Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 15 de março de 2016

Após derrota, Vica critica arbitragem: "Tem que tomar vergonha na cara"

O clima anda tenso entre a arbitragem alagoana e o ASA. No domingo, após a derrota por 2 a 1 para o Santa Rita, o técnico Vica admitiu a superioridade do rival, principalmente no segundo tempo, mas sentiu-se prejudicado pelo quadro formado por José Aílton da Silva e os assistentes Rondinelle dos Santos Machado e Wladson Michellângelo Oliveira, responsáveis por comandar o duelo. Em um lance capital, como foi dito pelo treinador, o Fantasma teve um gol anulado ainda na primeira etapa, o que poderia ter mudado a história do confronto. Assim, ele deferiu críticas ao presidente do Sindicato dos Árbitros de Futebol de Alagoas, Francisco Carlos do Nascimento.
Vica, técnico do ASA (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)Vica criticou a arbitragem na derrota para o Santa Rita (Foto: Leonardo Freire/GloboEsporte.com)
- É lógico que tem que ser uma avaliação negativa. No primeiro tempo fizemos um gol, não sei se mal anulado ou não, mas a gente lamenta esse segundo gol que não foi anotado. No segundo tempo não, nele a gente não fez um bom jogo e fomos prejudicados pelo bandeira. Volto a dizer, cadê o presidente dos árbitros pra falar agora? Pra fazer nota de repúdio. Porque não fazem? Vem aqui ver o jogo pô! Fica muito bonito ficar sentado no ar condicionado e depois encher o saco dos outros fazendo nota quando a gente reclama da arbitragem. Ele tem que está aqui vendo jogo e fazer nota de repúdio pra arbitragem dele - afirma.
A insatisfação do ASA com a arbitragem alagoana vem de longa data. Desde 2015, na eliminação nas semifinais diante do CRB, as entidades entram em conflito. As críticas tomaram ainda mais proporção após uma nota de repúdio do presidente do Sindafal, Francisco Carlos do Nascimento, criticando os "ataques" do Alvinegro aos árbitros alagoanos. Durante a coletiva de imprensa, Vica ressaltou que o Campeonato Alagoano se tornará uma bagunça pela suposta vista grossa das entidades responsáveis pela competição. 
- Eles ficam muito quietinhos e achando tudo muito bonito, mas não é tudo bonito não. Eles têm que tomar vergonha na cara e vir aqui assistir o jogo. Ninguém tira o bom futebol do Santa Rita no segundo tempo. Mas aí você pede arbitragem de fora e dizem que não está valorizando o que é da casa. Valorizar como? Se eles não têm competência para apitar. Eles não aceitam pressão. O campeonato está se desenhando e vai ser uma bagunça nessa reta final, pode escrever o que estou falando. Vai ser uma bagunça porque ninguém vai segurar isso que está sendo feito. Vai ter um monte de gente reclamando. Hoje é o ASA que está reclamando, amanhã vai ser outro. Pode esperar pra ver o que vai acontecer no campeonato e vocês vão me dar a razão - completa.
Árbitro Francisco Carlos Nascimento (Foto: Caio Lorena / Globoesporte.com)Árbitro Francisco Carlos Nascimento foi criticado por Vica (Foto: Caio Lorena / Globoesporte.com)


Apesar das duras críticas aos árbitros, ele não tirou os méritos do Santa Rita. Viu dois tempos distintos. No primeiro o ASA teve o domínio, mas não soube aproveitar as oportunidades. No segundo, o Leão da Mata se impôs e anulou as principais articulações do Alvinegro, e voltou a lamentar as situações extra campo. 

- A forte marcação do Santa Rita inibiu nossa saída de bola. Uma coisa é reclamar da arbitragem e outra é reclamar da equipe do Santa Rita. Eles não deixaram nosso time fazer as jogadas que precisava porque marcaram em cima, méritos da equipe deles, não tenho do que reclamar. Souberam fazer isso e fizeram muito bem - concluiu.

NM com Jota Rufino

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA