Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 23 de outubro de 2018

CSA enfrenta o Brasil-RS precisando vencer para não sair do G4 da Série B

FOTO: AILTON CRUZ
A noite desta terça-feira (23) é imprescindível para o CSA continuar no G4 da Série B do Campeonato Brasileiro. O Azulão enfrenta o Brasil de Pelotas, do Rio Grande do Sul, no Estádio Rei Pelé, às 19h15, sendo obrigado a vencer a partida para não depender de nenhum outro resultado desta 33ª rodada da Segundona.
Na 4ª colocação da tabela, o time marujo está ameaçado pelo Vila Nova (5º), ambos com 51 pontos. Caso o Azulão perca ou empate o jogo, e o Tigrão vença o Londrina, que joga apenas na sexta-feira (26), o time alagoano pode deixar a zona de classificação para a Série A da próxima temporada.  
Em contrapartida, a vitória sobre os gaúchos pode recolocar, momentaneamente, os alagoanos na vice-liderança da competição. Na sexta-feira, independentemente do resultado entre Goiás (2º, com 53 pontos) e Avaí (3º, com 52 pontos), que se enfrentam no Serra Dourada, o Azulão vai cair uma posição. Triunfo ou empate do Esmeraldino garantiria a vice-colocação para os goianos; uma vitória dos avaianos colocaria o time catarinense na segunda posição.
Só no vestiário
Sobre o time, o treinador Marcelo Cabo só deve confirmar no Trapichão, uma hora antes de a partida começar. Dos três jogadores que voltam aos planos, a maior possibilidade de começar atuando é Juan. Ficaria mais à frente, no lugar de Hugo Cabral.
Dawhan e Walter, pela atuação que tiveram contra o Coritiba, podem ser mantidos. Daí, Pio e Jhon Cley devem ficar como opções para o decorrer da partida. Portanto, o CSA pode começar o confronto desta terça com Lucas Frigeri; Celsinho, Leandro Souza, Matheus Lopes e Rafinha; Yuri, Dahwan, Daniel Costa e Didira; Juan (Hugo Cabral) e Walter.
Indagado sobre a aproximação dos concorrentes, o treinador Marcelo Cabo respondeu que "à medida que a competição vai afunilando, os jogos ganham uma importância maior. É claro que todos os jogos são importantes desde quando começou a Série B e graças a Deus o CSA chega neste momento do campeonato no G4 e brigando com a possibilidade real de acesso".
O comandante azulino destaca o elenco completo:
- Voltamos a ter todos os jogadores à disposição para tentar a vitória diante da nossa torcida. Claro que respeitando o adversário, que luta pela sua permanência na Série B. Enfim, é mais uma decisão, a exemplo do jogo passado contra o Coritiba. Na verdade são seis finais que vamos ter pela frente e precisamos fazer prevalecer o mando de campo. Nosso time tem que ter disposição e garra, porque do outro lado há um adversário com qualidade mesmo não estando na parte de cima da tabela.
Na última rodada o CSA viu o Vila Nova encostar, agora também com 51 pontos e só não está no G4 porque tem uma vitória a menos que o Azulão: 13 contra 14. Outro que subiu na tábua de classificação foi o Atlético-GO, que ao derrotar o Brasil-RS chegou aos 48 pontos e agora é sexto colocado. Londrina também ganhou e é sétimo colocado, com 47.
Mudança nas laterais do Brasil-RS
O Brasil de Pelotas terá pelo menos duas mudanças para enfrentar o CSA nesta terça-feira. O técnico Rogério Zimmermann tem baixas na lateral esquerda, com Alex Ruan suspenso pelo terceiro amarelo, e também na direita, com Éder Sciola lesionado.
Já está definido que Tiago Cametá vai substituir Sciola. Porém, Rafael Dumas e Bruno Colaço brigam pela vaga deixada por Alex Ruan. Portanto, o Xavante deve ir a campo com Marcelo Pitol; Tiago Cametá, Leandro Camilo, Heverton e Bruno Colaço (Rafael Dumas); Leandro Leite, Itaqui, Rafael Gava, Welinton Júnior e Diego Miranda; Michel. O Brasil-RS ocupa a 15ª posição, com 37 pontos.
A arbitragem de CSA x Brasil-RS vem do Rio de Janeiro: Bruno Arleu de Araújo, assistido por Luiz Cláudio Regazone e Carlos Henrique Cardoso de Souza. O 4º árbitro é Dênis da Silva Ribeiro Serafim. Todos são do quadro da CBF. 
Os ingressos para esta partida custam R$ 15 para o setor de arquibancadas baixas e R$ 25 para arquibancadas altas. Já os bilhetes para as cadeiras especiais, R$ 100. O sócio-torcedor tem que apresentar documento com foto para ter acesso ao estádio.
NM com Francisco Cardoso e Maurício Manuel

Nenhum comentário:

Postar um comentário