Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sábado, 3 de setembro de 2016

CSA joga contra o Ituano para tentar subir de patamar no futebol brasileiro

Didira CSA (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)Didira está relacionado para o jogo (Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas)
O CSA está diante de um jogo maior. Neste domingo à tarde, o confronto com o Ituano não tem nada de normal. Representa um grito de liberdade para o Azulão, uma virada na história do clube. O maior campeão de Alagoas sofreu na última década, estacionou na Série D e entrou nesta temporada em busca de um calendário. Pode mais. Se passar pelo time paulista, chega à Série C do Brasileiro e pode voltar a fazer planos, a pensar grande. A partida especial está marcada para as 16h, no Estádio Rei Pelé.
Não vai faltar gente no Trapichão. A carga máxima de 12 mil ingressos é até pequena para tanta euforia. E a vantagem é muito grande. Fora de casa, o time venceu o Ituano por 2 a 1 e pode até perder a segunda partida do mata-mata por 1 a 0. Se os paulistas devolverem a derrota por 2 a 1, a vaga na Série C vai ser definida nos pênaltis. 
O técnico Oliveira Canindé conta com quase todos os jogadores. Lesionado, o lateral-esquerdo Rafinha foi o único vetado e vai ser substituído por Rayro. Recuperados de lesão, o meia Didira, o volante Everton Heleno e o atacante Marcelo Nicácio foram relacionados. O técnico do CSA, no entanto, não deu pistas sobre a escalação. Só uma hora antes do jogo.
O Ituano não entregou os pontos. Longe disso. Perdeu em casa, mas promete muita disposição em Maceió para conquistar uma virada. Para chegar à Série C, o time paulista precisa vencer por dois gols de diferença ou marcando três ou mais gols (3 x 2, 4, x 3, 5 x 4...). Sem baixas, o técnico Tarcísio Pugilese conta com o retorno do zagueiro Naylhor, que cumpriu suspensão. No ataque, a dúvida fica entre Morato e Marcelinho.
Apita o jogo o árbitro o carioca Péricles Bassols, da Federação Pernambucana, auxiliado por Clovis Amaral e Cleberson do Nascimento, ambos de Pernambuco. O GloboEsporte.com acompanha todos os lances em Tempo Real, a partir das 15h30.
HEADER escalacoes 690 (Foto: Infoesporte)
CSA: Jeferson; Denilson, Leandro Souza, Douglas Marques e Rayro; Panda, Marcos Antônio (Everton Heleno), Cleyton, Bismarck e Washington (Didira); Jônatas Obina. Técnico: Oliveira Canindé.
Ituano: Fábio; Arnaldo, Naylhor, Leo e Peri; Guly, Simião, Aloísio e Claudinho; Morato (Marcelinho) e Marcão. Técnico:Tarcísio Pugliese.

Nenhum comentário:

Postar um comentário