Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 15 de agosto de 2019

Três volantes, marcação forte e Maranhão no ataque: Argel ensaia uma retranca para enfrentar o Flu

 Foto: João Alvim - GloboEsporte.com
O Técnico do CSA, Argel Fucks prepara uma retranca para o jogo de domingo, contra o Fluminense, no Maracanã. Sem o meia Didira, ele escalou no treino desta terça, na AABB, em Maceió, o volante Naldo, com maior poder de marcação.

  • O meia Didira vai cumprir suspensão no próximo domingo
  • Lateral Carlinhos e atacante Maranhão já defenderam o Flu
  • CSA ainda não fez gols fora de casa neste Brasileirão

Jean Cléber também saiu do time, e Dawhan ganhou uma oportunidade. Deve formar a trinca de volantes com Naldo e João Vitor. O argentino Jonatan Gómez vai ser o homem da armação.

No ataque, Argel trocou Ricardo Bueno por Maranhão, que jogou no Fluminense e conhece o Maracanã. O comando de ataque está sob a responsabilidade de Alecsandro, que passou por Vasco e Flamengo e não vê mistério em jogar no Rio.

Assim, a provável formação do CSA para domingo tem: Jordi; Apodi, Alan Costa, Luciano Castán e Carlinhos; Dawhan, João Vitor, Naldo e Jonatan Gómez; Maranhão e Alcesandro.

Alterações

No decorrer do treino, o técnico trocou Naldo por Jean Cléber, Alecsandro por Ricardo Bueno e Maranhão por Héctor Bustamente. Mas a tendência é que o primeiro time escalado, até pelo trabalho feito na quarta, seja o titular no próximo domingo.

A equipe reserva treinou nesta quinta com: João Carlos; Lucas Dias, Ronaldo Alves, Gerson e Rafinha; Jean Cléber, Didira e Euller; Héctor Bustamante, Victor Paraíba e Ricardo Bueno.

Sob pressão

No trabalho desta quinta, Argel também ensaiou uma marcação sob pressão na saída de bola do adversário. Ele está de olho no modelo do técnico do Fluminense, Fernando Diniz, que pede para o time trocar passes na defesa, sem dar chutão.

NM com João Alvim

Nenhum comentário:

Postar um comentário