Image Map
Image Map
Image Map

quinta-feira, 11 de janeiro de 2018

Estádio de Murici é o que mais preocupa, diz federação sobre laudos


FOTO: AILTON CRUZ
Com o início do Campeonato Alagoano 2018 se aproximando, os clubes continuam trabalhando para conseguir os laudos necessários à liberação dos estádios a serem utilizados ao longo da competição.Nesta quinta-feira (11), o diretor de competições da FAF, Luciano Sampaio, disse que o Estádio José Gomes da Costa, em Murici, é o que se encontra em situação mais delicada. Hoje, nenhuma das oito praças esportivas está apta a receber um jogo oficial, restando apenas 10 dias para o início do certame.
- A maior preocupação com o José Gomes da Costa é a respeito do laudo estrutural. Apesar dele estar válido, o vencimento está próximo, o que acaba por atrasar as demais vistorias. Por isso, precisamos aguardar uma resposta do Murici para vermos se o clube vai antecipar a renovação do laudo estrutural.
Além da casa do Murici, os estádios Juca Sampaio e Manoel Moreira, em Palmeira dos Índios e Capela, respectivamente, também preocupam a federação.
- A situação do Manoel Moreira é que Capela não recebe jogos há muito tempo, razão pela qual precisará partir do zero no quesito laudos. Entretanto, as informações que tenho recebido da cidade é que todos deverão estar prontos em breve. Já com relação à Palmeira, sempre há uma preocupação com a segurança no estádio.

Estádio Olival Elias, em Boca da Mata, deve ser o primeiro a estar apto
FOTO: EVERTON LUIZ / ARQUIVO PESSOAL

























Por outro lado, o Estádio Olival Elias, em Boca da Mata, deve ser a primeira praça esportiva a estar apta para a rodada de estreia do Alagoano. Já o Rei Pelé, em Maceió, e o Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, "também estão com os laudos encaminhados".
- A administração do Rei Pelé encaminhou um laudo esta semana. Agora, falta apenas o da Vigilância Sanitária, que deverá chegar em breve. Quanto ao Coaracy, em Arapiraca, ainda faltam dois laudos, enquanto que em Boca da Mata, a informação é a de que tudo já está praticamente resolvido, com os laudos já sendo confeccionados.
Caso não consigam os laudos, os clubes terão um prazo de até cinco dias antes da realização de cada partida para informar à federação uma nova casa. Caso contrário, o jogo no estádio cuja situação estiver pendente será realizado com os portões fechados às torcidas.

NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA