Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sábado, 25 de agosto de 2018

CRB segura empate até os 41 minutos do 2º tempo, mas perde para o Atlético-GO

FOTO: PAULO MARCOS/ATLÉTICO-GO
O CRB segurou o ímpeto do Atlético Goianiense até os 86 minutos da partida. No entanto já aos 41 minutos do tempo final, o Atlético que havia insistido pelo alto durante todo o jogo, foi premiado pela insistência.
Após um lateral cobrado de forma rápida, Júlio césar teve espaço e cruzou alto, a bola passou por toda extensão da área e já no segundo pau, encontrou o atacante André Luis, que já passou pelo CRB, ele bateu de primeira, no contra pé de João Carlos, dando a vitória do time goiano.
O time do CRB foi eficiente na defesa, mas em uma das poucas bolas que a defesa do CRB não neutralizou a bola adversária, o Dragão marcou. Fora 43 bolas alçadas na área, mas em praticamente todas as bolas alçadas, o Atlético não havia levado vantagem.
O CRB ficou preso na estratégia e pouco saiu para o jogo. O time regatiano teve apenas 32,9% de posse de bola e foi imprensado pelo Atlético Goianiense com 58% de posse, mas pouca efetividade.
Com a derrota, o CRB caiu uma posição, ficou com 25 pontos, mas agora é apenas o 16º colocado, uma posição acima da zona de rebaixamento. O Atlético Goianiense chegou aos 37 pontos e por enquanto dorme na 3ª posição.
No fechamento da rodada, o CRB seca o São Bento para não retornar a zona de rebaixamento. Caso o time paulista pelo menos empate em casa com o Avaí, o Galo retorna a zona de rebaixamento.
Na 24ª rodada, o CRB voltará a jogar em Maceió. O time regatiano enfrentará o Sampaio Corrêa, na sexta-feira, 31, ás 21h30, no Rei Pelé. Já o Atlético-GO enfrentará o Londrina, também na sexta-feira, mas as 19h15.
O Jogo
Em casa e precisando de recuperação, o Atlético Goianiense buscou pressionar o CRB desde o começo. No entanto, o Dragão encontrou um Galo muito bem postado e com muita eficiência defensiva.
O Atlético tentava criar jogadas pelo lado e não encontrava espaço. Pelo corredor central, a porta também estava fechada e ai, o domínio com a posse de bola não refletia em condições para o time goiano abrir o marcador.
Bem na defesa e encaixando algumas transições, o CRB chegou forte com Diogo Matheus que chutou de fora da área para uma defesa segura do Jefferson.
O Atlético seguia sem conseguir espaço e começou a encontrar uma forma de jogar a partir de bolas longas , nas costas do volante e entre os dois zagueiros. Em duas ou três oportunidades, Everton Sena precisou fazer a cobertura ou disputar a bola com Denilson. O Atlético chegou somente aos 21 minutos. O CRB fez uma falta lateral, a bola foi cruzada por Jonathan, mas Everton Sena se antecipou para evitar a chegada do ataque do Galo.
Um minuto depois, o CRB voltou a sair com força. A bola foi originada pelo esquerdo, a defesa do Atlético não corou o cruzamento e Edson Ratinho dominou e encheu o pé, a bola desviou em Bruno Santos. Aos 24 minutos, novamente o CRB chegou em finalizações de média distância. Lucas Siqueira recebeu a bola na intermediária, ganhou espaço, não recebeu marcação e arriscou o chute, a bola passou perto da trave direita e assustou o goleiro do Atlético.
Aos 36 minutos, novamente, Lucas Siqueira surgiu com espaço e voltou a arriscar para o gol, repetindo o susto no goleiro Jefferson.
A mesa arma usada pelo CRB, chutes de fora da área, foi repetida pelo Dragão. João Paulo iniciou a jogada e tocou para Denílson, ele dominou e arriscou. A bola passou pelo lado direito do goleiro João Carlos.
A última jogada do primeiro tempo foi do CRB, que mesmo sem ter a posse de bola (67,1 contra 32,9%), levou mais perigo nos contra-ataques, nas transições ofensivas. Aos 40 minutos, Neto Baiano iniciou a jogada, abriu para Edson Ratinho que atraiu a atenção da defesa para Diogo Matheus entrar por dentro de chutar por cobertura. A bola passou muito próximo do ângulo esquerdo da meta defendida por Jefferson.
O segundo tempo começou com o Atlético mais atirado. Logo aos quatro minutos, uma boa jogada foi construída, a bola foi alçada e Denílson cabeceou, mas João Carlos fez a defesa.
Após a pressão inicial, o Atlético voltou a ficar sem espaço e pouco construiu. A defesa do voltou a se encontrar a bola não chegava para incomodar o goleiro João Carlos. As mudanças começaram a acontecer e os times mudavam a estratégia.
A situação do jogo ia transcorrendo normalmente para o empate, mas aos 41 minutos, o Atlético-GO foi mais esperto. Um lateral cobrado rápido, Júlio César cruzou com perfeição no segundo pau, ninguém cortou e André Luis bateu de primeira, no canto contrário do goleiro João Carlos, que abriu o marcador: Dragão 1 a 0.
Após o gol tomado, o CRB saiu mais e aos 43 , Tomas Bastos recebeu um rebote errado da defesa do Galo e chutou por cobertura mas sem muito perigo.

Ficha Técnica
Atlético-GO 1 x 0 CRB
Campeonato Brasileiro – Série B – 23ª Rodada
Local: Estádio Antônio Accioly (Goiânia-GO)
Árbitro: Vinicius Furlan (CBF-SP)
Árbitro Assistente 1: Herman Brumel Vani (CBF-SP)
Árbitro Assistente 2: Vitor Carmona Metestaine (CBF-SP)
4º Árbitro: Anderson Ribeiro Gonçalves (CBF-GO)
Renda:  Público:
Cartões Amarelos: Denilson (Atlético-GO) Marcelo Oliveira (CRB)
Gols: André Luis (Atlético-GO) 41’ do 2º tempo
Equipes:
Atletico-GO: Jefferson, Jonathan, Oliveira, Gilvan e Bruno Santos; Rômulo e Fernandes (André Luis); Kayzer, João Paulo (Trindade) e Júlio César; Denilson (Tomas Bastos)
Técnico: Claudio Tencati
CRB: João Carlos, Diogo Matheus, Everton Sena, Anderson Conceição e Rafael Carioca; Claudinei e Lucas Siqueira; Edson Ratinho, Marcelo Oliveira (Tinga) e Iago (Elias); Neto Baiano (Rafael Costa)
Técnico: Doriva
Atlético 1x0 CRB (Série B 2018)
Confira os melhores momentos da partida em Goiânia!
NM com Alberto Oliveira e Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário