Image Map
Image Map
Image Map

terça-feira, 1 de outubro de 2019

Carvalho e Siqueira sobre jogo com o América-MG, na quinta: 'É outra situação'

FOTO: RODRIGO BALTAR/ ASCOM SANTA CRuz
O CRB tem como próximo adversário pela Série B do Brasileiro o América-MG, na quinta-feira (3), às 19h15. No duelo de ida, pela primeira fase, o Galo sofreu a derrota por 3 a 1, jogando no Estádio Rei Pelé, no dia 8 de junho. Léo Ceará assinalou o gol regatiano, na ocasião. Agora o jogo será na casa do adversário, o estádio Independência. É uma outra situação. Além do mais, na primeira partida, o time mineiro encontrava-se na zona de rebaixamento, enquanto o CRB vinha crescendo na competição.
O zagueiro Wellington Carvalho e o volante Lucas Siqueira avaliaram justamente essa questão sobre o adversário da próxima quinta-feira e afirmaram que são situações distintas, que muita coisa mudou de lá para cá, quase quatro meses depois.  
"Acho que vai ter alguma mudança. O time deles deve ter mudado um pouco, há uma mudança de tabela, a posição deles hoje está diferente (o time mineiro é o 10º colocado, com 35 pontos). E a gente espera um jogo difícil. Mas quanto à característica, vamos esperar o que o professor (Marcelo Chamusca) vai passar pra gente, sobre como o time deles vem jogando, para montar uma boa estratégia e fazer uma excelente partida lá", declarou Carvalho.
"Vai ser um jogo totalmente diferente. Já se passaram vários meses. O América está em outro momento e nós também. Mas estamos confiantes, estamos em um bom momento também. É claro que a gente precisa melhorar dentro de casa, mas, fora de casa, a gente é o melhor visitante. Então, vamos continuar com esta confiança e buscar a vitória", opinou Siqueira.
E Lucas Siqueira acrescentou: "No primeiro jogo a gente estava numa crescente e eles estavam na zona de rebaixamento. A gente já sabia que ia ser um jogo complicado, tanto que perdemos em casa, e tínhamos uma expectativa de vitória pela nossa posição na tabela. Então, a gente sabe que é um desafio muito grande jogar contra o América, mas temos totais condições de ir lá e fazer um grande jogo, vencer e continuar lá em cima".
Sobre o confronto com o São Bento, quando o Galo ficou no empate de 1 a 1, na rodada passada, Wellington Carvalho admitiu que esse resultado não era o que o time regatiano esperava. "A gente sabe disso. Queríamos somar mais pontos dentro de casa, mas sabemos que estamos dentro do nosso objetivo, estamos dentro do G4, e tentamos somar o maior número de pontos possíveis para no final do ano conquistar o nosso objetivo".
Já Lucas Siqueira disse que entende a bronca da torcida no jogo anterior, que saiu do Rei Pelé chateada com o time, por ter cedido o empate. "A gente saiu p... porque era um jogo que a gente precisava vencer dentro de casa. Entendo a bronca da torcida, a cobrança. Por mais que a gente esteja no G4, o torcedor quer sempre ver o time jogando bem, vencendo e, quando não vence, a cobrança acontece. A gente sabe que é assim e tem que se adaptar a isso. Ficamos chateados também pelo resultado, pois queríamos vencer. Mas o bom é que a gente permaneceu no G4. Agora, é ficar atento, não podemos ficar muito tempo sem vencer porque senão o time cai na tabela", destacou.
Os dois jogadores consideram a Série B uma competição muito difícil e que, por isso mesmo, o resultado nem sempre é o desejado, nem toda vez um time vai sair vencedor de campo. 
"Sabemos disso. A gente joga jogo a jogo. Vê o que o professor pede e, em cada jogo, a gente vai em busca dos três pontos. Série B é isso aí, às vezes a gente joga bem e o resultado não vem. Às vezes não joga tão bem e conquista os três pontos. Tem times que dentro de casa perdem. Você só dá valor a um ponto quando perde. E Série B é isso: somar o maior número de pontos e no final conquistar o nosso objetivo", observou o zagueiro do Galo.
Sobre o bom desempenho do CRB em jogos fora de casa, sendo um bom visitante, Wellington Carvalho disse que os adversários ficam ligados porque sabem que o time está fazendo uma boa campanha fora de casa, mas lembrou que o América também vem crescendo. "Eu acho que vai ser um bom jogo e a gente vai montar uma boa estratégia para fazer mais um excelente jogo fora de casa", avaliou.
Ele acrescentou que o primeiro objetivo dos clubes é buscar a permanência na competição. Depois, é ir em busca de outros dentro da competição. "A gente está dentro de um bom planejamento e espera conquistar todos os objetivos este ano".
Questionado se arriscaria quem desce e quem sobe na tabela da Série B, Carvalho cravou: "Acho que só lá pro final é que a gente vai saber tudo o que pode acontecer na Série B. Tem muito jogo pela frente. Mas a gente foca no nosso trabalho e não quer saber dos outros adversários. A gente quer saber do nosso".
O volante Lucas Siqueira avaliou a atual situação do CRB na tabela de classificação, onde aparece na quarta posição, no tão cobiçado G4. "A gente fica com aquele sentimento de que poderia estar um pouco melhor, com os resultados em casa, mas faz parte da competição. É um equilíbrio muito grande. Não importa se a gente joga fora ou em casa, os jogos são sempre complicados, cada jogo tem uma história diferente. Enfim, a gente quer buscar melhores resultados em casa para estar se consolidado mais na parte de cima da tabela que é o nosso objetivo, para na reta final da competição estar brigando ali no G4".
O jogador disse que o grupo está consciente de que tem sempre que pontuar para não se distanciar da primeira parte da tabela, só que, na opinião dele, não é tão fácil como parece. "Temos esta consciência e, ainda mais em casa, temos que vencer os jogos. Mas não é tão simples, os resultados nem sempre são do jeito que a gente quer. A gente não vai ganhar todos os jogos e sabe que a competição tem esse equilíbrio. O importante é não ficar sem vencer durante muitos jogos, porque perde posições. Mas estamos atentos a isso", disse Siqueira.
Ele afirmou que o grupo regatiano encara o jogo contra o América como um confronto direto. "Este jogo agora, contra o América, a gente já fala que é um confronto direto. O América vem crescendo na competição, mas a gente está bem fora de casa e espera manter esse retrospecto", encerrou o volante do Galo.
NM com Jean Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário