Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 22 de abril de 2018

Volante Misso sofre lesão na fíbula e desfalca o ASA nas próximas rodadas

O técnico Carlos Rabelo vai ter um desfalque importante para as próximas rodadas da Série D. O volante Misso sofreu uma lesão na fíbula da perna esquerda em uma disputa de bola com om jogador Ramalho, volante do Sergipe, durante a estreia das equipes na competição, ocorrida no sábado (21), na Arena Batistão, em Aracaju.
Por não ter condições de continuar na partida devido à gravidade da lesão, Misso precisou ser substituído e encaminhado a um hospital local, onde detectou a lesão.
Através de suas redes sociais, o jogador confirmou a lesão.
“Quebrei a fíbula. Estou triste, pois não vou poder ajudar meus companheiros nos próximos jogos, mas agradeço demais a Deus por tudo que acontece em minha vida. Como sempre digo, Deus é bom o tempo todo. Logo estarei de volta”, escreveu o jogador.
Na segunda-feira (23), o departamento médico alvinegro vai realizar um exame mais detalhado no jogador.
Fíbula 
A fíbula um dos ossos longos da perna e participa das articulações do joelho e do tornozelo. Localiza-se na região lateral da perna e possui uma articulação fibrosa com a tíbia, que proporciona estabilidade entre esses dois ossos. A tíbia e a fíbula têm importância fundamental na formação da “pinça articular” do tornozelo, articulando-se com o osso do tálus, na região do pé.
fratura da fíbula pode acometer o osso em três segmentos, sendo eles:
  • Proximal: região da cabeça da fíbula, próximo à articulação do joelho;
  • Medial: região da perna;
  • Distal: próximo à região tornozelo.
  • O diagnóstico é realizado através da história clínica e pelos sintomas apresentados pelo paciente, em conjunto com exames complementares de raio x, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Causas

  • Trauma direto na perna ou no tornozelo;
  • Lesões esportivas;
  • Acidentes automobilísticos.

Sintomas

  • Dor;
  • Edema;
  • Presença ou não de exposição óssea;
  • Dificuldade ao apoiar o pé no chão.

Tratamento

  • Uso de analgésicos e anti-inflamatórios;
  • Elevar a perna e usar uma bandagem compressiva sobre a região afetada;
  • Uso de talas (órteses) para imobilizar a região;
  • Uso de muletas;
  • Tratamento fisioterápico;
  • Em casos mais graves, a cirurgia é indicada.
NM com Eduardo Cardeal via TopEsporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário