Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 22 de agosto de 2019

Diretoria do ASA marca reunião para apresentar balanço financeiro do clube

Nesta quinta-feira, a diretoria do ASA vai apresentar o balanço financeiro do clube dos três primeiros meses de 2019. A prestação de contas vai ser feita no auditório da OAB, em Arapiraca. A reunião, que vai ser aberta ao público, está marcada para as 19h.

Moisés Machado assumiu a presidência do clube no ano passado e vai ser o encarregado de apresentar o balanço.

– Vamos prestar contas do primeiro trimestre deste ano de tudo que fizemos e podemos fazer pelo ASA. Precisamos muito do apoio de todos para administrar o clube – disse.

Durante a apresentação, os dirigentes vão mostrar dados numéricos e valores arrecadados pelo clube. A reunião contará com a presença de conselheiros e dirigentes do Alvinegro.

No dia 25 de setembro, o ASA comemora 67 anos. Sem calendário no segundo semestre, a equipe aguarda o Campeonato Alagoano de 2020 para retomar as atividades no futebol profissional.

NM com Globoesporte.com/al

CRB vence a Ponte Preta em Campinas por 1 a 0 e assume a 6ª posição na Série B

FOTO: ÁLVARO JR./PONTE PRESS
Não tem jeito mesmo. O CRB joga bem melhor e consegue os resultados em jogos fora de casa. Mais um exemplo deste fato ocorreu na partida contra a Ponte Preta, na noite desta quarta-feira (21), quando o Galo saiu de campo vencedor: segurou e bateu a Macaca pelo placar de 1 a 0, no Estadio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP. 
Mesmo com essa importante vitória, o CRB não entrou no G4 porque os resultados de outros jogos desta 17ª rodada, tiraram todas as possibilidades de sua entrada no grupo dos quatro melhores da Série B do Brasileiro. Assim, com este resultado, o Regatas é o 6º colocado, com 26 pontos. E a Ponte Preta está na 7ª posição, também com 26 pontos, mas perde para o Galo pelo número de vitórias: são oito contra sete. 
O gol do CRB na partida desta noite foi assinalado aos 15 minutos da etapa inicial, por Ferrugem, que voltou ao time, após passar um longo período recuperando-se de uma lesão.
O próximo adversário do CRB será o Figueirense, no sábado (24), às 19 horas, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis-SC. E a Ponte Preta vai receber o Sport, também no sábado (24), às 19 horas, no mesmo estádio do confronto desta noite, o Moisés Lucarelli.  
O 1º tempo
Macaca pressionou, pressionou o Galo, mas não conseguiu sequer o gol de empate dentro de seus domínios
FOTO: ÁLVARO JR./PONTE PRESS























O jogo começou com o CRB muito bem, até surpreendendo a Ponte. O Galo tentou o ataque logo no primeiro minuto de bola rolando, quando Ferrugem escapou em velocidade pelo lado direito, avançou com liberdade, cruzou na área, mas Airton fez o corte antes que a bola chegasse a Léo Ceará. 
O Galo seguia bem, tinha velocidade e teve a chance de abrir o placar aos 7 minutos, quando Léo Ceará entrou sozinho na área da Macaca, ficou cara a cara com Ivan e o goleiro fez uma defesa espetacular, evitando o que poderia ter sido o gol regatiano.
Aos 14 minutos, foi a Ponte quem assustou. Marquinhos cobrou o lateral para a área, a zaga regatiana afastou errado e Camilo chegou cabeceando, mas viu a bola tirar tinta da trave de Vinícius.
O CRB não se abalava e seguia com seu bom futebol em busca do gol da abertura do placar. E conseguiu. Ele veio aos 15 minutos. Felipe Ferreira achou Ferrugem dentro da área, o volante, sozinho, matou no peito e só fez chutar para balançar as redes da Ponte: 1 a 0.
Depois que abriu o placar, o CRB parece que relaxou. E a Ponte Preta foi toda para cima do Galo, que aceitou, então caindo de produção e facilitando a pressão do time de Campinas, que, aos 24 minutos, deu o susto no time alagoano: depois do bate-rebate, Marquinhos ficou com a sobra dentro da área e soltou o canudo, obrigando o goleiro Vinícius a espalmar para escanteio.
Aos 29 minutos, de novo Marquinhos. Ele fez a festa pelo lado esquerdo, cruzou na área e a defesa cortou. Gerson Magrão pegou a sobra, emendou a finalização, mas a bola explodiu em Wellington Carvalho. E haja pressão da Ponte! Aos 31 minutos, Marquinhos recebeu na esquerda, Diego Renan passou com liberdade, mas o atacante preferiu chutar e a finalização não saiu forte, ficando fácil para Vinícius, que defendeu tranquilo, sem dar rebote. 
O jogo era bem disputado, equilibrado, o CRB conseguiu aliviar um pouco mais a pressão da Ponte, mas seu sistema defensivo dava muitos espaços para o adversário.
Aos 34 minutos, de novo a Ponte. Marquinhos deu uma caneta em Daniel Borges e caiu pedindo falta, mas o árbitro Heber Roberto Lopes mandou o jogo seguir. Na sequência, Gerson Magrão levantou a bola, Vinícius nada pegou e a defesa regatiana foi quem cortou. Do lado da Ponte, Marquinhos estava impossível e fez uma bela jogada individual pelo lado esquerdo, levou para a linha de fundo e bateu cruzado. A bola desviou e quase pegou o goleiro Vinícius de surpresa, assustando.
O CRB saía muito bem da defesa da Ponte, trocava passes e mantinha a posse de bola, mas não acertava o pé. E aos 36 minutos, Léo Ceará recebeu com liberdade e tentou bater de muito longe, mas a finalização saiu sem direção. Aos 41 minutos, mais uma tentativa do CRB, que chegou com Felipe Ferreira e ele tocou para Alisson Farias, mas o atacante chutou e a bola foi embora pela linha de fundo, sem assustar o goleiro Ivan.
Sem acréscimos, o primeiro tempo foi até os 45 minutos regulamentares e terminou com a vitória parcial do CRB em Campinas: 1 a 0.  
O 2º tempo
Galo sofreu pressão da Ponte Preta, mas conseguiu segurar o ímpeto adversário e faturou a vitória  fora de casa
FOTO: ÁLVARO JR./PONTE PRESS























A etapa final começou com a Ponte marcando em cima. E o CRB tentava escapar em contra-ataque. No primeiro minuto, Léo Ceará avançou pela esquerda e encontrou Alisson Farias, que tentou chute colocado, mas carimbou na marcação. Aos 3 minutos, o Galo tentou mais uma vez. Felipe Ferreira foi acionado pela direita, cruzou na área e Airton afastou. Na sobra, Lucas Abreu chutou, mas acabou sendo travado por Gerson Magrão.
Aos 7 minutos, o CRB quase ampliou o placar. Felipe Ferreira descolou um ótimo passe para Ferrugem, que passou nas costas da marcação, invadiu a área e finalizou na rede pelo lado de fora, desperdiçando a oportunidade. A Ponte respondeu aos 11 minutos. Marquinhos lançou Roger em profundidade, pelo lado esquerdo, mas ele pegou mal na bola e mandou pela linha de fundo.
A Macaca pressionava o Galo em busca do gol de empate. Aos 15 minutos, Diego Renan recebeu com liberdade da entrada da área, arriscou uma bomba com a perna direita e obrigou Vinícius a espalmar. Aos 21 minutos, mais uma investida da Ponte. Matheus Vargas levantou a bola para dentro da área, a defesa não conseguiu cortar e a bola sobrou limpa para Rafael Longuine, que havia entrado nessa etapa. O meia chutou com perigo e Vinícius tirou com o pé, salvando o Galo.
O jogo era de um time só: a Ponte Preta. Até esse momento do segundo tempo, o Galo não havia levado perigo ao time adversário. Aos 24 minutos e aos 26 minutos, duas tentativas da Ponte: a primeira com Reginaldo, que jogou na área buscando Marquinhos, mas a bola saiu muito forte e foi embora pela linha de fundo; e a segunda com Gerson Magrão, que buscou o toque pelo alto para Diego Renan dentro da área, mas a bola foi forte, mais uma vez, passou por todo mundo e saiu.
O CRB seguia sofrendo a pressão da Ponte e ia se segurando enquanto podia. Aos 30 minutos, Arnaldo recebeu o passe de Rafael Longuine, na ponta direita, rolou para o meio, Matheus Vargas caiu pedindo pênalti, mas o árbitro não foi na dele e mandou o jogo seguir. Aos 36 minutos, quase a Macaca fez o gol de empate. Em jogada ensaiada, Everton rolou a bola para Longuine que soltou o pé. A redonda sobrou para Matheus Vargas, que finalizou e Claudinei se jogou contra a bola. Na sequência, Airton chutou por cima dentro da área, perdendo uma chance incrível.
CRB conquistou três pontos importantes na Série B, na noite desta quarta-feira, em pleno Moisés Lucarelli
FOTO: ÁLVARO JR./PONTE PRESS























Aos 40 minutos foi a vez do Galo: Alisson Farias fez um verdadeiro carnaval pelo lado esquerdo, cruzou na área, mas Léo Ceará errou na hora de dominar. Aos 41 minutos, em cobrança de escanteio para a Ponte, Gerson Magrão mandou para dentro da área, a defesa cortou parcialmente e, na sobra, Everton tentou o chute, mas acabou sendo travado. Aos 44 minutos, a Ponte ainda tentou o seu último suspiro: Diego Renan cruzou pelo lado direito, a bola passou por toda a área, mas não por Marquinhos, que emendou o chute por cima do gol.
E aos 48 minutos, o árbitro decretou o final da partida e a vitória do CRB sobre a Ponte Preta, por 1 a 0. 
Ponte Preta - Ivan; Arnaldo (Everton), Reginaldo, Airton e Diego Renan; Washington (Rafael Longuine), Camilo (Tiago Real), Gerson Magrão e Matheus Vargas; Marquinhos e Roger. Técnico: Jorginho.
CRB - Vinícius; Daniel Borges, Victor Ramos, Wellington Carvalho e Igor; Claudinei, Ferrugem (Lucas Siqueira) e Lucas Abreu; Felipe Ferreira (Willie), Alisson Farias (Júnior) e Léo Ceará. Técnico: Marcelo Chamusca.
Árbitro: Heber Roberto Lopes-SC. 
Auxiliares: Henrique Neu Ribeiro-SC e Johnny Barros de Oliveira-SC.
NM com Fernanda Medeiros 

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Torcedor na bronca? CSA aumenta preços dos ingressos para a partida contra o Cruzeiro no Rei Pelé

FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Os ingressos começam a ser vendidos a partir desta terça-feira (20), nos tradicionais pontos de vendas do clube na capital alagoana. De acordo com a Lei Federal n° 12933/2013, estudantes e idosos têm direito à meia-entrada e poderão adquirir os bilhetes na Loja do Azulão, na Serraria.
O torcedor também pode fazer a compra online através do site www.fanpass.com.br
A diretoria do CSA resolveu aumentar os preços dos ingressos para a próxima partida do Azulão na Série A do Campeonato Brasileiro, contra o Cruzeiro, no Rei Pelé. O clube anunciou, na noite dessa segunda-feira (19), que os bilhetes custarão entre R$ 25 e R$ 150, ao contrário das últimas três partidas dos alagoanos em casa, quando os valores foram mais baratos, custando R$ 20 a R$ 100.
O torcedor que optar pelo setor de arquibancadas baixas deverá pagar R$ 25. Nas arquibancadas altas, o preço é de R$ 40, enquanto as cadeiras especiais estão custando R$ 150.
Nos últimos três jogos do Azulão em Maceió, contra Athletico Paranaense, Grêmio e Fortaleza, os preços dos bilhetes foram mais baratos, custando R$ 20 (arquibancadas baixas), R$ 30 (arquibancadas altas) e R$ 100 (cadeiras especiais).
O CSA chega para o confronto diante dos mineiros embalado pela vitória por 1 a 0 sobre o Fluminense, no último domingo (18), no Maracanã. O resultado foi o primeiro triunfo do Azulão fora de casa, nesta edição da Série A. Os alagoanos ocupam a vice-lanterna da competição com onze pontos.
CSA e Cruzeiro se enfrentam no próximo domingo (25), às 19h, em jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão.
Confira abaixo os pontos de venda:
  • Loja do Azulão;
  • Via Esportiva;
  • Loja Grande Torcedor;
  • Sócio Torcedor CSA;
  • Poly Sport (Centro).

NM com Isaac Simões