Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 26 de agosto de 2019

Cleiton Xavier oficializa aposentadoria dos gramados

O alagoano de São José da Tapera, Cleiton Xavier anunciou oficialmente sua aposentadoria dos gramados. O meia, de 36 anos, já estava parado desde o final da temporada passada após nova lesão na perna esquerda, mas oficializou inicialmente ao Yahoo Esportes que pendurou as chuteiras, na tarde desta segunda-feira (26). Coincidentemente, o anúncio acontece no dia em que o Palmeiras completa 105 anos de história.
Cleiton Ribeiro Xavier deu seus primeiros passos no futebol com a camisa do CSA em 2001, onde permaneceu até 2002, quando se transferiu para o Internacional-RS. Ele também vestiu as camisas de Sport, Brasiliense, Gama, Figueirense, Palmeiras, Metalist-UCR, Vitória e CRB.
Cleiton teve sua passagem de mais destaque no futebol brasileiro com a camisa do Verdão. Lá, ficou por quatro temporadas e atuou em 140 jogos marcando 21 gols, além de conquistar a Copa do Brasil em 2015 e o Campeonato Brasileiro da Série A em 2016.
No Metalist, Cleiton se destacou e ganhou o carinho dos torcedores ucranianos durante as quatro temporadas em que esteve lá
FOTO: GETTY IMAGENS
























Ao deixar o time de Palestra Itália, o alagoano se transferiu para a Ucrânia onde se tornou ídolo do Metalist ao defender o clube em quatro temporadas, entrando em campo 145 vezes e anotando 57 gols. A temporada de maior destaque do meia no futebol ucraniano foi 2012/13, onde marcou 20 gols em 38 jogos.
Seu último clube no futebol foi o CRB na temporada passada, onde atuou apenas em quatro jogos. O drama de Cleiton Xavier e que contribuiu para sua aposentadoria foi desinserção no tendão da coxa esquerda no clássico contra o CSA pela Série B 2018. O jogador já havia sentido o mesmo local quando defendia o Vitória.
O alagoano da Tapera também chegou a Seleção Brasileira Sub-20 onde foi campeão Sul-Americano em 2001 e 2003. 
No total, Cleiton Ribeiro Xavier atuou 468 vezes em sua carreira profissional e balançou as redes em 104 oportunidades. Ele levantou também os troféus do Campeonato Gaúcho (2003 e 2004) pelo Internacional, Catarinense (2008) pelo Figueirense e Baiano (2017) com a camisa do Vitória. Individualmente, foi eleito melhor meio campo e melhor jogador do Campeonato Catarinense 2008.

NM com Jean Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário