Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Temporada sem acesso pode levar o ASA a passar por ampla reformulação

O fim de temporada sem o acesso à Série B pode levar o ASA a sofrer uma ampla reformulação, a começar pela diretoria do clube alvinegro, que, no último sábado, foi goleado por 3x0 para o Guarani, no Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas-SP-, e se despediu da competição na fase de quartas de final.

O motivo é a situação financeira, que foi um peso para o Fantasma na temporada 2016. Dentro de campo, os reflexos foram a não classificação para a reta final do Campeonato Alagoano e a ameaça de não participação no Campeonato Brasileiro.

Se tivesse subido de divisão, o alvinegro arapiraquense receberia mais cotas da CBF, assim como a possibilidade de mais patrocínios.

Mesmo com a limitação financeira, o ASA conseguiu fazer uma boa campanha na Série C, embora tenha se despedido mesmo com a vitória no jogo de ida contra o Guarani, em Arapiraca, por 3x1 - placar que permitiu ao Fantasma desembarcar em São Paulo defendendo três resultados: nova vitória, empate ou derrota por até um gol de diferença.

O goleiro Thiago Braga, que, desta vez, não salvou a sua equipe, ainda lamenta a eliminação, assumindo a culpa pelo que aconteceu no jogo de sábado passado:

- Pelo campeonato regular que fizemos, acho que nós tínhamos a possibilidade do acesso, e isso aumentou após a vitória em casa. Mas não fizemos um bom trabalho na última partida e assumo a falha que cometi no segundo gol. Aquele lance [arremesso em cima do adversário, com a bola indo parar dentro da meta alvinegra] fez com que, para nós, o sonho se transformasse em pesadelo. Isso é do futebol. Temos de encarar a situação e já pensar em 2017.

NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário