Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sábado, 22 de abril de 2017

Marta é apresentada no Orlando Pride e vibra com atmosfera nos EUA

 Orlando Pride / Divulgação
A atacante Marta foi apresentada nesta sexta-feira no Orlando Pride, dos Estados Unidos, após ter assinado um contrato por dois anos. A brasileira chegou ao clube com status de craque e recebeu muito carinho dos fãs. Seu último clube foi o Rosengard, da Suécia, e a última passagem no futebol dos EUA aconteceu em 2011 pelo Western New York Flash. Marta revelou muita empolgação com a atmosfera do futebol feminino no país.
O Orlando Pride é a versão feminina do Orlando City, time profissional do futebol masculino que disputa a Major League Soccer. Um dos astros da equipe é o meia brasileiro Kaká, que publicou uma mensagem de boas-vindas em uma rede social tão logo Marta foi confirmada como reforço do clube.
- O Orlando, desde o primeiro momento, tomou a iniciativa de montar uma equipe de futebol feminino e vem demonstrando a mesma ambição que tem com o futebol masculino. E a maneira que a cidade está vivendo esse momento no futebol. Estão respirando o futebol, vinha acompanhando pela internet e redes sociais. Desde quando cheguei, ontem, percebi a atmosfera e amor que demonstram com a modalidade - disse Marta em coletiva de imprensa.
Marta também revelou que teve uma conversa com Kaká logo após seu anúncio oficial pelo Orlando Pride. O astro do time masculino da franquia deixou as portas abertas para a atacante e prometeu ajudar no que for preciso.
Após a apresentação e coletiva de imprensa, Marta faz seu primeiro treino com as novas companheiras de Orlando Pride ainda nesta sexta-feira. A atacante revelou que terá uma conversa com o treinador para definir se estreia pela equipe neste sábado, em partida contra o Washington, em casa, pela liga nacional.
- Como atacante, a prioridade é sempre fazer o máximo de gols. Não vamos fazer milagre, mas jogar futebol como sempre fizemos na vida inteira. É uma alegria estar aqui, treinar, conhecer as meninas e a comissão técnica. É a minha grande motivação para esquecer o desgaste da viagem. Vou conversar com o treinador, e espero estar pronta para jogar amanhã (sábado). Conheço algumas jogadoras, tem as brasileiras Mônica e Camilinha. Conversamos, não falamos de tática, mas hoje vou ficar sabendo de algumas coisas. Foram elas que me passaram algumas coisas da equipe, do dia a dia.
NM com Globoesporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário