Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Santa Rita confirma participação e Alagoano vai começar no dia 21 de janeiro

Remi Calheiros representando o Murici e Alarcon Pacheco o CRB
O Campeonato Alagoano de 2017 vai começar no dia 21 de janeiro. A definição da data ocorreu em reunião do Conselho Arbitral, que ocorre na tarde desta sexta-feira (11), na sede da Federação Alagoana de Futebol (FAF), no Estádio Rei Pelé, em Maceió. A grande novidade, no entanto, é a confirmação da participação do Santa Rita - o clube de Boca da Mata havia anunciado que não disputaria o Estadual do ano que vem.
O pedido de desistência por parte do Santa Rita havia sido protocolado na última segunda-feira, mas o time que é fruto de fusão com o Corinthians Alagoano - cujo patrono é o também conselheiro azulino João Feijó - vai mesmo participar do Estadual.
Segundo o diretor de futebol do Santa Rita, Anderson Nobre, o clube resolveu voltar atrás da decisão, "apesar das dificuldades financeiras". Porém, ele garantiu que a intenção é montar um bom time, "mesmo diante das limitações".
Fabiano Melo (esq.) representa o CSA no Conselho Arbitral
FOTO: FILLIPE LIMA
Representantes das 10 equipes estão presentes, debatendo com o presidente da FAF, Felipe Feijó, detalhes acerca da competição que vai definir vagas na Copa do Brasil e Campeonato do Nordeste em 2018. O formato da disputa será o mesmo do adotado este ano, com duas chaves na fase de classificação - os times do grupo A enfrentam os dos B - e hexagonal para definir os semifinalistas.
Atual bicampeão alagoano, o CRB está no grupo A, com Coruripe, Murici, Sete de Setembro e CEO - campeão, de forma antecipada, da 2ª divisão. Já o CSA caiu no grupo B, juntamente com ASA, Santa Rita, CSE e Miguelense, que também disputou a divisão de acesso e garantiu vaga na elite do futebol estadual em 2017.
Também presente, o presidente do ASA, Nelson Filho, afirmou ter gostado do grupo, afirmando que o Fantasma segue se preparando para voltar a brigar por título. Já o gerente de futebol do Galo, Alarcon Pacheco, afirmou descartar qualquer favoritismo, mas prometeu um elenco forte, capaz de defender o bicampeonato em 2017.
Já Fabiano Melo, do CSA, lembrou ter defendido duas datas para início da competição (15 ou 18 de janeiro), como também sugerido pela FAF, mas acabou vencido pela proposta aprovada, depois de o CRB alegar que seus jogadores não teriam tempo hábil para férias - o Galo é o único time ainda em atividade, disputando a Série B do Brasileiro. 
Os dois piores de cada chave vão disputar o quadrangular que vai definir os dois clubes rebaixados. Durante a reunião, também ficou definido que os clubes do interior não mais poderão exibir as marcas de patrocinadores nas fachadas das praças esportivas, devendo reproduzi-las em placas a serem distribuídas ao redor do gramado.
Por fim, o presidente Felipe Feijó disse já estudar a possibilidade de o Alagoano, nas próximas edições, não mais reunir 10 equipes, em virtude da falta de recursos. Segundo ele, com menos participantes, a federação teria a possibilidade de proporcionar uma renda maior aos times.
NM com Bruno Soriano

representantes dos clubes debatem o Campeonato Alagoano de 2017
FOTO: FILLIPE LIMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário