Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sexta-feira, 10 de junho de 2016

"É de partir o coração", diz Bolt, sobre chance de perder um ouro olímpico

Usain Bolt comemora vitória na Jamaica (Foto: AP Photo/Collin Reid)Usain Bolt venceu prova na Jamaica neste fim de semana (Foto: AP Photo/Collin Reid)
Com a segunda melhor marca do ano, Usain Boltmostrou no sábado que está forte na briga pelo ouro dos 100m rasos na Olimpíada do Rio de Janeiro. O jamaicano, porém, pode perder uma de suas conquistas olímpicas por causa do doping do companheiro de revezamento Nesta Carter, confirmado após reanálise da amostra B dos Jogos de Pequim. Depois da vitória na prova de sábado, o Raio disse estar de coração partida com a possibilidade de devolver a medalha.
- É de partir o coração. Você trabalha durante anos para acumular medalhas de ouro e trabalha duro para ser um campeão, então é de partir o coração. As coisas acontecem na vida. Se for confirmado e eu tiver eu devolver minha medalha de ouro, não é um problema para mim - disse o velocista, em entrevista ao jornal jamaicano “The Gleaner”.
Recordista mundial dos 100m e dos 200m, Bolt tem seis medalhas de ouro em Olimpíadas. Ele pode ser o primeiro atleta a conquistar o tri nas três provas de velocidade do atletismo: 100m, 200m e revezamento 4x100m. O feito, porém, pode ser manchado pelo doping de Carter, que esteve no revezamento da Jamaica em Pequim e Londres, mas a princípio só foi flagrado em reanálise dos Jogos de 2008. O teste apontou a presença da substância proibida Dimetilamilamina, um estimulante.
- Deve ser muito duro. Não posso falar o que ele (Carter) está passando, mas deve ser duro e frustrante. Não estou contente com a situação. Acho que é duro para o atletismo - disse Bolt.
Caso haja punição e perda de resultado nos Jogos Olímpicos, o Brasil herdará o bronze, já que Vicente Lenilson, Sandro Viana, Bruno Barros e José Carlos Moreira, o Codó, ficaram na quarta colocação em Pequim. Trinidad e Tobago pode ser o novo campeão, e Japão o vice. Carter pode sofrer de uma advertência pública e suspensão. Nem ele nem seus agentes comentaram o caso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário