Image Map
Image Map
Image Map

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Campeonato Alagoano da 1ª Divisão de 2016 deve começar no dia 24 de janeiro

O pontapé para o Campeonato Alagoano 2016 foi dado na tarde dessa terça-feira, 20, durante a realização do Fórum do Futebol Alagoano, no auditório do Estádio Rei Pelé, onde estiveram presentes cubes filiados, imprensa e convidados, em debate que durou pouco mais de cinco horas e abordou diversos temas, a exemplo do possível formado do Estadual.

Na oportunidade, os representantes dos clubes sugeriram que o Estadual comece no próximo dia 24 de janeiro. Já o diretor de competições da federação, Luciano Sampaio, propôs um formato de disputa semelhante ao do certame deste ano, com os 10 times formando dois grupos de cinco. CRB e CSA seriam os cabeças de chave, e os grupos se enfrentariam em jogos de ida e volta, com os três primeiros avançando para uma segunda fase, denominada hexagonal, com partidas apenas de ida.

Na sequência, os quatro primeiros colocados garantiriam vaga nas semifinais. Os eliminados nesta fase da competição decidiriam o terceiro lugar, valendo uma vaga na Copa do Brasil 2017. Os finalistas, por sua vez, também estariam garantidos na mesma competição. Por fim, o campeão estadual - com a exceção de CRB e ASA, que já disputam as séries B e C, respectivamente, do Brasileiro - segue a garantir vaga na Série D de 2016.

Já para efeito de rebaixamento, os últimos dois colocados de cada grupo fariam um quadrangular com jogos de ida e volta, sendo rebaixados os dois times de piores campanhas nesta fase.

A proposta apresentada nesta terça será levada para o Conselho Arbitral da 1ª Divisão, que será realizado no dia 17 de novembro, com local a ser definido pela Federação Alagoana de Futebol.

CBF presente

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) também esteve presente, sendo representada pelo vice-presidente do Nordeste, Gustavo Feijó. Ex-presidente da FAF, ele ressaltou as parcerias que foram consolidadas pela entidade nos últimos anos. Feijó alertou aos clubes alagoanos sobre a importância de se montar um planejamento com uma gestão equilibrada.

“O futebol de Alagoas não pode pensar em contratar jogadores com salários astronômicos. O futuro é o resgate da base, sempre ofertando oportunidade a atletas que querem mostrar seu talento”, destacou.

PROFUT e certidões

Já as advogadas Larissa Calheiros e Leiliane Marinho, responsáveis pela vice-presidência de Assuntos Jurídicos da Federação, expuseram as formas como os clubes alagoanos podem aderir ao PROFUT. As informações principais do programa levam em consideração o limite de mandatos de até quatro anos, com uma recondução para cargos eletivos, esclarecendo, ainda, que os custos com a folha de pagamento e direito de imagem de atletas profissionais não devem superar 80% da receita bruta anual.

Arbitragem e marketing

O presidente da Comissão Estadual de Arbitragem (CEAF/AL), Hércules Martins, por sua vez, apresentou o plano da arbitragem para as próximas três temporadas. Durante o encontro, Martins destacou os investimentos em meios adequados e a padronização do ensino aos profissionais, aprimorando a verificação dos condicionamentos teórico e físico dos árbitros.

“O sucesso da arbitragem não depende apenas das ações do árbitro dentro do campo de jogo. Precisamos assumir o compromisso de forma conjunta, para o bem do nosso futebol”, ressaltou o presidente da CEAF/AL.

Já a marca Campeonato Alagoano foi exibida por meio de uma análise geral do vice-presidente de Marketing da Federação, Alberto Bonfim. Segundo ele, o sucesso comercial da competição engloba uma série de fatores encabeçados por federação, clubes, estádios, dirigentes, Tribunal de Justiça Desportiva, arbitragem, imprensa e jogadores.


NM com gazetaweb.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA