Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quarta-feira, 24 de julho de 2019

CRB acelera no segundo tempo, faz dois gols e vence o Criciúma

O CRB fez o dever de casa e conseguiu uma boa vitória na Série B do Brasileiro. O Galo bateu o Criciúma-SC, em jogo disputado na noite desta terça-feira (23), no Estádio Rei Pelé, pela 11ª rodada, e voltou à 10ª posição na tabela. Antes de começar o jogo, o Regatas tinha caído para o 12º lugar, por causa de outros resultados da rodada, mas como venceu, ele voltou a ficar na 10ª colocação. Agora o time regatiano tem 16 pontos e o Tigre, com 12 pontos, ocupa a 15ª posição.
O próximo adversário do CRB, pela 12ª rodada, será o Botafogo-SP, já na sexta-feira (26) que vem, às 20h30, desta vez no Estádio Santa Cruz, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. E o Criciúma faz o clássico catarinense com o Figueirense, no Heriberto Hülse, em Criciúma-SC, no sábado (27), às 11 horas da manhã.
Como foi o 1º tempo
O primeiro bom momento foi do CRB, com Léo Ceará, aos 4 minutos. Ele recebeu a bola na frente da área do Criciúma, girou e chutou de primeira, mas a redonda passou raspando o poste direito do goleiro Luiz. Aos 6 minutos, Felipe Ferreira tentou passar por Derlan, mas o zagueiro do Criciúma levou a melhor e saiu jogando.
O jogo começou muito estudado dos dois lados, com o CRB saindo na hora certa e o Tigre também se postava bem, equilibrando as ações. Aos 10 minutos, em cobrança de falta, Alisson Farias tocou errado, mas deu sorte e a bola sobrou para Bryan, que soltou uma bomba de perna direita, mas o goleiro Luiz fez a defesa.
O Criciúma imprimia uma marcação forte no meio de campo, sem dar espaços para o Galo jogar. O time regatiano tentou chegar à área adversária aos 16 minutos, mas a bola foi fácil nas mãos de Luiz. O Tigre respondeu um minuto depois. Marcos Vinícius cruzou na área do CRB, Reis desviou de cabeça, mas a redonda passou longe do gol de Mardden.
O CRB deixava o seu torcedor impaciente nas arquibancadas, pois saía para o jogo, organizava as jogadas, mas na frente acabava ficando perdido. Como o Criciúma não tinha nada a ver com isso, seguia fazendo a sua parte e, aos 22 minutos, quando Bruno Cosendey foi empurrado na frente da área do CRB, resultando em falta para os visitantes, Marlon fez a cobrança, levantando na área regatiana, Léo Gamalho (ex-ASA) desviou, mas mandou a bola direto para fora, sem perigo para Mardden.
Mas o Galo teve um bom momento, aos 26 minutos, quando, após arrancada fulminante de Felipe Ferreira, Willians Santana recebeu a bola e chutou rasteiro, mas o goleiro Luiz encaixou e não largou a bola. O jogo era equilibrado, mas morno, sem grandes emoções. Aos 32 minutos, uma boa chance para o Galo: Daniel Borges, após rebote do goleiro na cabeçada perigosa de Léo Ceará, perdeu a chance. Mas mesmo que tivesse aproveitado não valeria nada, pois o árbitro já havia assinalado impedimento.
Aos 35 minutos, Léo Gamalho sofreu uma falta. Na cobrança, Marlon mandou na área do CRB, a bola ficou viva e Claudinei tirou o perigo. A tentativa do CRB veio um minuto depois. Felipe Ferreira recebeu bom passe de Daniel Borges, pela direita de ataque, cruzou com muita força e a defesa do Criciúma afastou com Marcos Vinícius.
Aos 38 minutos, de novo o Galo tentou. Willians Santana pegou a sobra na entrada da área do Criciúma, chutou forte, a bola acertou na defesa do Tigre e foi pela linha de fundo. Felipe Ferreira foi para a cobrança do escanteio e a zaga do Tigre afastou o perigo.
A partida se aproximava dos minutos finais da primeira etapa e continuava sem emoções. E a torcida regatiana se impacientava nas arquibancadas. Em duas tentativas no finalzinho, o Criciúma desperdiçou. A primeira quando Bruno Cosendey mandou na área do CRB e Wellington Carvalho afastou antes da chegada de Léo Gamalho, aos 43 minutos. E a segunda quando Wesley foi lançado na linha de fundo, cruzou na área alvirrubra, mas mandou direto nas mãos de Edson Mardden.
