Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 22 de julho de 2019

Rafael Tenório nega que CSA tenha jogado a toalha na Série A do Brasileiro

FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
O presidente do CSA, Rafael Tenório, negou que teria jogado a toalha na Série A do Brasileirão. Na tarde desta segunda-feira (22), o mandatário azulino disse que foi mal interpretado pelos torcedores na entrevista que concedeu, nesse domingo (21), à Rádio Difusora, um dia depois de o Azulão ser goleado por 4x0 pelo Athletico-PR, e que não falou em rebaixamento do clube. 
"Em nenhum momento isso foi falado por mim. A interpretação deles [torcedores] é que foi errada. O que eu falei foi sobre as dificuldades de se jogar uma Série A. Falei sobre o que adquirimos até agora, nossa performance está muito baixa, precisamos melhorar, mas nunca falei que o CSA estava rebaixado", explicou o presidente do Azulão.
Rafael Tenório disse que foi mal interpretado por torcedores
FOTO: GUSTAVO HENRIQUE/CSA
























Parte da entrevista de Tenório logo ganhou repercussão em grupos de Wahtsapp, nesse domingo (21), e revoltou os azulinos. No áudio compartilhado pelos torcedores, o presidente afirma que "o CSA teria condições de disputar uma Série B e voltar à Série A já conhecendo a capacidade de recursos". 
O clima entre a torcida do CSA e o clube esquentou desde os minutos finais da partida contra o Furacão, no Rei Pelé. Revoltada com as escolhas do técnico Argel Fucks em escalar quatro atacantes e com o desempenho da equipe em campo, os torcedores vaiaram os jogadores na saída para os vestiários. Já Fucks, deixou o gramado aos gritos de "burro!".
Técnico Argel Fucks e jogadores azulinos deixaram o campo vaiados, no último sábado
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS

























A goleada fez o Azulão estacionar nos seis pontos na tabela e permanecer na vice-lanterna do Brasileirão. Além disso, a diferença para o primeiro clube fora da zona de rebaixamento que era de três pontos, agora aumentou para quatro (Cruzeiro, 16º com 10 pontos).
Sabendo da situação delicada que vive na Série A, Rafael Tenório afirmou que o clube precisa trabalhar para pontuar o quanto antes.
"Cada um tem sua interpretação. Mas, eu acho que nós temos obrigação de sempre pontuar. Não só com os clubes que brigam conosco pela permanência, mas, infelizmente, o time não jogou bem. Agora, é continuar trabalhando pelos nossos objetivos e somar pontos. Não pode é ficar esperando, perdendo, que não vai resolver. Temos focar nos próximos jogos e pontuar o mais rápido que puder", afirmou.
Cobrança na reapresentação
Elenco azulino se reapresentou na manhã desta segunda-feira no Mutange
FOTO: AUGUSTO OLIVEIRA/RCORTEZ/ASCOM CSA

























O elenco azulino se reapresentou na manhã desta segunda-feira (22) no CT Gustavo Paiva, no Mutange. Durante pouco mais de uma hora, jogadores, comissão técnica e departamento de futebol estiveram reunidos na sala de imprensa do clube, e o clima foi de muita conversa e cobrança por parte dos dirigentes marujos, antes das atividades.
Nesse domingo (21), os dirigentes já haviam se reunido com a comissão técnica do Azulão. Mesmo com as dificuldades, a direção entende que o clube tem condições de conquistar melhores resultados na Série A. O próximo adversário do CSA no Brasileiro será o Grêmio, no dia 29 de julho (segunda-feira), às 20h, no Rei Pelé.
NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário