Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 8 de abril de 2018

CSA vence o CRB e é campeão alagoano após dez anos de espera

O CSA é o grande campeão alagoano de 2018. Após vencer o CRB, seu maior rival, por 2 a 0, na tarde deste domingo, no Estádio Rei Pelé, no jogo de volta da grande decisão do Estadual, o Azulão conquistou o seu 38º título alagoano, encerrando uma longa espera de dez anos sem erguer a taça e dando fim ao sonho do tetracampeonato do Galo.  
No primeiro jogo, domingo passado, o time azulino perdeu para o Galo por 1 a 0, resultado que dava ao CRB a vantagem de jogar pelo empate. Quanto ao CSA, este precisava vencer por dois gols para ser campeão de forma direta, sem precisar levar a decisão para os pênaltis. 
E foi exatamente o que aconteceu em um Rei Pelé tomado pela torcida regatiana, que foi em maior número ao estádio, por ser o CRB o mandante deste segundo jogo. Já a do Azulão, que ficou com 30% dos ingressos, fez a festa em azul e branco, comemorando os dois gols do jogo, assinalados por Didira e Daniel Costa, ambos no primeiro tempo, e viu o CSA levantar o tão cobiçado Troféu Álvaro Mendonça, quando muitos não acreditavam.
Jogadores do CSA fazem a tradicional volta olímpica
Time azulino festeja título junto à torcida no Estádio Rei Pelé
Agora, os dois times já vão se organizar para a disputa do Brasileiro da Série B, que tem início nesta semana - para o CRB, na sexta-feira, contra o Oeste, em São Paulo, enquanto o CSA estreia no sábado, recebendo a visita do Goiás.
Daniel Costa pega sobra de bola e acerta o canto esquerdo do goleiro regatiano
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











1º tempo
Precisando vencer por dois gols de diferença para ficar com o título, o CSA começou o jogo com a proposta de se lançar ao ataque. E o primeiro lance de perigo foi azulino. Didira teve tudo para fazer o gol, mas o goleiro João Carlos saiu e fez uma defesa arrojada, livrando o CRB aos 2 minutos. Aos 6, o Galo respondeu e teve a sua primeira grande chance, com boa jogada dentro da área do CSA, mas Leilson finalizou em cima de Boquita.
O jogo era aberto, bastante movimentado. Aos 14 minutos, após lançamento de Daniel Costa, Michel Douglas chutou meio sem ângulo, na saída do goleiro João Carlos, que salvou o Galo. Na jogada seguinte, o Azulão chegou pela esquerda, com Daniel Costa levantando no segundo pau, mas ninguém conseguiu finalizar e a bola passou à esquerda do goleiro.
Recuperado de lesão, atacante Michel Douglas ajudou o CSA a conquistar grande vitória
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











Mas, aos 19 minutos, o time azulino abriu o marcador. Echeverría foi lançado em velocidade pela direita e chutou rasteiro. João Carlos deu rebote e Didira, livre pela esquerda, aproveitou a sobra para estufar a rede, assinalando seu sexto gol no Estadual: 1 a 0. 
O Azulão, que seguia com mais posse de bola, chegou novamente aos 26 minutos, desta vez com Boquita, que dominou pela esquerda, mas se atrapalhou e deixou a redonda escapar. Pouco depois, aos 35, Echeverría fez levantar o torcedor ao acertar belo chute, obrigando o goleiro João Carlos a fazer grande defesa. 
E só dava CSA. Aos 44 minutos, após cobrança de escanteio de Rafinha, Didira furou no chute da pequena área e a bola sobrou para Daniel Costa. O meia azulino mandou no canto esquerdo do goleiro João Carlos, ampliando o placar para o CSA no Rei Pelé: 2 a 0.
Daniel Costa corre em direção ao torcedor para celebrar o segundo gol azulino
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











2º tempo
O segundo tempo, porém, foi bem diferente, com o CRB pressionando do início ao fim. Aos 6 minutos, Juninho Potiguar passou para Neto Baiano, mas Xandão apareceu livrando o perigo e mandando a bola para escanteio. Aos 8, o Galo chegou mais uma vez com Neto Baiano, que aproveitou cruzamento de Ratinho e cabeceou livre de marcação, no canto esquerdo de Cajuru, mas para fora.
Aos 14 minutos, o time alvirrubro teve outra boa chance, e de novo com Neto, em disputa de bola com Leandro Souza. Ele subiu mais alto que o zagueiro e, de cabeça, acertou o travessão do goleiro Cajuru. 
CRB 0x2 CSA (final do Alagoano 2018)
Confira os gols da partida no Rei Pelé!
E o CRB seguiu apostando na jogada aérea para tentar diminuir o placar no Trapichão. O CSA, por sua vez, reagiu somente aos 22. Em cobrança de falta, a zaga do Galo fez o corte pelo alto e John Lennon pegou a sobra, chutando para fora, longe do gol de João Carlos. 
O CRB tinha pressa e respondeu aos 27 minutos, em de falta pela direita. A bola foi no segundo pau e Neto Baiano ajeitou de cabeça para Feijão, que testou para fora, à esquerda de Cajuru. O tempo virou inimigo do Galo e o técnico Mazola Júnior resolveu apostar em mais um atacante no final, colocando Ruan no lugar do volante Willians Fernandes.
Torcida regatiana fez grande festa antes de a bola rolar, mas quem vibrou ao final foi a azulina
FOTO: ISAAC SIMÕES











Porém, foi o CSA quem assustou pouco depois, aos 34. Taiberson - que entrou no lugar de Didira, já cansado - recebeu grande passe de Daniel Costa, mas foi infeliz e finalizou para fora. 
O CRB não se entregava e teve um bom momento já aos 38. Depois de cruzamento da esquerda, Feijão cabeceou no contrapé do goleiro Cajuru, que fez uma grande defesa, de pagar ingresso. No rebote, Xandão acertou uma bicicleta e afastou a redonda em cima da linha, quando Neto já se preparava para o cabeceio. 
Nos minutos finais, o galo foi para o tudo ou nada, expondo-se ao contragolpe. Já o Azulão demonstrava não ter forças para buscar o terceiro gol e se limitou a se defender, esperando o apito final do árbitro Fifa, que deu seis minutos de acréscimo e, depois, mais um. 
Aos 47 minutos, após cruzamento da esquerda, Neto Baiano ficou com a sobra e chutou no canto esquerdo do goleiro, mas a bola foi para fora, na última chance do Regatas na partida. 
Por fim, ainda houve tempo de o meia Daniel Costa ser expulso, aos 51, após desentendimento com Juninho Potiguar, com Wilton Pereira Sampaio encerrando a disputa logo em seguida, com o CSA se sagrando campeão alagoano de 2018.  
Meia Daniel Costa mostra o escudo do CSA durante comemoração, sendo observado pela torcida regatiana
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











CRB: João Carlos; Ayrton, Flávio Boaventura, Anderson Conceição e Juliano (Juninho Potiguar); Feijão, Leilson (Rafael Bastos), Edson Ratinho e Willians Fernandes (Ruan); Neto Baiano e Willians Santana. Técnico: Mazola Júnior.
CSA: Cajuru; John Lennon, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Yuri, Boquita, Daniel Costa e Echeverría (Celsinho); Didira (Dawhan) e Michel Douglas (Taiberson). Técnico: Marcelo Cabo.
Didira beija a camisa e posa para foto com o torcedor azulino ao fundo 
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
nm com gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário