Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 23 de setembro de 2019

De novo: Argel Fucks faz duras críticas à administração do Estádio Rei Pelé

Na coletiva de imprensa após a vitória do CSA por 1x0 em cima do Ceará, no domingo (22), o técnico Argel Fucks não poupou críticas à gestão de administração do Estádio Rei Pelé, atualmente comandada pela Secretária de Esportes Lazer e Juventude, Cláudia Petuba (PC do B). Segundo ele, há problemas na irrigação do gramado, no estacionamento e no ar-condicionado dos vestiários.  
O técnico azulino é conhecido por não fugir da raia em ocasiões polêmicas e, desta vez, não foi diferente. Palco de jogos da Série A, o Trapichão não parece estar agradando o treinador, que pediu mais atenção do governo do Estado de Alagoas.
"Gostaria que a administração do estádio tivesse um tratamento melhor com a gente. Está deixando a desejar. Esse estádio pertence ao povo alagoano, aos torcedores do CSA e aos torcedores do CRB. Um dia faltou água e não pudemos nem molhar o campo. A gente chegou no vestiário, não tinha o ar-condicionado, está quebrado", falou.
CSA venceu o Ceará, neste domingo (22), no Estádio Rei Pelé
FOTO: AILTON CRUZ























Além disso, Argel reclamou que o elenco não consegue treinar no estádio antes das partidas da Série A do Campeonato Brasileiro. Para o treinador, o trabalho no gramado é importante para essa competição. "Não conseguimos treinar no gramado um dia antes. Parece não estar sendo importante para o estado, para o governo do estado ou para a administração do estádio, o CSA jogar na Série A." 
Por fim, Fucks criticou a organização do estacionamento do Trapichão, que, de acordo com ele, não estava preparado para receber a chegada do ônibus do clube. "A gente não conseguiu nem entrar com o ônibus, porque colocaram um monte de carro. E teve uma semana inteira para preparar o jogo. E não é de graça: CSA e CRB pagam para jogar aqui", finalizou Argel.
Esta não é a primeira vez que a Selaj recebe críticas. No início deste ano, o ex-treinador do CSA, Marcelo Cabo, havia reclamado do gramado. Já pelo Campeonato Brasileiro, Felipão, ex-treinador do Palmeiras, e Sampaoli, técnico do Santos, voltaram a criticar a grama do estádio.
O OUTRO LADO 
Em nota à imprensa, a  Secretaria do Esporte classificou como "infundadas as críticas feitas à administração do Estádio Rei Pelé". A pasta informou, ainda, que cabe ao clube mandante, neste caso o CSA, a responsabilidade pela operação de jogo, incluindo o acesso dos ônibus aos vestiários e toda a área de estacionamento. 
A pasta informou, também, que o Rei Pelé  possui dois sistemas de irrigação, eletrônico e manual. O eletrônico apresentou problema, mas o manual funcionou em perfeitas condições, até duas horas antes do jogo, procedimento que a Selaj passou a adotar para atender pedido do técnico Marcelo Cabo, mantendo desde então.
"O vestiário possui quatro aparelhos de ar-condicionado. Um deles apresentou problema antes do jogo, sem tempo hábil para manutenção. No entanto, a pedido do próprio Clube, um termo de cessão foi confeccionado passando a responsabilidade do espaço para administração do CSA, desde 13 de Agosto de 2019. A CBF proíbe a liberação do local do campo onde ocorrem os jogos oficias para treinamento". 
NM com Débora Rodrigues 

Nenhum comentário:

Postar um comentário