Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 8 de novembro de 2016

Em um jogo muito emocionante CRB vence Tupi fora de casa e encosta de vez no G4 da série "B"

CRB abriu 4 a 0, mas vacilou na segunda metade da etapa final e quase cedeu o empate - Felipe Couri/tupifc.esp.br
Em uma partida para lá de emocionante e cheia de alternativas, o CRB se manteve vivo na briga por uma vaga no G4 do Campeonato Brasileiro da Série B e praticamente rebaixou o Tupi. Na noite desta sexta-feira, o Galo da Pajuçara ganhou por 4 a 3, no Estádio Mário Helênio, pela 35ª rodada. Os alagoanos abriram 4 a 0, mas sofreram um apagão a partir da metade do segundo tempo e por muito pouco não deixaram a vitória escapar

Essa foi a segunda derrota seguida do Tupi, que está virtualmente na Série C. Na penúltima colocação, com 30 pontos, o time mineiro tem sete a menos que o Oeste, primeiro fora da zona de rebaixamento. Já o CRB se manteve vivo na briga por uma vaga na elite, chegando aos 55 pontos.
GALO LARGA NA FRENTE
Como só a vitória interessava, o Tupi iniciou a partida em busca do gol e chegou pela primeira vez logo aos três minutos. Henrique recebeu dentro da área e soltou a bomba, mas Adalberto afastou o perigo antes que a bola chegasse ao gol de Júlio César. A resposta do CRB veio na sequência. Neto Baiano aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou para linda defesa de Rafael Santos, que espalmou pela linha de fundo com as pontas dos dedos.


A resposta do Tupi veio aos 31. Jhonatan aproveitou sobra após cobrança de escanteio e soltou a bomba rasteiro, mas a bola passou muito perto da trave. Quando o time da casa parecia equilibrar a partida, o CRB ampliou aos 39 minutos. Flávio Boaventura lançou Welinton Júnior, que dominou no peito e bateu por baixo de Rafael Santos. Logo depois, Henrique parou em grande defesa de Júlio César.
O Galo da Pajuçara teve um gol anulado aos 14. Roger Gaúcho fez fila, passou por Rafael Santos e na hora da finalização foi travado por Renan Teixeira. A bola sobrou para Neto Baiano, que completou, mas o bandeirinha assinalou impedimento do atacante. Cinco minutos depois, porém, não teve jeito. Diego recebeu grande assistência de Neto Baiano, invadiu a área e finalizou na saída do goleiro.

HAJA CORAÇÃO
Precisando da vitória, o técnico Ricardinho fez duas alterações no intervalo e deixou o Tupi mais ofensivo, mas acabou levando um balde de água fria logo aos cinco minutos. Welinton Júnior recebeu nas costas da zaga, invadiu a área, cortou Gabriel Santos e chutou no cantinho de Rafael Santos, fazendo o terceiro para o CRB.
Aos 13, Sávio recebeu de Jonathan e finalizou rasteiro na trave de Júlio César. O rebote voltou nos pés do atacante, que bateu por cima. Três minutos depois, o CRB fez o quarto em mais um contra ataque mortal. Bocão desceu pela direita e cruzou rasteiro. Livre de marcação, Welinton Júnior fez mais um. Na sequência, Luiz Paulo cobrou falta e o goleiro regatiano espalmou para escanteio.
O Tupi conseguiu diminuir aos 29. Hiroshi recebeu nas costas da zaga, dominou e soltou a bomba. Júlio César ainda tocou na bola, mas não o bastante para evitar o gol alvinegro. Dois minutos depois, Marcos Serrato fez o segundo dos donos da casa após cruzamento de Jonathan. Na sequência, Hiroshi cobrou falta e a bola explodiu no travessão.
A partida ganhou em emoção nos minutos finais. Jonathan cruzou e Sávio, na marca do pênalti, cabeceou sem chances para Júlio César. Aos 47, a bola foi cruzada e passou por todo mundo. Por muito pouco Rubens não conseguiu completar.
PRÓXIMOS JOGOS
O Tupi volta a campo no próximo sábado, contra o Atlético-GO, às 19h30, no Estádio Olímpico, em Goiânia, enquanto o CRB recebe o Paysandu, às 20h30, no Rei Pelé, em Maceió. Os jogo são válidos pela 36ª rodada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA