Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 23 de março de 2017

CRB não sai do zero contra o Itabaiana e dá adeus à Copa do Nordeste

foto: Ailton Cruz
O CRB insistiu até o último minuto. Dominou as ações diante de um Itabaiana que seguiu firme no único propósito de se fechar e sair em alguns poucos contragolpes. E a estratégia acabou dando certo, com o Tremendão voltando a surpreender e fazendo apenas o bastante para sair do Rei Pelé, na noite desta quarta-feira (22), classificado para as quartas de final da Copa do Nordeste.
É que o time sergipano foi a 11 pontos, dois a mais que o Galo, que não figurou entre os três melhores segundos colocados. Com isso, apenas o Itabaiana avançou na chave D - que ainda teve ABC e CSA já eliminados antes mesmo da 6ª e última rodada da chave de grupos.
O que faltou ao CRB no Nordestão? Aquilo que mais imposta no futebol: o gol. Foram apenas quatro, o que fez do Galo o dono do segundo pior ataque da competição - ao lado de Sampaio Corrêa e Juazeirense -, ao passo em que sua defesa foi a terceira menos vazada, ao lado do Náutico, com três gols.
E já são três jogos - sendo um pelo Estadual - sem marcar um gol sequer. Agora, o Galo já começa a voltar suas atenções para mais um clássico, desta vez com mando de campo, contra o CSA, em duelo marcado para o próximo domingo, e novamente no Trapichão de portões fechados. Ambas as equipes já estão classificadas, com o CRB, inclusive, inalcançável no topo da tabela de seu grupo.
foto> Ailton Cruz
O jogo
Quando a bola rolou, o CRB partiu para cima. Empurrado por seu torcedor, que compareceu em grande número, o Galo criou boa chance aos 15 minutos, quando Mailson foi lançado em velocidade pela esquerda e fez o cruzamento fechadinho, mas Janilson se antecipou para fazer o corte providencial, antes da chegada do lateral Marcos Martins.
O Itabaiana só respondeu aos 25, em cabeceio para fora do volante Zaquel. Já aos 34, o CRB voltou a chegar com perigo, desta vez com Marcos Martins, o nome do Galo no jogo. Ele dominou pela direita e cruzou no segundo pau. O atacante Elias cabeceou de raspão e a bola passou à direita do goleiro Genivaldo - destaque da partida pelo time sergipano.
Porém, a melhor chance dos donos da casa veio aos 47, quando Martins foi mais uma vez acionado e deu voltando para Mailson, que chutou de primeira. Rasteira, a bola passou tirando tinta do poste direito do goleiro, com o atacante sem acreditar no que via.
O time de Léo Condé manteve o ritmo no segundo tempo, encurralando o Tremendão em seu campo de defesa. Mas o Galo também lutava contra o tempo. Para piorar, o árbitro baiano Jailson Macedo Freitas errou feio ao não expulsar o lateral Janilson, que já tinha o amarelo e cometeu falta dura em cima de Martins, logo aos cinco minutos.
Outro inimigo do Galo era a ansiedade, que levou o treinador a processar sua primeira substituição aos 15 minutos, trocando Jocinei pelo também meio-campista Yuri. O CRB ganhou nova dinâmica, mas seguiu sem acertar o último passe.
NM com Gazetaweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário