Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Regularidade e peças ofensivas: os pedidos de Mazola Jr. para o CRB

As recentes atuações diante do Ceará e Oeste mostraram deficiências na equipe do CRB. Falta de atenção, capacidade de reação e, principalmente, as chances desperdiçadas são pontos citados pelo técnico Mazola Júnior. Para que o problema não se repita, o treinador deve recorrer ao mercado e buscar peças ofensivas para tentar manter uma regularidade nos resultados do clube durante a Série B.
O treinador regatiano usou na análise após a derrota para o Ceará no sábado, e devido a atuação desta terça, a observação também se encaixa no contexto do confronto diante do Oeste, as campanhas do CRB na Copa do Nordeste e Brasil em comparação ao Campeonato Alagoano e a Segundona de 2015. Segundo Mazola Júnior, o Galo tem tido dificuldades em competições longas, que exigem regularidade, mas em fases de mata-mata a equipe adquire outra postura e dificulta o jogo do adversário. Como exemplo, estão as boas atuações diante de Vasco e Sport, mas as falhas individuais deixaram o objetivo regatiano cair diante desses rivais. 
- Realmente estivemos muito bem nas situações de mata-mata. Na regularidade não estamos bem. O Campeonato da Série B é de regularidade e de plantel forte, não de time forte. Nós precisamos ter atenção em relação a isso. E como devemos jogar nas próximas 36 rodadas? Com bastante entrega, mas precisamos ter mais competência, mais qualidade para botar a bola para dentro e, principalmente, esse é um campeonato de defesa. Precisamos defender muito melhor do que estamos defendendo, porque mesmo nesses jogos (contra Vasco, Londrina), nós defendemos muito mal - destaca.
CRB treino (Foto: Denison Roma/GloboEsporte.com)Qualificação do grupo será essencial para buscar a regularidade durante a Série B (Foto: Denison Roma/GloboEsporte.com)

A tarefa para se manter numa linha regular será voltar ao mercado e procurar nomes de peso, principalmente jogadores ofensivos. A esperança está no atacante Zé Carlos, mas esse só pode estrear a partir do dia 20 de junho, e numa provável contratação de um jogador de velocidade que possa disputar vaga com Luidy. Segundo o treinador, o sistema defensivo, apesar das falhas recentes, pode melhorar com a presença de reforços como os zagueiros Adalberto e Flávio Boaventura, estreantes diante do Oeste, mas não puderam impedir a virada da equipe paulista na segunda rodada da Segundona.    
- Estão tendo muitas chances de gols contra a gente. Vamos ter tranquilidade com a chegada do pessoal do setor defensivo. Penso que nesse setor (defensivo) estamos bem servidos, no meio-campo também, agora vamos trabalhar para reforçar e qualificar esse time na linha de frente - explica.  
NM com Globoesporte.com/al

Nenhum comentário:

Postar um comentário