou em campo com mudanças, a exemplo do lateral Marcos Martins, que retomou a titularidade pela direita, substituindo Edson Ratinho. E o CRB mostrou a que veio logo com 30 segundos de bola rolando, quando Yuri avançou pela direita e dominou sem marcação, mas preferiu o cruzamento ao chute. A zaga fez o corte para a linha de fundo e, na sequência, o meia-atacante Mailson cabeceou bonito na cobrança de escanteio, mas o goleiro Edson, atento, fez a defesa.
Ao passo em que tomava a iniciativa, o time da casa também começou a dar espaço ao visitante, que gostou do jogo. Numa das chegadas do time potiguar, aos 18 minutos, Erivelton foi acionado em velocidade pela esquerda e chutou da entrada da área, vendo a bola passar à direita de Juliano. O CRB respondeu à altura aos 28, quando o atacante Neto Baiano recebeu na grande área e chutou rasteiro, cruzado, vendo a bola passar perto do poste direito do goleiro.
O primeiro tempo seguiu equilibrado, até que, aos 38, Mailson sentiu lesão e deu lugar ao também meio-campista Chico, que viria a ser o personagem principal do jogo na segunda etapa.
Chico abre caminho para a vitória
Chico, o "coreano" regatiano, desencantou e foi o destaque no Rei Pelé
FOTO: AÍLTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS































Logo com um minuto de segundo tempo, após cobrança de escanteio, o zagueiro Flávio Boa Ventura subiu mais alto que todo mundo e testou no canto direito de Edson, que, no reflexo, espalmou para escanteio. E de tanto insistir, o Galo acabou abrindo o marcador pouco depois, aos 7. O volante Danilo Pires fez grande jogada pela direita e deu voltando para Chico, que só teve o trabalho de tocar no canto direito do goleiro. Edson ainda tocou a redonda, mas não conseguiu evitar o gol: 1x0.
Não demorou muito e o CRB conseguiu ampliar a vantagem. O lateral Diego cruzou da esquerda, a zaga afastou parcialmente e Danilo Pires pegou a sobra, chutando forte, de primeira, no canto direito de Edson: 2x0.
CRB 2x0 ABC
Confira os melhores momentos da partida válida pela Copa do Nordeste 2017
Já aos 24 minutos, foi a vez de Neto Baiano dar lugar ao também atacante Elias. Com a vantagem, o Galo diminuiu o ritmo, passando a administrar o bom resultado, e quase viu o ABC diminuir. Numa das chances, aos 27, após cruzamento da esquerda, Nando dominou no peito e acabou perdendo tempo para o chute da pequena área, finalizando prensado com Yuri, à direita de Juliano.
Quatro minutos depois, foi a vez do próprio Yuri sair para a entrada do também volante Jorginho. O CRB seguiu a gastar o tempo do jogo até o apito final. Antes, porém, o time potiguar ainda teve ao menos duas oportunidades de marcar, em cruzamento de Fábio Gama, que quase surpreendeu o goleiro Juliano, aos 41 minutos, e em chute na trave do meia Gegê, já nos acréscimos.
NM com Bruno Soriano

CSA passeia e vence Sete de Setembro por 7 a 0 no Gerson Amaral, em Coruripe

O CSA passeou na tarde deste sábado (25) no Estádio Gerson Amaral, em Coruripe. A equipe azulina goleou o Sete de Setembro por 7x0 e, com esta vitória, reassume, ao menos provisoriamente, a liderança do grupo B do Campeonato Alagoano, com 17 pontos. Com três gols, o artilheiro da partida foi o volante Everton Heleno. Complementaram a goleada Daniel Costa, com dois, Didira e Cleyton, com um gol cada.
Agora, o Azulão dá uma pausa no Campeonato Alagoano porque, na próxima quinta-feira (2), vai enfrentar o Itabaiana pela Copa do Nordeste. A partida terá início às 19h, no Estádio Etelvino Mendonça.
Como foi
A partida começou sem emoção, com um grande "perde e ganha" no meio de campo. Pelo CSA, alguns jogadores começaram sentindo o ritmo, como foi o caso do volante Panda, que vinha de longo período no departamento médico. Quanto ao Sete de Setembro, a expectativa era novamente surpreender.
Muito modificado, o CSA não se encontrava na partida. Já o Sete de Setembro esbarrava em suas limitações. Porém, o panorama do jogo começou a mudar aos 17 minutos, atem escanteio da direita. Didira cobrou e, após desvio, a bola sobrou para Panda, que, de primeira, tocou para Everton Heleno fuzilar. A redonda entrou no canto direito da meta do Sete: 1x0.
No reinício da partida, quase que o Sete de Setembro empatou. O atacante Jackson jogou entre as pernas do zagueiro Douglas e concluiu, com a bola passando perto da trave esquerda do CSA.
Daí por diante, não faltaram emoções no 1º tempo, pois, aos 22 minutos, o Azulão ampliou com Everton Heleno. Denilson cruzou da direita, o atacante Jacó não alcançou, mas o volante azulino, que acompanhou a jogada, entrou na área adversária para tocar de voleio. A bola entrou no canto esquerdo. O goleiro Gustavo ainda foi nela, mas não alcançou: 2x0.

Goleiro tentou, mas não alcançou a cobrança de Everton Heleno
FOTO: ASCOM CSA




















Mais uma vez, no reinício do jogo, o Sete voltou a finalizar com Jackson, obrigando o goleiro Jeferson a praticar arrojada defesa. Contudo, aos 36 minutos, Jacó tabelou com Rayro, e o lateral azulino sofreu falta dentro da área. Everton Heleno cobrou a penalidade, marcando o terceiro gol do azulão: 3x0.
Com a boa vantagem, o CSA logo envolveu o Sete até chegar ao quarto gol, já aos 42 minutos. Jacó avançou pela direita e cruzou para a área adversária. O goleiro Gustavo afastou parcialmente e Didira aproveitou o rebote para também deixar sua marca: 4x0.
Segundo tempo
O CSA voltou para o 2º tempo com Daniel Costa no lugar de Didira. Com a vitória encaminhada, o Azulão tratou de administrar o resultado, até que aos 24, voltou a criar grande oportunidade com Luís Soares, que, dentro da área, tirou a bola do alcance do arqueiro Gustavo, mas perdeu o ângulo porque a bola se perdeu para a linha de fundo.
Dois minutos depois, o CSA voltou a reencontrar a meta adversária, marcando mais três vezes saíram. Numa delas, o meia Daniel Costa tabelou com Rayro e finalizou de primeira, vendo a bola, rasteira, entrar no canto esquerdo do goleiro: 5x0.

Melhores Momentos - CSA 7x0 Sete de Setembro
.
Aos 36 minutos, Daniel Costa voltou a marcar ao concluir bela jogada do meia Thiago Potiguar pela direita. E aos 44 minutos, fechando o placar, Rayro tocou para a pequena área do Sete de Setembro e Cleyton, que acompanhava o lance, só teve o trabalho de desviar para o sétimo gol azulino na partida.
E quando já não havia mais como impedir a derrota, o Sete ainda tentou fazer seu gol de honra, acertando a trave aos 39 minutos do 2º tempo. O atacante Jackson avançou pela direita e soltou uma bomba, com a bola se chocando na trave esquerda do goleiro Jeferson. 
NM com Marcio Chagas

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Mano prega respeito ao Murici, a surpresa da Copa do Brasil

O Cruzeiro não deu chance para o azar em momento algum neste início de trajetória na Copa do Brasil. Após eliminar Volta Redonda-RJ e São Francisco-PA, o time celeste parte agora para a terceira fase da competição, novamente contra um time que tentará se tornar uma zebra no caminho da Raposa.
O Murici-AL chega com moral por ter eliminado Juventude e América. Mesmo assim, é amplo o favoritismo do Cruzeiro. Mas o técnico Mano Menezes não canta vitória antes da hora e prega muito respeito ao time alagoano.
“Tudo que não se pode na Copa do Brasil é achar que vai se encontrar facilidade antes da hora. Podemos tornar o jogo mais fácil como fizemos hoje (quarta-feira), mas antes de atuar não há facilidade. O América foi eliminado pelo Murici. Tem que se respeitar todo mundo”, declarou o comandante celeste, que ressaltou ainda as qualidades do treinador do próximo adversário da Copa do Brasil.
“O técnico do Murici é o Roberval (Davino), experiente e que fez grandes trabalhos em todo o Brasil. Não está lá para nos dar facilidade, tem nosso respeito. Há uma diferença técnica, em função do investimento. Mas temos que fazer valer isso. Antes do jogo você não ganha de ninguém”, comentou Mano.
As datas e horários dos confrontos ainda serão definidos. O próximo desafio da Raposa, porém, é contra a Caldense, no Mineirão, no dia 2 de março.
NM com Thiago Prata

+ VISTAS

PARCEIROS NA MIRA