O primeiro tempo foi até os 47 minutos e o jogo não saiu do empate de zero a zero, no Rei Pelé. Mas também nenhum dos dois times fizeram por onde merecer o gol na etapa inicial. 
Etapa final
No segundo tempo, o Criciúma começou animado e teve logo duas chances. No primeiro minuto, Vinícius levantou na segunda trave do CRB, Bryan colocou para escanteio antes da chegada de Reis. E aos 2 minutos, Bruno Cosendey mandou na primeira trave e Victor Ramos afastou lá no alto.
Aos 10 minutos, de novo o Criciúma. Léo Gamalho recebeu livre de marcação, ajeitou, chutou forte, mas acabou sendo travado pela defesa do CRB, que começou a exercer uma pressãozinha e tentou com Bryan, aos 12 minutos. Ele foi até a linha de fundo, cruzou rasteiro e a defesa catarinense afastou. Jogadores regatianos pediram até um pênalti, mas o árbitro mandou seguir o jogo.
Aos 16 minutos, de novo o Galo tentou. Alisson Farias cruzou rasteiro, mas Willie, sozinho, acabou furando e perdendo a chance. Aos 17 minutos, mais uma vez o Galo tentou. Na cobrança do escanteio, Wellington Carvalho subiu mais que todo mundo, cabeceou forte e obrigou o goleiro Luiz a fazer uma boa defesa. O time do técnico Marcelo Chamusca seguia tentando, mas errava as jogadas. Aos 19 minutos, Bryan tentou mais uma pelo alto, achou Léo Ceará que, sozinho, cabeceou, mas a bola ficou nas mãos do goleiro do Tigre.
Aos 23 e aos 25 minutos o CRB teve duas faltas em seu favor. Na primeira Willie cobrou e a bola foi por cima. Na segunda, cobrada por Hugo Sanches, a bola viajou, Wellington Carvalho se jogou mas não chegou a tempo.
O Criciúma chegou a fazer um gol aos 27 minutos, quando Daniel Costa cobrou a falta para a área do CRB, Léo Gamalho subiu e marcou, mas o assistente marcou o impedimento.
E, de tanto insistir, o CRB conseguiu abrir o placar no Rei Pelé. Isso aos 28 minutos. Willie chutou na zaga do Criciúma e a bola sobrou para Alisson Farias, que só fez mandar no canto esquerdo de Luiz: 1 a 0. Festa da torcida regatiana no estádio. O Galo queria mais. E o segundo gol saiu aos 35 minutos. Léo Ceará cruzou rasteiro, numa bela jogada de contragolpe do CRB, um lançamento feito na medida. Willie ainda teve tempo de dominar, ajeitar e mandar para o gol: 2 a 0.
Aos 40 minutos, o Tigre tentou com Daniel Costa. Ele soltou a bomba da entrada da área e obrigou Edson Mardenn a fazer uma bela defesa, mandando para escanteio. 
O árbitro deu quatro minutos de acréscimos. E o Criciúma ainda teve um jogador expulso, aos 49 minutos. Liel cometeu falta dura em cima de Léo Ceará, por trás, recebeu o segundo amarelo e foi para fora do jogo. Quanto ao CRB, já com o placar garantido em seu favor, só fez administrar o resultado. Final: CRB 2x0 Criciúma.
CRB - Edson Mardenn; Daniel Borges, Victor Ramos, Wellington Carvalho e Bryan (Lucas Siqueira); Claudinei, Lucas Abreu e Felipe Ferreira (Willie); Léo Ceará, Willians Santana (Hugo Sanches), Alisson Farias. Técnico: Marcelo Chamusca.
Criciúma - Luiz; Marcos Vinícius, Federico Platero,  Derlan e Marlon; Liel, Bruno Cosendey (Daniel Costa) e Wesley; Léo Gamalho (Lucio Flávio), Reis (Julimar) e Vinícius. Técnico: Gilson Kleina.
Árbitro - Alexandre Vargas Tavares de Jesus (CBF-RJ).
Auxiliares - Luiz Cláudio Regazone (CBF-RJ) e Diogo Carvalho Silva (CBF-RJ).
Renda: 23.988,00. Público pagante: 1.855 torcedores. Público total: 2.811 torcedores.
NM com Fernanda Medeiros 
Fotos : Ailton Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário