Image Map
Image Map
Image Map

sábado, 10 de novembro de 2018

Sem brilho, CSA empata sem gols com o Atlético-GO e fica a uma vitória do acesso

FOTO AILTON CRUZ
Não seria fácil. Isso todos sabiam. Sem conseguir encaixar a estratégia traçada para a partida, o CSA lutou criou algumas oportunidades, mas não saiu do empate sem gols com o Atlético (GO) no Estádio Rei Pelé, na tarde deste sábado (10).
O empate deixou o CSA ainda mais próximo da Série A e está a uma vitória contra o Avaí para assegurar o acesso. O torcedor não deixou o campo frustrado e até aplaudiu a equipe ao final da partida. Mas sem o time ter incendiado o jogo, o torcedor pouco participou.
Com o empate, o CSA chegou aos 59 pontos e segue na vice-liderança da Segundona. Já o Atlético-GO ficou com 53 pontos e na oitava colocação, perdendo as chances de brigar por acesso.

Na próximo rodada, o CSA enfrentará o Avaí, no sábado (17), ás 16h, no Estádio Rei Pelé. Já o Atlético-GO jogará um dia antes, ás 19h30, no Estádio Antonio Accioly, contra o São Bento.
O Jogo
Goleiro Kléver voa para salvar o Atlético-GO após um foguete de Rafinha
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

























Ainda dentro do primeiro minuto da partida, o CSA construiu sua primeira finalização. Em uma falta na intermediária, Rafinha cobrou com força e precisão. O goleiro Kléver fez a defesa espalmando para o lado direito. A bola ainda explodiu na trave antes de se perder pela linha de fundo.
As equipes buscavam ações ofensivas, mas a tensão do jogo causa diversos erros de passes. Aos 16 minutos, o CSA deu o bote, atacou o homem da bola perto da área do Atlético e Didira conseguiu ir ao fundo e fazer o cruzamento, Juan dominou e bateu para uma linda defesa de Klever, no rebote, Yuri arriscou de fora da área e colocou pro cima da meta do Dragão.
Hugo Cabral arrisca chute de canhota na entrada da área
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
























Aos 39 minutos, o CSA criou uma linda jogada de 'pé em pé', girando e tocando a bola com eficiência. Hugo Cabral recebeu no pivô, tentou a finalização, mas a bola desviou na defesa e Dawhan tentou chegar de cabeça, mas a bola passou a direita do goleiro Klever.
Tudo igual
No segundo tempo, o CSA veio com Neto Berola no lugar de Juan. O time começou a segunda etapa espaçado, sem conseguir articular jogadas e com muitas dificuldades no momento ofensivo. 
Didira até tentou, mas teve uma atuação muito abaixo dos últimos jogos
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

























Somente aos onze minutos, Rafinha cobrou uma falta e no rebote, Didira foi para finalização e Rubens desviou de cabeça, mas colocando por cima. No minuto seguinte, o Atlético fez a primeira grande jogada na partida. Júlio César recebeu de fora da área e soltou um canudo, Lucas Frigeri fez uma linda defesa.
O CSA buscou solucionar os erros com jogadores vindos do banco com Jhon Cley e Walter. Aos 36 minutos, Neto Berola criou a situação ofensiva pelo lado e bateu para entrada da área, Walter bateu rasteiro, tirando tinta da trave e assustando o goleiro Kléver.
Jogo teve momentos de muitas divididas no setor de meio-campo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

























Três minutos depois, novamente o CSA construiu um ataque pelo lado, Jhon Cley cruzou e Lucas Rocha desviou cedendo o escanteio. Aos 48 minutos, Neto Berola teve um lindo lance, driblou duas vezes e chutou colocado, assustando o goleiro Klever.
No último lance da partida, o Atlético-GO quase chegou ao gol da vitória. Dentro da área, após um rebote da defesa, Pedro Bambu dominou, chutou forte e assustou o goleiro Lucas Frigeri.
Ficha Técnica
CSA 0 x 0 Atlético-GO
Campeonato Brasileiro - Série B - 36ª Rodada
Local: Estádio Rei Pelé (Maceió-AL)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (CBF-RS)
Árbitro Assistente 1: Jorge Eduardo Bernardi (CBF-RS)
Árbitro Assistente 2: Maurício Coelho Silva Penna (CBF-RS)
4º Árbitro: José Reinaldo Figueiredo (CBF-AL)
Cartões Amarelos: Jhonatan, Fernandes (Atlético-GO) Didira (CSA)
Equipes:
CSA: Lucas Frigeri, Celsinho, Elivelton, Xandão e Rafinha; Yuri e Dawhan; Juan (Neto Berola), Didira e Hugo Cabral; Rubens(Jhon Cley)
Técnico: Marcelo Cabo
Atlético-GO: Klever, Alisson, Lucas Rocha, Gilvan e Jonathan; Pedro Bambu e Fernandes; Renato Kayzer, João Paulo e Júlio César (Thiago Santos); André Luis (Bruno Santos)
Técnico: Wagner Lopes
NM com Alberto Oliveira e Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário