Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

domingo, 1 de abril de 2018

CRB vence o CSA por 1 a 0 e garante vantagem para o jogo de volta da final

FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
O CRB largou na frente na decisão do Campeonato Alagoano. Na tarde deste domingo, no Estádio Rei Pelé, pela primeira partida da final da competição, o Galo venceu o maior rival, o CSA, por 1 a 0, e conseguiu a vantagem para o segundo duelo. O gol foi assinalado pelo atacante Neto Baiano, aos 2 minutos da etapa inicial. 
Apesar de o gol regatiano ter sido marcado no comecinho do jogo, o CSA não jogou um futebol suficiente para, ao menos, conseguir o empate. Assim, no jogo de volta, marcado para o próximo dia 8, o Galo vai jogar pelo empate. Já o CSA terá que vencer por dois gols de diferença. Se der 1 a 0 para os azulinos ou eles vencerem por um gol de diferença, a decisão irá para as cobranças dos tiros livres da marca do pênalti. O segundo confronto tem o mando de campo do Alvirrubro.
Como foi
O jogo mal começou e o placar foi aberto logo aos 2 minutos. Após falha gritante do zagueiro Xandão, que se atrapalhou todo com a bola, Willians Fernandes se antecipou para finalizar rasteiro. A bola ainda bateu no goleiro Cajuru e, no rebote, Neto Baiano, sozinho, só fez mandar para o fundo da rede: 1 a 0. Este foi o quinto gol de Neto Baiano em decisões contra o CSA, e o nono dele no Alagoano 2018, onde é o artilheiro. 
CSA 0x1 CRB Alagoano 2018
Confira o gol do artilheiro Neto Baiano no primeiro jogo da decisão do título!
Depois de abrir o marcador, o CRB se fechou, passando a jogar na defesa. O CSA, por sua vez, não conseguia chegar ao ataque, ficando pelo meio do campo. Prova disso é que o Azulão só chegou aos 24 minutos, quando Josimar invadiu a área e chutou rasteiro, mas o goleiro João Carlos defendeu.
O jogo se aproximava dos 30 minutos do primeiro tempo e seguia do mesmo jeito, com o CSA tentando furar, sem sucesso, o bloqueio alvirrubro, enquanto o Galo chegava somente em alguns contragolpes. 
Aos 35 minutos, o CSA chegou mais uma vez. Didira cruzou da direita, mas viu o lateral Ayrton se antecipar para fazer o corte providencial. Já aos 37, o time do Mutange voltou a concluir em gol. Echeverría cobrou falta e chutou rasteiro, vendo a bola passar à  esquerda do goleiro João Carlos. 
O jogo seguia pobre e sem emoção, com o Galo administrando o resultado que lhe era favorável. Até que, aos 46, Daniel Costa cobrou uma falta de muito longe e chutou direto, mas em cima da marcação. Na sequência, Celsinho cometeu falta de ataque em cima de Diego, desperdiçando nova chance para o CSA, a última do primeiro tempo.
CSA também tentou pelo alto, mas praticamente não levou perigo ao goleiro João Carlos
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











Etapa final
No segundo tempo, o CSA teve uma falta em seu favor logo aos 7 minutos. Rafinha cobrou, mas chutou mal e mandou a bola longe do goleiro João Carlos. Aos 15 foi o time regatiano quem respondeu com perigo. Neto Baiano recebeu lançamento pela esquerda, Leandrão falhou e o goleiro Cajuru teve de deixar a área para salvar o time azulino.
Didira tenta se livrar da marcação de Ayrton: meia azulino foi substituído no 2º tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











Aos 22 minutos, o CSA chegou com Daniel Costa, que arriscou de fora da área, mas o goleiro João Carlos defendeu bem. A partida seguia sem lances de efeito, truncado, com o CRB firme no propósito de se defender.
Quatro minutos depois, o Azulão teve nova chance. Rafinha recebeu pela esquerda e cruzou no primeiro pau. Josimar cabeceou prensado e viu a bola passar à direita do goleiro. 
Já aos 28 minutos, o CRB teve uma boa chance. Ayrton cobrou a falta encobrindo a barreira, mas mandou a bola por cima, longe do gol de Cajuru, desperdiçando a oportunidade. E o Azulão respondeu aos 29, com Didira, que recebeu pela esquerda e chutou da entrada da área, mas João Carlos defendeu em dois tempos. 
Lateral regatiano Diego passa pela marcação de Celsinho
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS










O tempo passava e, com ele, crescia a impaciência do torcedor azulino. Aos 39, o Galo teve boa chance com Juninho Potiguar - que entrou no 2º tempo. O atacante aproveitou sobra de bola e, ao invés de partir para cima de Leandro Souza, arriscou o chute de longe, mas  mandou para fora. 
No lance seguinte, o CSA respondeu com Giva, que também entrou na segunda etapa. O atacante foi acionado pela esquerda, mas perdeu o tempo da bola e cometeu falta, recebendo o cartão  amarelo.
A partir daí, o CRB só tratou de gastar o tempo, "cozinhando" o jogo até o apito final e fazendo a festa da torcida regatiana nas arquibancadas do Trapichão.
Zagueiro Anderson Conceição afasta o perigo pelo alto, observado de perto por Daniel Costa
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS











Porém, antes de o árbitro encerrar a disputa, o CSA ainda chegou aos 47 minutos, numa boa jogada de John Lennon - outro que entrou no 2º tempo - pela direita, mas ele acabou desarmado na sequência, já na entrada da área. Foi a última chance do Azulão na partida cujo resultado garantiu importante vantagem ao Galo no jogo da volta.
CSA - Cajuru; Celsinho, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Yuri, Daniel Costa, Didira (Giva) e Boquita; Echeverría (John Lennon) e Josimar (Taiberson). Técnico: Marcelo Cabo. 
CRB - João Carlos; Ayrton, Flávio Boaventura (Everton Sena), Anderson Conceição e Diego; Feijão, Edson Ratinho (Serginho), Willians Fernandes e Leilson; Neto Baiano e Willians Santana (Juninho Potiguar). Técnico: Mazola Júnior.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário