Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 25 de julho de 2017

Jejum de vitórias na Série C do Campeonato Brasileiro provoca reuniões no CSA

Por ter deixado de fazer o "dever de casa", esta semana começou com reuniões no CSA. O time segue líder do grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro, porém a margem de folga para o segundo colocado agora é de apenas dois pontos. Além disso, o Azulão vem de três empates consecutivos, respectivamente contra o Cuiabá, ASA e Sampaio Corrêa. Este último jogo contra o ASA foi em Arapiraca.
A diretoria conversa com a comissão técnica e também com  o elenco. Quem não atuou no domingo treina nesta segunda. O restante do grupo se reapresenta nesta terça-feira visando agora a partida contra o Botafogo-PB.
Vai ser o segundo compromisso consecutivo em casa nesta série dos jogos de volta da fase classificatória. Será no domingo, às 16h, no Estádio Rei Pelé. Detalhe que este próximo adversário foi o que tirou a invencibilidade do CSA na Série C 2017. O Bota-PB derrotou o Azulão por 2x0, na 3ª rodada, no dia 28 de maio, em João Pessoa.
Outro detalhe é que a partir de agora restam sete jogos para ser encerrada a etapa classificatória e para o CSA são três partidas em casa e quatro fora.
A equipe do treinador Ney da Mata segue na ponta do grupo A, com 20 pontos, mas o Fortaleza encostou e agora está com 18. Quem também pode se aproximar é o Remo e o Cuiabá, se ganharem seus compromissos na noite desta segunda-feira. Ambos estão com 13 pontos e vão a 16 se vencerem - mesma pontuação já alcançada pelo Sampaio Corrêa.
NM com Francisco Cardoso

ASA perde para o Remo por 1x0 e segue na zona de rebaixamento da Série C

Não deu para o ASA. O time alvinegro até fez uma boa partida e, por isso, merecia melhor sorte na noite desta segunda-feira (24), no encerramento da 11ª rodada da Série C. No Mangueirão, em Belém, o Alvinegro encarou o Remo e por muito pouco não deixou a primeira etapa em vantagem no marcador. Porém, tomou o gol no segundo tempo e, mesmo tentando até o último minuto, deixou a capital paraense sem somar ponto.
E o Gigante vendeu caro o resultado no Pará. Isso porque o ASA também perdeu uma invencibilidade de seis partidas na competição e, com o jejum de vitórias (que completou três partidas), é apenas o 9º colocado, ainda com nove pontos, superando o lanterna Confiança-SE apenas pelo saldo de gols.
Remo 1x0 ASA
Confira os melhores momentos da partida e o gol de Flamel!
Sem perder tempo, o time comandado por Marcelo Vilar já começa a voltar suas atenções para o compromisso do próximo sábado, quando, às 16 horas, vai encarar o Sampaio Corrêa-MA, em novo desafio fora de casa. O Remo, por sua vez, foi a 16 pontos. Agora, o time azulino é o 3º colocado, já que supera o mesmo Sampaio pelo saldo de gols, tendo pela frente o Cuiabá-MT, em duelo marcado para a segunda-feira (31), na Arena Pantanal.
ASA pra cima

O ASA entrou em campo disposto a fazer uma grande partida, precisando somar ponto fora de casa para deixar a zona da degola. Com o retorno de Leandro Kível, recuperado de lesão, o artilheiro alvinegro fez dupla de ataque com Jhulliam, dando trabalho à equipe paraense no primeiro tempo. Porém, quem primeiro chegou com perigo à meta adversária foi o Remo, logo aos seis minutos, quando Léo Rosa recebeu de Pimentinha e cruzou para Dudu, que testou para fora.

Mas o Alvinegro marcava em cima e criou ao menos três chances de abrir o marcador no Mangueirão. Numa delas, aos 19, Jhulliam dominou pela direita e, desequilibrado, viu a bola sobrar para o meia Doda, que fintou o marcador e chutou rasteiro, acertando o poste direito do goleiro. A redonda ainda acertou as costas de Vinícius e saiu pela linha de fundo, para alívio do torcedor remista.

E apesar da dificuldade no quesito conclusão, o Remo - que promoveu a estreia do volante França - seguiu um pouco melhor, chegando bem em outras três oportunidades. A melhor delas veio já nos acréscimos, aos 45, quando o meia Eduardo Ramos recebeu pela direita e cruzou fechado. O atacante Luiz Eduardo desviou na pequena área, mas tocou para fora, à direita do goleiro Carlão.

Gol de início 

E quando a bola rolou para o segundo tempo, o ASA criou grande chance logo com cinco minutos, quando, em rápido contragolpe, Jhulliam recebeu pela direita e chutou forte da entrada da área, mas Vinícius saltou no ângulo superior direito e espalmou para escanteio. 

Como quem não faz, leva, o Gigante acabou punido dois minutos depois, quando Leanderson, nauseado, já havia dado lugar ao também volante Nata. Em contra-ataque veloz, o atacante Pimentinha arrancou pela direita e tocou para Flamel, que também havia entrado no segundo tempo e, livre de marcação, tocou na saída do goleiro Carlão, fazendo a festa da torcida azulina: 1x0.

O Remo ainda teve boa chance aos 14 minutos, mas o ASA foi quem partiu para cima, criando duas oportunidades de igualar a disputa, como aos 18, em chute forte de Nata, que viu a bola passar raspando o travessão.

Um minuto depois, Marcelo Vilar trocou Djalma por Rafael Tavares, com o ASA mantendo a postura ofensiva. Porém, o time visitante teve dificuldade para concluir em gol nos minutos finais. Já aos 36, o treinador alvinegro queimou sua última substituição - Kanu entrou no lugar do meia Doda. 

Em busca do gol a todo custo, o ASA se expunha ao contragolpe. Por isso, quase tomou o segundo aos 44, quando o meia Eduardo Ramos foi lançado nas costas da zaga, mas tocou por cima de Carlão. 

O Alvinegro ainda teve mais uma chance de empatar aos 48, no último lance da partida, com Jhulliam saindo na cara do gol e chutando por cima, com o atacante alvinegro sem acreditar na chance que desperdiçara.

NM com Bruno Soriano

segunda-feira, 24 de julho de 2017

CRB volta aos treinamentos com Danilo Pires reintegrado

FOTO: DENISON ROMA
O time do CRB está de volta aos treinamentos nesta segunda-feira. E fica em Maceió até sexta, quando embarca para Goiânia porque no sábado, às 16h30, no Estádio Serra Dourada, enfrenta o Goiás pela 17ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro.
Estes dias no CT Ninho do Galo serão para o treinador Dado Cavalcanti escolher os substitutos de Adalberto e Edson Ratinho, que diante do Guarani receberam o terceiro cartão amarelo e vão ter de cumprir suspensão automática.
Para a zaga, Dado Cavalcanti tem as opções de Audálio e Gabriel para o lugar de Adalberto. Adriano, Rodrigo Souza e Danilo Pires são as opções para a vaga aberta no meio de campo. Danilo Pires, que era titular, ficou ausente das últimas partidas - contra Juventude e Guarani - devido a uma entorse no tornozelo direito. O jogador está voltando aos treinamentos e, portanto, pode reaparecer como titular no próximo sábado.
Com o empate contra o Guarani cedido já nos acréscimos, o CRB saiu do G4. Agora é quinto colocado, com 25 pontos.
NM com Francisco Cardoso

domingo, 23 de julho de 2017

"Estamos no caminho certo", diz técnico do CSA após terceiro empate seguido

FOTO: AILTON CRUZ
O CSA não teve uma boa atuação diante do Sampaio Corrêa na tarde deste domingo, no Estádio Rei Pelé. A equipe não conseguiu desenvolver um bom futebol, principalmente no primeiro tempo, tendo muitas dificuldades para criar jogadas ofensivas.
E mesmo com o terceiro empate seguido na Série C, o Azulão segue na liderança isolada do Grupo A. Mas ainda assim a torcida não gostou da atuação do time e o técnico Ney da Matta também mostrou não ter ficado satisfeito com o resultado. E após o confronto, conversou com a imprensa sobre a atuação do time na tarde deste domingo.
- O primeiro tempo não condiz o que são de qualidade, força e organização. No segundo tempo melhoramos um pouco, mas infelizmente não buscamos a vitória. Estou chateado como o torcedor está e todos estão. Não conseguimos vencer em casa, cabeça em pé, a caminha é longa e difícil. Temos que continuar juntos com a diretoria e o torcedor e vejo que estamos no caminho certo, apesar do empate.
Torcida ficou na bronca com a atuação da equipe
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

O técnico ainda falou sobre a dificuldade da competição. da sua experiência na Série C e da inconstância da equipe neste momento do campeonato.
- A competição é muito difícil, às vezes vai vencer fora, dentro de casa, mas eles sabem que estamos no caminho certo. Todo mundo quer vencer quem está na frente e isso que está acontecendo. Ninguém consegue fazer uma competição longa como essa e não dar uma caída. 
Depois da partida, os jogadores ainda saíram vaiados de campo pela fraca atuação. No próximo domingo, a equipe terá mais uma chance de voltar a vencer na Série C, agora contra o Botafogo-PB, também no Estádio Rei Pelé, às 16h.

CSA não joga bem e fica apenas no empate com o Sampaio Corrêa, no Rei Pelé

FOTO: AILTON CRUZ
O CSA ficou apenas no empate em 1 a 1 com o Sampaio Corrêa, na tarde deste domingo (23), no Estádio Rei Pelé. Os gols da partida, válida pela 11ª rodada da Série C, foram marcados no segundo tempo. Primeiro com Daniel Costa, aos 10 minutos da etapa final e o empate do Tubarão aconteceu aos 30 minutos.
Apesar de seguir na liderança isolada do Grupo A da Série C, o Azulão chegou ao seu terceiro empate seguido na Terceirona, ficando a apenas dois pontos do vice-líder, que agora é de apenas dois pontos. 
No próximo domingo (23), a equipe azulina terá mais uma partida dentro de casa, dessa vez contra o Botafogo-PB. Já o Sampaio enfrenta outra equipe alagoana, o ASA, em São Luiz do Maranhão.
O jogo
O primeiro tempo até iniciou equilibrado, com o Sampaio Corrêa mais retraído, esperando as investidas do CSA.  Mas com a ineficiência do Azulão lá na frente,  a equipe visitante começou a gostar do jogo e partiu para o ataque. Logo aos sete minutos de jogo, em contra-ataque rápido, Marlon saiu em velocidade e achou Isac, que chutou forte para a boa defesa do goleiro Mota.
Azulão teve dificuldades no primeiro tempo de jogo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Dois minutos depois, mais Sampaio. Com Diogo Silva, que chutou, o goleiro Mota fez defesa parcial e no rebote Marlon cabeceou, para a zaga do Azulão tirar em cima da linha. Com a pressão dos visitantes e a boa armação defensiva do tricolor, o CSA teve muitas dificuldades no setor ofensivo. Principalmente sem conseguir criar boas jogadas com o meia Didira, que pouco fez na primeira etapa. 
A equipe do Mutange só conseguiu chutar no gol do Sampaio ao fim do primeiro tempo, mas sem perigo para Alex Alves. Após o fim da primeira etapa, a torcida azulina ficou na bronca com a atuação da equipe que saiu vaiada de campo.
Segundo tempo melhor
O CSA voltou com duas substituições para a seguida etapa. Entrando Daniel costa e Gustavinho no lugar de Michel e Angulo. As substituições parecem ter surtido efeito e a equipe maruja voltou melhor, chegando com mais facilidade ao ataque.
E aos 10 minutos, o time marujo abriu o placar em falta cobrada com muita categoria por Daniel Costa, sem chances para o goleiro Alex Alves.  Depois do gol, o time teve mais tranquilidade para trocar passes e fez a torcida apoiar mais a equipe, que vinha sendo alvo de críticas no primeiro tempo.
Isac marcou o gol de empate da equipe azulina aos 30 minutos
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

Mas a falta de atenção na defesa custou caro e aos 30 minutos da etapa final, em cobrança de falta na área, Isac subiu sozinho no meio da defensiva azulina para empurrar para o fundo das redes e empatar a partida. O gol animou o Tricolor maranhense, que voltou ao ataque, aos 41, com o meia Hiltinho, que mandou colocado, fazendo o goleiro Mota se esticar todo para tirar com a ponta dos dedos.
O técnico Ney da Matta ainda colocou o volante Marcos Antônio no lugar de Edinho para buscar o gol da vitória. A equipe ainda tentou com muitas jogadas aéreas, mas não teve sucesso, terminando a partida com mais um empate, na competição.

SEJA SOLIDÁRIO

+ VISTAS