Image Map
Image Map
Image Map

PARCEIRO NA MIRA

quinta-feira, 5 de setembro de 2019

CRB sofre virada do Paraná e amarga quarta derrota seguida no Rei Pelé


FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
Não foi desta vez (de novo) que o CRB conseguiu vencer dentro do Estádio Rei Pelé. Na noite desta quinta-feira (5), o Galo ainda saiu na frente com Felipe Ferreira, mas no segundo tempo sofreu um apagão e acabou levando a virada do Paraná, perdendo por 2x1. Este foi o quinto jogo do time regatiano sem vencer no Trapichão pela Série B, sendo o quarto consecutivo com derrota.
Com mais este resultado negativo, o Regatas deixou escapar a oitava chance de entrar no G4 da Segundona do Campeonato Brasileiro. Agora, ocupando a 8ª posição na classificação, com 30 pontos. Porém, podendo cair mais duas posições até o fechamento da 21ª rodada. O Paraná, por sua vez, subiu cinco degraus, ficando em 4º lugar, com 31 pontos.
Na 22ª rodada da Série B, o CRB receberá também no Rei Pelé o Brasil de Pelotas, às 18h45 da terça-feira (10). No Sábado (14), o Paraná joga na Vila Capanema contra o Cuiabá, às 19 horas. 
Domínio do Galo 
O CRB se mostrou confiante desde o início da partida. Como já era esperado, o lado esquerdo regatiano foi mais acionado e levou mais perigo a defesa do Paraná. Pelo setor, o atacante Alisson Farias, aos 2', tentou escapar, mas o lateral Eder Sciola não o deixou passar.
Como esperado, o CRB começou a partida explorando o lado esquerdo de ataque com Alisson Farias
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS






















Dois minutos depois, Léo Ceará pegou a redonda da intermediária percebeu o gramado molhado por causa da chuva e arriscou o chute rasteio. A bola foi queimando a grama até o goleiro Thiago Rodrigues defender em dois tempos. Aos 9, o Paraná respondeu com a escapa pela esquerda do lateral Guilherme Santos, que cruzou buscando o centroavante Jenison, mas o goleiro Vinícius foi no segundo andar e não deu rebote.
Aos 10 minutos, boa trama ofensiva pelo meio-campo regatiano com Felipe Ferreira, que passou para Igor na esquerda. O lateral foi até a linha de fundo e cruzou buscando Léo Ceará. Fácil para a defesa paranaense. Mesmo não dando errado, era por ali onde o gol poderia sair. E quase saiu aos 13', quando Alisson Farias pegou a redonda, cortou para dentro e mandou para fora.
O Paraná tinha muita dificuldade de sair jogando devido a boa marcação imposta pelo CRB
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS






















Mas o Paraná se mostrava perigoso e deixou claro quando Itaqui partiu com a bola dominada pela intermediária de ataque, enxergou tudo aberto e soltou um foguete, obrigando ao arqueiro Vinícius segurar em dois tempos. 
Só que estava mesmo premeditado que o Galo conseguiria chegar ao gol pela esquerda e foi na terceira tentativa efetiva pelo setor. Aos 23, o volante Lucas Siqueira escapou em velocidade até a linha de fundo e mandou um passe flutuante para Felipe Ferreira, que deu um sem-pulo para o fundo da meta do Paraná. Galo na frente: 1x0.
Com golaço de voleio, meia Felipe Ferreira abriu o marcador no Estádio Rei Pelé
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS






















Cinco minutos mais tarde, pela direita de ataque Alisson Farias pedalou em cima do primeiro, passou pelo segundo marcador, mandou para Daniel Borges, que cruzou na área buscando Léo Ceará. O centroavante deu uma casquinha de cabeça, e a bola se apresenta para Lucas Abreu na pequena área, mas o volante chutou buscando o ângulo e errou o alvo. 
Aos 30, nova investida: Igor correu pela esquerda, cortou para o meio e bateu. O goleiro Thiago Rodrigues faz uma bela intervenção e impediu o segundo gol regatiano. E assim seguiu o primeiro tempo de jogo, com o CRB dominando o Paraná, encontrando muitas dificuldades para conter os lados de campo do Regatas. 
Tricolor avassalador
CRB tombou frente ao Paraná no segundo tempo de jogo no Estádio Rei Pelé
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS






















A segunda etapa mostrou que o ditado popular "mudar da água pro vinho" existe e, às vezes, prevalece. Os primeiros minutos de jogos já mostraram que a mudança de postura do Paraná foi enorme. No minuto um, Bruno Rodrigues escapou pela esquerda e cruzou buscando Jenison. O centroavante cabeceou para fora. 
Aos 3', novamente pela esquerda de ataque, Guilherme Santos recebeu na linha de fundo, passou a redonda para dentro da pequena área e Eder Sciola, sozinho, furou perdendo a maior chance do Tricolor na partida. E assim seguiu a partida com o CRB muito atrás e buscando encaixar um contra-ataque.
CRB foi acuado pelo Paraná usando o setor esquerdo de defesa regatiana
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS






















Mas foi quando o cronômetro marcou o 13º minuto que a partida mudou de cena. Em uma disputa pelo alto, o volante Claudinei e o lateral direito Daniel Borges bateram a cabeça. sangrando, o 'cão de guarda' do Galo precisou ser atendido fora de campo. Claudinei ainda tentou voltar usando uma touca de natação, mas como o volume de sangue era intenso o acessório não conseguiu conter. Resultado: saída dele e entrada do volante Wesley Dias.
Porém, a ausência do volante foi sentida e deixou a equipe regatiana desorientada na partida dando espaço para o Paraná, que foi cirúrgico nas investidas. Aos 29',  Jenison recebeu dentro da grande área, girou na marcação do zagueiro Victor Ramos e bateu no canto esquerdo de Vinícius, empatando a partida. Dois minutos depois, o lateral direito Sueliton surgiu nas costas de Igor, recebeu a bola e deu um lindo chute cruzado. No ângulo do CRB: 2x1.
Paraná conseguiu virar o jogo sobre o CRB com dois gols em menos de dois minutos 
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS






















Aos 38 minutos, no "abafa", o lateral Daniel Borges escapou pela direita, mandou no meio da área, o goleiro Thiago Rodrigues afastou mal. No rebote, Lucas Abreu chutou no gol e a bola carimbou a defesa do Paraná. Em nova sobra, Élton finalizou no poste esquerdo paranaense.
Com o placar construído, o volante Wesley Dias matou o contra-ataque puxado por Jenison e recebeu o cartão vermelho direto. O que acabou definitivamente com qualquer possibilidade de empate do Galo dentro do Rei Pelé. Fim de jogo com a mais amarga derrota em casa nesta Série B.
Ficha técnica
CRB
1- Vinícius
2- Daniel Borges
3- Victor Ramos
4- Wellington Carvalho
6- Igor 
5- Claudinei (18- Wesley Dias, aos 20' do 2º tempo)
8- Lucas Abreu
7- Lucas Siqueira (77- Élton, aos 33' do 2º tempo)
10- Felipe Ferreira (21- William Barbio, aos 30' do 2º tempo)
11- Alisson Farias
9- Léo Ceará
Técnico: Marcelo Chamuca
Banco: 12- Fernando Henrique, 13- Israel, 14- Ewerton Páscoa, 15- Bryan, 16- Edon Henrique, 17- Patrik, 18- Wesley Dias, 19- Willie, 20- Hugo Sanches, 21- William Barbio, 22- Luiz Fernando e 77- Elton.
Paraná
1- Thiago Rodrigues
2- Eder Sciola (13- Sueliton, aos 13' do 2º tempo)
3- Leandro Almeida
4- Rodolfo
6- Guilherme Santos
5- Jhony Douglas
8- Itaqui (17- Alesson, no intervalo)
7- Luiz Otávio
10- Vitinho (19- Pimentinha, aos 23' do 2º tempo)
11- Bruno Rodrigues
9- Jenison
Técnico: Matheus Costa
Banco: 12- Alisson, 13- Sueliton, 14- E. Bauermann, 15- Fernando Timbó, 16- Jhemerson, 17- Alesson, 18- Rafael Furtado, 19- Pimentinha e 20- Rodrigo Porto.
Gols
CRB: Felipe Ferreira (23' do 1º tempo)
Paraná: Jenison (29' do 2º tempo) e Sueliton (31' do 2º tempo)
Cartão amarelo
CRB: Élton, Lucas Abreu.
Paraná: Jhony, Leandro Almeida, Thiago Rodrigues. 
Cartão vermelho
CRB: Wesley Dias. 
Arbitragem
Árbitro: William Machado Steffen (CBF/SC);
Assistente 1: Thiaggo Americano Labes (CBF/SC);
Assistente 2: Éder Alexandre (CBF/SC);
Quarto árbitro: Helder Brasileiro de Aquino (CBF/AL);
Analista de campo: Flavio Feijo de Omena (CBF/AL).
NM com Mauricio Manoel

Nenhum comentário:

Postar um comentário