Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 4 de outubro de 2015

Coruripe vence São Caetano por 1 a 0, mas é eliminado da Série D

O Coruripe viajou a São Caetano do Sul, interior de São Paulo, sabendo que sua missão para se classificar as quartas de final seria quase que impossível. Após ser derrotado por 3 a 0, em pleno Estádio Gerson Amaral, nem mesmo o mais otimista torcedor alviverde estava crendo numa virada. O Hulk precisava de, no mínimo, devolver o placar para levar a decisão para os pênaltis, mas apesar da vitória, o time só conseguiu fazer 1 a 0 sobre o adversário. O gol foi marcado pelo atacante Naôh.

Com uma imensa vantagem construída no primeiro jogo, o Azulão do ABC jogou com o regulamento debaixo do braço. A equipe paulista cadenciou o jogo a sua maneira e, apesar da derrota, confirmou sua classificação à próxima fase da Série D.

Nas quartas de final do campeonato nacional, o São Caetano vai enfrentar a equipe do Botafogo de Ribeirão Preto, também do interior de São Paulo. Já o Coruripe, eliminado, encerra suas atividades profissionais no ano de 2015.

O jogo

Com a vaga praticamente sacramentada, o São Caetano esperou mais do que se lançou ao ataque. Se os paulistas não ofereceram riscos aos alagoanos, pouco sofreram com as investidas do Verdão do Litoral. Já os alagoanos necessitavam de gols, com isso, lançaram-se ao ataque e tomaram as iniciativas da partida, na tentativa de conseguir um tento nos minutos iniciais. Mas o Coruripe pecava no grande número de passes errados.

Mantendo a sua equipe no ataque, o Hulk dava espaço aos contra ataques do São Caetano. Aos 19 minutos aconteceu o primeiro lance de perigo do jogo. O lateral Ângelo, do São Caetano, avança pela direita e bate para o gol, mas a bola sai pela linha de fundo.

A partida seguiu morno e somente aos 36 minutos, Robson, atacante do São Caetano, tentou driblar o goleiro Gott, do Coruripe, e o árbitro marcou pênalti para a equipe paulista. O próprio Robson foi para a cobrança e Gott defendeu, mandando a bola para a linha de fundo. Depois disso, o jogo retornou a ter menos movimentações.

No segundo tempo, o Coruripe se lançou ainda mais ao ataque, pois precisava marcar, no mínimo, três gols em apenas 45 minutos. Aos 10 do tempo complementar, Paulo Vítor tabelou com Fabiano, que passou para Thiago Lima, mas o meia do Hulk chutou por cima do gol, perdendo uma clara chance de abrir o placar.

O Verdão do Litoral seguia apertando o Azulão e aos 23 minutos, conseguiu, enfim, o seu gol. Paulo Vítor cobrou escanteio e o atacante Naôh aproveita a falha da defesa e manda para o fundo da rede, abrindo o placar para o Coruripe. Mas, após o gol do Hulk, o São Caetano fechou mais a sua defesa e apesar das tentativas, a equipe alagoana não conseguiu chegar com perigo ao gol adversário até o final da partida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PARCEIROS NA MIRA

PARCEIROS NA MIRA