Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 18 de março de 2018

Para Mazola, vitória merecida pelo desequilíbrio de seu time no 2º tempo

FOTO: AILTON CRUZ
Por ter conseguido mais espaços no 2º tempo e ser feliz nas finalizações o treinador Mazola Júnior considera justo o resultado obtido pelo seu time na tarde deste domingo, no Estádio Gerson Amaral, ampliando então a vantagem neste início de semifinais do Campeonato Alagoano para CRB e Coruripe.
- Nosso adversário é uma equipe muito interessante pelo espírito competitivo que tem, pelo sistema de marcação adotado, mas acho que na somatória toda do jogo, com toda essa dificuldade, o CRB foi melhor, mereceu ganhar o jogo.
Mazola apontou a marcação como o ponto alto do Coruripe e que quase levou o CRB a um revés na tarde deste domingo:
- Eles marcam forte. Os atacantes freiam os laterais contrários. Jogam ainda sem centroavante fixo e os dois meias marcam os dois volantes adversários. Tudo isso complicou demais para nós. Além do mais, há a irregularidade do gramado. Para quem vê de fora não percebe. Daí a bola saltou bastante e na briga eles foram ferozes.
O comandante regatiano também admitiu que a vitória de sua equipe esta tarde também teve o toque da individualidade, que acabou sendo o ponto de desequilíbrio:
- Eu vi o 1º tempo equilibrado, mas no 2º sem dúvida a qualidade técnica dos nossos jogadores prevaleceu. Isso está refletido tanto no gol de empate e também no da virada. Houve ainda, na etapa complementar, a queda do ímpeto do Coruripe e a gente conseguiu mais espaços. Outro detalhe é que fomos felizes nas substituições.
Mais atenção, para Joécio Barbosa
Para o treinador Joécio Barbosa, a derrota do Coruripe não foi por causa de cansaço, mas de falta de atenção no 2º tempo.
Joécio conversa com seu auxiliar, tentando corrigir erros da sua equipe no 2º tempo
FOTO: AILTON CRUZ

























No 1º tempo tivemos uma pegada muito forte, impecável. Já no 2º deixamos de fazer a marcação na frente, que funcionou tão bem na primeira etapa. A partir do momento que demos espaço para o adversário ele não perdoou, até porque tem uma equipe qualificada.
Joécio Barbosa minimizou o fato de o Coruripe não ter contado com Sorin, Edson Veneno e Bambam esta tarde. Para ele, o que faltou, particularmente no 2º tempo, foi mais atenção e no seu entender levou sua equipe a perder, mesmo reconhecendo o mérito nas finalizações do time adversário.
NM com Francisco Cardoso

Nenhum comentário:

Postar um comentário