Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 17 de outubro de 2018

Roberto Fernandes projeta confronto com o Goiás: "Esse é o jogo do campeonato"

FOTO: AILTON CRUZ
Em uma situação delicada na Série B do Campeonato Brasileiro, o CRB terá na próxima sexta-feira (19) mais uma dura missão na luta contra o rebaixamento. Isso porque o time regatiano encara o vice-líder, Goiás, às 19h15, no Estádio Rei Pelé, pelo complemento da 32ª rodada da competição. Antes de comandar os treinamentos dessa quarta-feira no CT Ninho do Galo, o técnico Roberto Fernandes concedeu entrevista coletiva e definiu o confronto contra os Esmeraldinos como "o jogo do campeonato".
- A projeção do CRB tem que ser jogo a jogo. Para nós, esse é o jogo do campeonato. Não adianta pensar em São Bento sem ao menos passar pelo Goiás. E pela sequência de jogos sem vitórias que estamos atravessando, acho que o mais importante hoje é vencer o Goiás. E como? Com superação. Porque se for pesar e medir, eles estão numa fase cem vezes melhor do que a nossa. É a velha história: a palavra superação já diz tudo. Para isso, o apoio do torcedor será fundamental. 
Questionado sobre possíveis alterações na equipe titular, o treinador deixou claro que pretende manter a base do time que vem atuando.
- O único jogo que nós mudamos um pouco a estratégia, inclusive, tática, foi contra a Ponte Preta. No Brasil, quando você perde se analisa resultado e quando você ganha se analisa o trabalho. Se a gente não perde para a Ponte, a estratégia que nós usamos no jogo teria sido perfeita. Mas, tomamos um gol de cabeça de um jogador que não era nem um dos mais altos e tudo vai por água abaixo. Então, tirando essa partida, nós estamos mantendo uma sequência de time. O que muda é uma ou duas peças por questão de rendimento.
Treinador regatiano disse que o mais importante é quebrar o jejum de vitórias na Série B
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

























Fernandes também falou sobre a escassez de vitórias do Galo na Segundona, que já dura sete partidas, e deixou claro que acredita em uma reação da equipe.
- Eu acho que algumas equipes estão trabalhando até menos do que nós, mas estão tendo mais felicidade na conclusão. A partir do momento que o CRB quebrar esse jejum de vitórias, este grupo ficará mais leve, porque eles estão trabalhando, dedicados e se entregando bastante nos jogos, mas continuamos pecando nas finalizações, e precisamos fazer essa bola entrar. Porque de todos os jogos que nós fizemos até agora, sempre o CRB estava correndo atrás do prejuízo, e isso na fase que o clube está o psicológico pesa. Então, a partir do momento que nós sairmos à frente do placar, tenho certeza que a equipe tem tudo para deslanchar e conquistar as vitórias necessárias para escapar do rebaixamento.
O treinador também voltou a falar sobre o baixo rendimento do setor ofensivo alvirrubro - pior ataque da competição, com apenas 22 gols marcados - e analisou o desempenho de Neto Baiano e Rafael Costa, considerados os principais nomes do ataque do CRB. - O Neto e o Rafael estão precisando melhorar. A única coisa que tem é que o Neto já possui uma história no CRB, mas a temporada deles é bem abaixo do que produziram em outros anos.
Na 17ª posição com 32 pontos conquistados, o CRB precisa vencer o Goiás e torcer para o Sampaio Corrêa - que possui a mesma pontuação - não vencer o Londrina, no sábado, em São Luís, para deixar a zona de rebaixamento da Série B. O time maranhense é o 16º colocado, e possui uma vitória a mais que o Galo na tabela.
NM com Isaac Simões 

Nenhum comentário:

Postar um comentário