Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 6 de abril de 2018

PM define esquema de segurança para a grande final do Alagoano

FOTO: AILTON CRUZ
O Comando de Policiamento da capital (CPC) divulgou, na manhã desta sexta-feira (06), o esquema de segurança elaborado para a segunda partida das finais do Campeonato Alagoano de 2018, entre CRB e CSA, marcada para as 16h do próximo domingo (08), no Rei Pelé, em Maceió. Ao todo, serão 278 policiais deslocados ao palco da decisão, ficando responsáveis pela segurança do torcedor não apenas dentro do estádio, como também no entorno do Trapihão.
O policiamento estará novamente a cargo do tenente-coronel Lima Neto, comandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope). Ele terá à disposição 42 viaturas, 15 motocicletas e duas aeronaves. 
Os portões serão abertos às 14h, portanto, duas horas antes do início da partida cujo mandante será o CRB, razão pela qual a torcida regatiana, desta vez, poderá ocupar até 70% da capacidade do Trapichão. Já o público estimado pela PM é de 17 mil pessoas. No primeiro jogo da final, quando não houve registro de nenhuma grande ocorrência policial, o Rei Pelé recebeu 14.784 torcedores.
A reunião desta sexta, realizada no auditório do Quartel do Comando Geral (QCG), no Centro, também contou com a presença de representantes das torcidas organizadas de CSA e CRB, Corpo de Bombeiros, Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) e Secretaria Municipal de Segurança Comunitária e Convívio Social (SEMSCS).
Na ocasião, o comandante do CPC, tenente-coronel Neyvaldo, recordou a fatídica decisão de 2016, quando torcedores de CSA e CRB protagonizaram cenas de selvageria, ao final da partida, no gramado do Trapichão, o que resultou em punição para ambos os clubes, pois, os clássicos posteriores passaram a ocorrer com apenas uma das torcidas presente nas arquibancadas. 
Ele também fez um alerta àqueles que pretendem ir ao estádio com qualquer objetivo que não seja o de torcer por seu clube do coração, informando, ainda, que a torcida do time vice-campeão é quem sairá primeiro. 
"O Rei Pelé é um verdadeiro 'Big Brother'. Portanto, ninguém ache que não estará sendo visto. A polícia vai estar atenta a tudo", declarou o comandante, lembrando também que, assim como no clássico anterior, crianças com menos de dois anos de idade seguem proibidas de assistir à partida.
Já quem tiver entre dois e 14 anos de idade só poderá entrar no estádio portando RG ou certidão de nascimento, além de acompanhado pelo pai ou responsável. O maior de 14 anos, por sua vez, só poderá acessar o Rei Pelé se portar algum documento de identificação. 
Por ser o mandante, o CRB garantiu disponibilizar 60 homens para auxiliar na segurança dentro do estádio. Quanto aos itens proibidos, a lista permanece a mesma, contendo objetos como capacete, garrafa plástica, guarda chuva e até papel picado. 
NM com Gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário