Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Fim da espera: duas décadas depois, Jaciobá está de volta ao futebol alagoano

Presidente do Jaciobá, Jorge Gonzaga, durante apresentação do elenco, em agosto deste ano

FOTO: JACIOBÁ ATLÉTICO CLUB/FAGNO PINTO
A época mais angustiante para um torcedor talvez seja o período de recesso do futebol, quando os clubes dão uma pausa em suas atividades e os jogadores ganham merecidas férias. Abandonar a rotina, ainda que temporariamente, de torcer por seu time do coração não é tarefa fácil para muitos. Porém, após 25 anos de espera, a paciente torcida do Jaciobá Atlético Clube, da cidade de Pão de Açúcar, no Sertão de Alagoas, acabou finalmente recompensada depois de o time voltar a disputar uma competição oficial, candidatando-se à vaga na elite do Estadual em 2019.
O representante sertanejo é um dos quatro times que vão medir forças pelo título da 2ª divisão do Campeonato Alagoano, que começa no próximo dia 22. 

Jogadores do Jaciobá em momento de oração durante amistoso
FOTO: JACIOBÁ ATLÉTICO CLUB/FAGNO PINTO






















Para garantir a taça e, consequentemente, o acesso à elite do futebol estadual, o Jaciobá terá um árduo caminho pela frente, tendo como adversários o Sete de Setembro e o São Domingos, ambos de Maceió, além do FF Porto Calvense, da cidade de Porto Calvo, numa disputa de pontos corridos e "tiro curto".

Por isso, foi ao mercado para tentar montar uma equipe competitiva, contratando velhos conhecidos da torcida local, a exemplo do zagueiro André Nunes (ex-ASA) e do técnico Jaelson Marcelino, que também já treinou o ASA e foi campeão alagoano com o Coruripe, em 2014. 

Conheça, portanto, a história do clube que tenta ressurgir no futebol para, em caso de título na divisão de acesso, já brigar com os gigantes CSA e CRB na temporada que se avizinha.
História e preparação

Técnico Jaelson Marcelino vai comandar o Jaciobá na Segundona
FOTO: JACIOBÁ ATLÉTICO CLUB/FAGNO PINTO
Fundado em 25 de janeiro de 1964, o Jaciobá é um dos clubes mais tradicionais do futebol alagoano e coleciona várias participações em Estaduais. A exemplo do CSA, seu uniforme também tem as cores azul e branco, enquanto seu maior rival é outro clube alvirrubro, o Internacional, também de Pão de Açúcar.
Fora do futebol profissional há 25 anos, o Azulão do Sertão aposta na experiência para conseguir voltar a figurar entre os principais times de Alagoas.  
Aos 43 anos, Jaelson Marcelino é o principal nome do Jaciobá. Afinal, o treinador já vem sendo apelidado de "rei do acesso" após subir o CEO e o Dimensão Saúde, em 2016 e 2017, respectivamente.
E a Gazetaweb também conversou com o empresário e presidente do Jaciobá, Jorge Gonzaga, que falou sobre o desafio de reerguer o clube de Pão de Açúcar.
- Foi um projeto que iniciei há um ano e, graças a Deus, o sonho de colocar o Jaciobá novamente numa competição profissional está virando realidade. E para sairmos vitoriosos, escolhemos o Jaelson e o Erivaldo [Domício, gerente de futebol] para o comando do time, na certeza de que, com a experiência deles, conseguiremos os nossos objetivos.
Gonzaga, inclusive, já comemora o clima que se criou em Pão de Açúcar em torno do ressurgimento do clube após a notícia de que voltaria a atuar profissionalmente. 
- O movimento na cidade e no comércio cresceram muito. A torcida tem comparecido aos treinamentos para acompanhar a nossa preparação, o que mostra o quanto é grande a expectativa do torcedor sertanejo em ver o time mais uma vez em campo.
Experiência e juventude

Za  Zagueiro  André Nunes (ex-ASA) vai defender o Jaciobá na Segunda divisão do Alagoano
FOTO: JACIOBÁ ATLÉTICO CLUB/FAGNO PINTO
Para a Segundona, o Azulão montou um elenco mesclando experiência e juventude. Atletas como o meia-atacante Kiko Alagoano (ex-CEO) e o atacante Bambam (ex-Coruripe), que já conhecem o futebol alagoano, são vistos com grande expectativa numa boa campanha.

A apresentação oficial do grupo azulino ocorreu no dia 1º de agosto. De lá para cá, o clube tem realizado uma série de amistosos e jogos-treinos, a fim de preparar a equipe para a 2ª divisão. 
Como o Estádio Municipal Elísio da Silva Maia, o Elizão, não possui condições de receber partidas oficiais, o Jaciobá mandará seus jogos no Estádio Edson Matias, em Olho d' Água das Flores, o que, garante a direção azulina, não vai representar um obstáculo à presença do torcedor em campo.

Elenco do Jaciobá realiza treinamento à beira do Rio São Francisco
FOTO: JACIOBÁ ATLÉTICO CLUB/FELIPE SENA























Para o gerente de futebol, Erivaldo Domício, a preparação do clube sertanejo está sendo bem feita, o que torna a equipe uma das candidatas ao acesso.

- Posso garantir que todas as condições estão sendo dadas para conseguirmos o acesso e, consequentemente, o título. Hoje, o Jaciobá dispõe de uma condição, no que diz respeito a material de trabalho, por exemplo, inexistente em muitos clubes da primeira divisão. Então, acredito que este pode ser o nosso diferencial com vistas a um possível acesso.
Competição de tiro curto

Apresentação do elenco do Jaciobá, em agosto
FOTO: JACIOBÁ ATLÉTICO CLUB/FAGNO PINTO






















A Série B deste ano terá ao todo seis rodadas, com os quatro clubes jogando entre si em partidas de ida e volta. Ao final, quem estiver na ponta da tabela será coroado o grande campeão do Estadual, além de garantir o acesso para a divisão de elite. Segundo Erivaldo Domício, este será um dos campeonatos mais difíceis dos últimos anos.

- Cada jogo é uma decisão. Quando se tem um campeonato longo, como o de 2016, que tinha 10 clubes, havia a possibilidade de recuperação. Com o CEO, conseguimos o acesso já na sétima rodada. Esta, porém, será uma competição em que você não pode errar. São apenas três jogos em casa e três fora. Portanto, quem aproveitar essas partidas iniciais vai ter tudo para subir.
Na primeira rodada, o Jaciobá vai receber a visita do Sete de Setembro, no Estádio Edson Matias. Na sequência, o Azulão do Sertão vai encarar o São Domingos, em local ainda indefinido.
NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário