Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 3 de abril de 2019

Antes do jogo de volta da semi, atletas do Coruripe já pensam no 3º lugar

FOTO: GUSTAVO GOMES/CORURUJI
A goleada por 6x2 do CSA sobre o Coruripe no Gerson Amaral, na partida de ida da semifinal do Campeonato Alagoano, deixou o time azulino com um pé na final. Jogadores do Hulk confessaram a imensa dificuldade que será reverter a vantagem, que hoje é de quatro gols a favor do Azulão. 
"Se tratando de futebol nada é impossível. Sabemos que a equipe do CSA é bem qualificada, mas também temos um time qualificado. Independente de quem for para o jogo, buscar primeiro vencer a partida e depois, se possível, reverter a situação. Vamos de gol a gol", disse o atacante Etinho. 
Obviamente, o resultado adverso jogou um balde de água fria no Hulk, que chegou a abrir 2x0 e depois viu tudo desmoronar. "Demos o nosso melhor na partida de quarta. Mas não conseguimos segurar a vantagem e eles [CSA] conseguiram fazer o placar", rememorou o  atacante Alef Manga, autor do segundo gol do Alviverde.
Quando a bola rola no gramado, não existe o previsível. Tudo pode acontecer. Embora haja uma ponta de esperança na classificação à finalíssima do Estadual, Manga confessa que a equipe do Litoral Sul já está de olho na disputa de um possível terceiro lugar, contra o Jaciobá.
"Precisamos de um resultado complicado e vai ser difícil em jogar lá [no Rei Pelé]. Por isso, estamos unidos e focados mais no jogo contra o Jaciobá [disputa do 3º lugar] que nos dará a chance de disputar a Copa do Brasil em 2020. Foi para isso que trabalhamos desde o dia seguinte ao da derrota para o CSA. Independente de conseguir a classificação ou não, espero que façamos um bom jogo para sair de lá com a vitória, seja 1x0 ou 2x1", assegurou. 
A partida de volta da semifinal do Alagoano acontece nesta quarta-feira (03), no Estádio Rei Pelé, em Maceió, às 20h30. Para encarar o CRB na decisão, o Hulk vai precisar construir um placar de cinco gols de diferença. O CSA, no entanto, garante a classificação perdendo por até quatro gols. 
NM com Mauricio Manoel

Nenhum comentário:

Postar um comentário