Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

domingo, 20 de março de 2016

Com nova goleada, CSA vence Murici por 3x0 e amplia invencibilidade

O CSA voltou a conquistar, diante de seu torcedor, mais um importante resultado pelo Campeonato Alagoano. Com o placar de 3x0 sobre o Murici, na tarde deste domingo, no Estádio Rei Pelé, pela 1ª rodada do hexagonal, o time do Mutange ampliou sua invencibilidade, agora, para 11 jogos (sendo 10 vitórias e um empate), e já roubou a liderança do CRB, superando o arquirrival pelo saldo de gols.
O destaque negativo ficou por conta do atacante Rafael Oliveira, que abriu o marcador logo aos quatro minutos de jogo, mas deixou a partida aos 17, quando voltou a sentir a velha lesão e acabou substituído pelo meia Cleyton. O jogador será submetido a novo exame de imagem, a fim de melhor identificar o problema.
O Azulão relaxou com a vantagem mínima, e o Murici chegou a equilibrar a disputa, criando boas chances de igualar a partida. Porém, com as mudanças processadas no segundo tempo, o time do técnico Oliveira Canindé garantiu a vitória com gols de Soares - artilheiro do Alagoano, com seis gols, ao lado do regatiano Lúcio Maranhão - e Leandro Souza.
Rafael Oliveira abriu o marcador para o CSA logo aos quatro minutos
FOTO: AILTON CRUZ/GA

Agora, o CSA já se prepara para encarar, no próximo domingo, o Coruripe, na casa do adversário, enquanto o Murici, lanterna no hexagonal, vai tentar a reabilitação contra o Santa Rita, na noite do Sábado de Aleluia, no Estádio Olival Elias de Morais, em Boca da Mata.
Atacante comemora o gol ao lado de Soares e Rafinha
FOTO: AILTON CRUZ/GA
E no complemento da rodada de estreia do hexagonal - que define os classificados às semifinais -, ASA e Santa Rita ficaram no empate de 1x1 em Arapiraca, e as equipes dividem a terceira posição, com um ponto cada. Já pelo Quadrangular da Permanência - que vai definir os dois rebaixados para a Segunda Divisão em 2017 -, também nesta tarde, Penedense e Sete de Setembro também ficaram no 1x1.
O jogo
E a partida não poderia ter um início melhor para o time da casa. Isso porque, logo aos quatro minutos, após cruzamento da esquerda, o atacante Rafael Oliveira - que voltava à condição de titular - finalizou na pequena área, mas em cima do zagueiro. No rebote, o próprio Rafael cabeceou para baixo, mas Dias fez grande defesa. Na sequência, o centroavante disputou bola com o marcador e levou a melhor, empurrando a redonda para o fundo do gol: 1x0.
Jogador chora ao voltar a sentir lesão que o tirou do time por 1 mês
FOTO: AILTON CRUZ/GA

O CSA, porém, relaxou com a vantagem mínima e permitiu que o bom time do Murici crescesse na partida. Até que, aos 16 minutos, o técnico azulino Oliveira Canindé se viu obrigado a processar a primeira substituição do jogo, quando Rafael voltou a sentir a velha lesão, dando lugar ao meia Cleyton. Com a mudança, Luis Soares passou a jogar isolado no ataque.
Já aos 24 minutos, foi a vez de o Murici quase empatar, em belo jogada de Tarcísio. O atacante foi lançado em velocidade pela esquerda, fintou o zagueiro Leandro Souza e, na hora da finalização, mesmo sem ângulo, chutou rasteiro, assustando o goleiro Jeferson, que viu a bola acertar a rede pelo lado de fora. Cinco minutos depois, Rambo também teve boa chance pelo alto, mas cabeceou para fora.
E o time do Mutange voltou a ter mais posse de bola somente a partir dos 30 minutos, chegando a criar grande chance aos 31, com Jean Cléber. O volante recebeu pela direita, fintou o marcador e deixou João Paulo na cara do gol, mas o meio-campista não alcançou a redonda para o cabeceio na segundo pau.
Soares toca na saída do goleiro Dias e marca o segundo gol azulino
FOTO: AILTON CRUZ/GA

Soares desequilibra
E a primeira boa chance do segundo tempo saiu dos pés de Soares. O atacante azulino avançou pela esquerda e chutou forte. Dias fez grande defesa, mas espalmou na cabeça de João Paulo, que testou para fora, livre de marcação. 
O Murici, por sua vez, respondeu somente aos 23, quando Eninho - que entrou na segunda etapa - cobrou escanteio e viu Rodrigão cabecear bem. A bola desviou em Leandro e passou raspando o travessão de Jeferson.
Já aos 25 minutos, Canindé resolveu trocar João Paulo pelo também meia Bismarck, e o CSA chegou ao segundo gol um minuto depois, quando Soares dominou pela esquerda, deixou a marcação na saudade e tocou rasteiro, com categoria, na saída do goleiro Dias, ampliando a vantagem azulino: 2x0.
Jeferson fez grande defesa em cobrança de falta no segundo tempo
FOTO: AILTON CRUZ/GA

E o terceiro gol veio três minutos depois, em cobrança de falta. Bismarck cruzou no primeiro pau e o zagueiro Leandro Souza se antecipou à marcação para, de cabeça, tocar no canto esquerdo do goleiro Dias, que nem se mexeu: 3x0.
Aos 31, quando o time do Mutange já administrava o resultado, Canindé colocou o volante Bruno Santa Rosa no lugar do meia Didira, mas o CSA ainda teve mais uma boa oportunidade aos 34 minutos, e chute à queima roupa de Cleyton, que aproveitou bate-rebate na grande área, mas viu Dias salvar o Murici com os pés.
O time alviverde foi para o tudo ou nada no final, desperdiçando duas chances, aos 41 e aos 44 minutos, em cobrança de falta e em cabeceio de Deysinho, obrigando o goleiro Jeferson a fazer boa defesa, no último lance de efeito da partida.
NM com Gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário