Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Presidente do Murici comemora efeito suspensivo: "A justiça foi estabelecida"

O presidente do Murici está comemorando a decisão do auditor relator do Superior de Tribunal de Justiça Desportiva, Roberto Piacente, em conceder um efeito suspensivo ao clube e reconduzí-lo ao Campeonato Alagoano. Em entrevista do GloboEsporte.com, por telefone, Geraldo Amorim assegurou que estava confiante no resultado favorável lá no Rio de Janeiro.
- O Murici recebeu essa notícia com muita felicidade, porque a justiça foi estabelecida. Nós não esperávamos ter que recorrer ao STJD, e sim que a situação fosse resolvida aqui mesmo. Mas infelizmente tivemos que recorrer ao Rio de Janeiro pra decidir uma coisa onde os argumentos mostrados pelo Murici são a realidade. O que o Murici queria é que se estabelecesse a verdade, e Murici tem prova de que a Federação [Alagoana de Futebol] errou. Ela nos entregou um regulamento no arbitral onde dizia que o time tinha que inscrever os jogadores até o dia 22 e isso foi feito. Depois não houve ato nenhum baixando essa data para o dia 21 e, mesmo não havendo, os nomes dos jogadores não apareceram no BID no dia 21 por culpa do Murici, e sim pela burocracia da CBF - garantiu.
Geraldo Amorim, presidente do Murici (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)Geraldo Amorim comemorou retorno do Murici ao Campeonato Alagoano (Foto: Jota Rufino/GloboEsporte.com)

Mesmo sabendo que a decisão desta quinta-feira ainda será julgada pelo Pleno do STJD, Amorim mostrou confiança de que a decisão do auditor relator será mantida pelos demais membros da corte desportiva.
- O pessoal no Rio de Janeiro, inclusive o auditor relator, é muito criterioso. Então eles costumam seguir o relator e por isso estamos muito confiantes de que essa decisão será mantida no julgamento do pleno - disse.
Mas agora isso é passado, e o bom do direito que existem as instâncias para se recorrer. Quero destacar que não temos nada contra nenhum membro do TJD e agora vamos a campo e buscar ganhar os nossos jogos." 
Geraldo Amorim, presidente do Murici
Geraldão, como também é conhecido, ressaltou que o elenco alviverde ficou bastante entristecido com a decisão proferida pela maioria dos auditores do Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas. Ele também ressaltou que os próprios atletas ficaram decepcionados com os auditores que representam a categoria no tribunal alagoano.
- Todo o elenco ficou apreensivo com a decisão do TJD, o que é natural. E um dos votos a se lamentar lá no pleno do tribunal daqui é justamente dos representante dos atletas, mostrando que eles têm pouco conhecimento em dá um voto pra eliminar um clube do campeonato, deixando mais de 40 pais de família desempregados - desabafou.
Com o direito de voltar a participar do Alagoano, Geraldo Amorim disse que aguarda a definição por parte da FAF da data do jogo contra o CRB e expôs qual a preferência para enfrentar o adversário no Estádio José Gomes da Costa, em Murici.
- A gente prefere que o jogo seja sábado. Se tiver quer ser no domingo, tudo bem, mas a preferência da gente é que seja sábado. Até porque no domingo à tarde já tem um grande bloco que desfila aqui na cidade. Mas agora isso é passado, e o bom do direito que existem as instâncias para se recorrer. Quero destacar que não temos nada contra nenhum membro do TJD e agora vamos a campo e buscar ganhar os nossos jogos - concluiu.
NM com Denison Roma
Julgamento do Murici, no auditório do Rei Pelé (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)Por sete votos a dois, Murici foi eliminado do estadual pelo TJD/AL (Foto: Denison Roma / GloboEsporte.com)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA