Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

No sufoco, CSA vence o Murici e segue na vice-liderança do Alagoano: 2 a 1

FOTO: AILTON CRUZ
O CSA passou um sufoco, na noite desta quinta-feira (31), contra o Murici, mas conseguiu a segunda vitória no Campeonato Alagoano. com um homem a menos em campo, o Azulão venceu por 2 a 1, com gols de Régis e de Patrick Fabiano. Já o Alviverde marcou com Jonny. A partida foi disputada no Estádio Rei Pelé, válida pela 3ª rodada da competição. O jogo teve, ainda, três expulsões: Régis, pelo CSA; e Jonny e Adalto, pelo Murici.
Com essa vitória, o CSA passa a somar seis pontos na tabela de classificação e segue na vice-liderança da competição. Já o Murici, segue com um ponto e na última colocação na tabela.
O próximo jogo do Azulão, pelo Alagoano, será o clássico com o CRB, no dia 10 de fevereiro, às 16 horas, no Rei Pelé. Mas no próximo domingo, 3 de fevereiro, o time azulino terá o confronto com o Sampaio Corrêa, às 18h30 (de Alagoas), válido pela Copa do Nordeste, no Castelão, em São Luís-MA. 
Nesta sexta-feira, 01, haverá treino para os jogadores azulinos no CT Gustavo Paiva, às 8h30. A viagem para São Luís será à tarde, sem atendimento à imprensa no Aeroporto Zumbi dos Palmares.
Jogador do Murici disputa jogada com Rafinha, do CSA; Verdão não conseguiu superar o Azulão 
FOTO: MORGANA OLIVEIRA/ASCOM CSA






















Vale lembrar que antes do Clássico das Multidões, o Azulão terá o Mixto-MT pela frente, pela Copa do Brasil, no dia 6 de fevereiro, na Arena Pantanal, no Mato Grosso. E nesse mesmo dia, o Murici, pela 4a rodada do Estadual, vai enfrentar o CEO, com o local ainda a ser definido pela Federação Alagoana de Futebol (FAF). 
O jogo
O CSA começou mais bem atirado, indo ao ataque e se aventurando mais no início de jogo. Começou a encurralar a equipe adversária. Mas aos 10 minutos, o lance foi do Murici. Leandro encontrou Paulo, o atacante mandou a bola na saída de João Carlos, mas o jogo já estava paralisado, por impedimento assinalado pelo árbitro. 
Aos 12 minutos, o CSA respondeu. Em lance de escanteio, Matheus Sávio bateu, mas Edvaldo livrou o perigo. Aos 18 minutos, foi a vez do Murici. Leandro cobrou escanteio e mandou uma bomba do meio da rua, mas a bola foi por cima do gol de João Carlos. Aos 21 minutos, de novo o Murici e com Leandro. Ele avançou pela esquerda, cruzou na pequena área azulina, mas João Carlos pegou com tranquilidade.
Jogadores do CSA comemoram o primeiro gol do Azulão, contra o Murici, feito por Régis, no Estádio Rei Pelé, esta noite
FOTO: AILTON CRUZ























Aos 26 minutos veio o gol do CSA. Após jogada do lado esquerdo, Patrick Fabiano lançou para Régis, livre e com a zaga já totalmente batida, que só faz guardar no fundo da rede, abrindo o placar para o Azulão: 1 a 0.
Aos 37 minutos, Murici tentou. Após saída de jogo errada do goleiro João Carlos, Marlon tentou lançar para Jonny, mas o atacante do Murici estava impedido e o árbitro marcou o lance. O CSA respondeu aos 39 minutos, com Matheus Sávio. Ele driblou Adalto, cruzou rasteiro, mas Wagner cortou a jogada na pequena área do Murici.
O time alviverde passou a sair mais para o ataque no finalzinho da partida. Perdendo por 1 a 0, tinha mesmo que tentar chegar ao gol. Mas foi o CSA quem chegou. Aos 42 minutos, Régis levantou na área do Verdão, Patrick Fabiano foi na disputa com a zaga e o Murici acabou ficando com o lateral. E o primeiro tempo terminou com a vitória do CSA por 1 a 0.
No segundo tempo, o Murici não demorou a chegar ao gol de empate. Foi aos 11 minutos. No contragolpe, Jonny partiu em velocidade, ficou livre para entrar na área, de frente com João Carlos, e tocou na saída do goleiro azulino, deixando tudo igual: 1 a 1.
A torcida do CSA já impacientava com o time no Rei Pelé, que não estava bem. Mas eis que aos 18 minutos, veio o segundo gol azulino, depois de uma indefinição do Murici. Leo deu um passe errado para trás, Patrick Fabiano mandou a bola para dentro da rede, mesmo com os protestos dos jogadores do Murici, que reclamaram que o jogador azulino tinha dado um soco e tirado a bola do goleiro, e após também uma indecisão da arbitragem em assinalar o gol. Mas a arbitragem confirmou e o Azulão voltou à frente no marcador: 2 a 1.
Aos 24 minutos, houve um princípio de confusão entre os jogadores das duas equipes, sque se empurravam entre si. E aos 25 minutos, veio um festival de expulsões. Do lado do Murici, Jonny e Adalto receberam o vermelho; e do lado do CSA, régis foi para o chuveiro mais cedo.
Aos 29 minutos e com um homem a mais em campo, o CSA foi todo para cima do Murici, em busca do terceiro gol. Aos 33 minutos o Azulão teve dois escanteios.  Matheus Sávio cobrou no primeiro pau e Patrick colocou novamente para escanteio. Matheus foi de novo para a cobrança, Léo afastou de soco e, no rebote, Celsinho arriscou, mas a bola foi bem longe do gol do Murici.
Aos 37 minutos foi a vez do Murici. E foi com perigo. A bola foi chutada no ângulo e foi certeira na trave. Quase o Murici marcou o seu gol de empate.
O jogo estava nos 44 minutos e o árbitro deu cinco minutos de acréscimo. Com a vitória praticamente garantida, o CSA começou a trocar passes no campo, gastando o tempo, até o apito final do árbitro, garantindo a vitória por 2 a 1.
CSA - João Carlos; Celsinho (Joazi), Roni Fernandes, Luciano Castan, e Rafinha; Dawhan, Matheus Sávio (Gerson), Jhon Cley (Victor Paraíba) e Didira; Régis e Patrick Fabiano. Técnico: Marcelo Cabo. 
Murici - Léo; Melo, Wagner, Adalto e Leandro; Edvaldo, Bicudo (Daniel), Patrick e Marlon; Jonny e Paulo (Raikard). Técnico: Edson Ferreira.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário