Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 28 de março de 2018

CSA coloca 15 mil ingressos à venda para 1º jogo das finais

FOTO: AILTON CRUZ 
Após reunião no Ministério Público decidir que as finais do Alagoano vão contar com a presença de ambas as torcidas, a diretoria do CSA, mandante do clássico deste domingo, divulgou que 15 mil ingressos estão à disposição de seus torcedores. A Polícia Militar, por sua vez, estima em 17 mil pessoas o público na partida que vai começar a definir o campeão alagoano da temporada 2018.
Os valores dos ingressos para o clássico de domingo (1º de abril) são os seguintes: R$ 20 (arquibancada baixa), R$ 30 (arquibancadas altas) e R$ 100 (cadeiras).
Os locais de venda são os já conhecidos do torcedor azulino: Loja Azulão (antiga Avenida Amélia Rosa), Polysport (Maceió Shopping/Pátio Shopping/Centro) e Arena das Torcidas (Shopping Farol).
O CRB, por ser visitante neste jogo, terá três mil ingressos à disposição. Para o torcedor regatiano, os bilhetes estarão à venda a partir desta quinta-feira, no Estande do Galo (Maceió Shopping), na Arena das Torcidas (Jatiúca) e no Bar do Carlão (Trapiche).
Sobre a expectativa em torno do confronto, o goleiro Alexandre Cajuru falou à Rádio Gazeta sobre a decisão deste final de semana.
- Pelo fato de o CSA estar há dez anos sem conquistar o Alagoano, há um gostinho especial. Mas a final em si não é diferente de nenhuma outra decisão que o clube já disputou. Por outro lado, são partidas que requerem toda a nossa concentração e todo o nosso sacrifício, para que a gente possa garantir o título.
Alexandre Cajuru vem sendo titular nas últimas partidas do CSA
FOTO: ASCOM DO CSA

























Na mesma entrevista, o atleta também comparou os momentos já vividos até aqui no Mutange.
- Se for escalado, irei muito confiante para esta partida porque venho de uma sequência de cinco jogos, ao contrário do ano passado, pois, o Jefferson estava muito bem enquanto que eu ainda não havia feito sequer minha estreia. Eu, como todo o elenco, sabia que este momento poderia chegar, em razão do nosso trabalho no dia a dia. E procuro encará-lo de uma maneira natural, tranquila, já que a minha posição requer isso. Tenho de passar segurança para a equipe e para o treinador. Minha concentração está sendo total para estes jogos finais.
E Alexandre Cajuru destacou, ainda, que o fator psicológico também será muito importante.
- O que pesa nesta reta final é o fator psicológico, porque o que foi treinado, agora, é apenas sequenciado. Creio que todos estão em ritmo de jogo. Já no aspecto coletivo, de união, nossa equipe está fortalecida, principalmente após este último jogo contra o ASA.
Despedida
Grupo do CSA realizou treinamento em São Luís, nesta tarde
FOTO: DIVULGAÇÃO/ASCOM CSA
























Se no domingo o Azulão começa a decidir mais um título estadual, nesta quinta-feira, despede-se da Copa do Nordeste enfrentando o Sampaio Corrêa, no Estádio Castelão.
Terceiro colocado do grupo D, com 4 pontos, o objetivo do time misto do CSA que foi a São Luís é um só: despedir-se com uma vitória, resultado que ainda não conseguiu. Em cinco partidas, o CSA acumula quatro empates e uma derrota.
Na delegação que foi para a capital maranhense, oito jogadores do sub-20 reforçam o grupo. E uma provável escalação para o jogo das 19h desta quinta-feira tem Mota, Da Silva, Johnatan Vital, Rodrigo Lobão e Paulinho; Dawhan, Joilson e Caíque; Giva e Yago; Bruno Veiga. 
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário