Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 24 de julho de 2019

CRB acelera no segundo tempo, faz dois gols e vence o Criciúma

O CRB fez o dever de casa e conseguiu uma boa vitória na Série B do Brasileiro. O Galo bateu o Criciúma-SC, em jogo disputado na noite desta terça-feira (23), no Estádio Rei Pelé, pela 11ª rodada, e voltou à 10ª posição na tabela. Antes de começar o jogo, o Regatas tinha caído para o 12º lugar, por causa de outros resultados da rodada, mas como venceu, ele voltou a ficar na 10ª colocação. Agora o time regatiano tem 16 pontos e o Tigre, com 12 pontos, ocupa a 15ª posição.
O próximo adversário do CRB, pela 12ª rodada, será o Botafogo-SP, já na sexta-feira (26) que vem, às 20h30, desta vez no Estádio Santa Cruz, na cidade de Ribeirão Preto, em São Paulo. E o Criciúma faz o clássico catarinense com o Figueirense, no Heriberto Hülse, em Criciúma-SC, no sábado (27), às 11 horas da manhã.
Como foi o 1º tempo
O primeiro bom momento foi do CRB, com Léo Ceará, aos 4 minutos. Ele recebeu a bola na frente da área do Criciúma, girou e chutou de primeira, mas a redonda passou raspando o poste direito do goleiro Luiz. Aos 6 minutos, Felipe Ferreira tentou passar por Derlan, mas o zagueiro do Criciúma levou a melhor e saiu jogando.
O jogo começou muito estudado dos dois lados, com o CRB saindo na hora certa e o Tigre também se postava bem, equilibrando as ações. Aos 10 minutos, em cobrança de falta, Alisson Farias tocou errado, mas deu sorte e a bola sobrou para Bryan, que soltou uma bomba de perna direita, mas o goleiro Luiz fez a defesa.
O Criciúma imprimia uma marcação forte no meio de campo, sem dar espaços para o Galo jogar. O time regatiano tentou chegar à área adversária aos 16 minutos, mas a bola foi fácil nas mãos de Luiz. O Tigre respondeu um minuto depois. Marcos Vinícius cruzou na área do CRB, Reis desviou de cabeça, mas a redonda passou longe do gol de Mardden.
O CRB deixava o seu torcedor impaciente nas arquibancadas, pois saía para o jogo, organizava as jogadas, mas na frente acabava ficando perdido. Como o Criciúma não tinha nada a ver com isso, seguia fazendo a sua parte e, aos 22 minutos, quando Bruno Cosendey foi empurrado na frente da área do CRB, resultando em falta para os visitantes, Marlon fez a cobrança, levantando na área regatiana, Léo Gamalho (ex-ASA) desviou, mas mandou a bola direto para fora, sem perigo para Mardden.
Mas o Galo teve um bom momento, aos 26 minutos, quando, após arrancada fulminante de Felipe Ferreira, Willians Santana recebeu a bola e chutou rasteiro, mas o goleiro Luiz encaixou e não largou a bola. O jogo era equilibrado, mas morno, sem grandes emoções. Aos 32 minutos, uma boa chance para o Galo: Daniel Borges, após rebote do goleiro na cabeçada perigosa de Léo Ceará, perdeu a chance. Mas mesmo que tivesse aproveitado não valeria nada, pois o árbitro já havia assinalado impedimento.
Aos 35 minutos, Léo Gamalho sofreu uma falta. Na cobrança, Marlon mandou na área do CRB, a bola ficou viva e Claudinei tirou o perigo. A tentativa do CRB veio um minuto depois. Felipe Ferreira recebeu bom passe de Daniel Borges, pela direita de ataque, cruzou com muita força e a defesa do Criciúma afastou com Marcos Vinícius.
Aos 38 minutos, de novo o Galo tentou. Willians Santana pegou a sobra na entrada da área do Criciúma, chutou forte, a bola acertou na defesa do Tigre e foi pela linha de fundo. Felipe Ferreira foi para a cobrança do escanteio e a zaga do Tigre afastou o perigo.
A partida se aproximava dos minutos finais da primeira etapa e continuava sem emoções. E a torcida regatiana se impacientava nas arquibancadas. Em duas tentativas no finalzinho, o Criciúma desperdiçou. A primeira quando Bruno Cosendey mandou na área do CRB e Wellington Carvalho afastou antes da chegada de Léo Gamalho, aos 43 minutos. E a segunda quando Wesley foi lançado na linha de fundo, cruzou na área alvirrubra, mas mandou direto nas mãos de Edson Mardden.
O primeiro tempo foi até os 47 minutos e o jogo não saiu do empate de zero a zero, no Rei Pelé. Mas também nenhum dos dois times fizeram por onde merecer o gol na etapa inicial. 
Etapa final
No segundo tempo, o Criciúma começou animado e teve logo duas chances. No primeiro minuto, Vinícius levantou na segunda trave do CRB, Bryan colocou para escanteio antes da chegada de Reis. E aos 2 minutos, Bruno Cosendey mandou na primeira trave e Victor Ramos afastou lá no alto.
Aos 10 minutos, de novo o Criciúma. Léo Gamalho recebeu livre de marcação, ajeitou, chutou forte, mas acabou sendo travado pela defesa do CRB, que começou a exercer uma pressãozinha e tentou com Bryan, aos 12 minutos. Ele foi até a linha de fundo, cruzou rasteiro e a defesa catarinense afastou. Jogadores regatianos pediram até um pênalti, mas o árbitro mandou seguir o jogo.
Aos 16 minutos, de novo o Galo tentou. Alisson Farias cruzou rasteiro, mas Willie, sozinho, acabou furando e perdendo a chance. Aos 17 minutos, mais uma vez o Galo tentou. Na cobrança do escanteio, Wellington Carvalho subiu mais que todo mundo, cabeceou forte e obrigou o goleiro Luiz a fazer uma boa defesa. O time do técnico Marcelo Chamusca seguia tentando, mas errava as jogadas. Aos 19 minutos, Bryan tentou mais uma pelo alto, achou Léo Ceará que, sozinho, cabeceou, mas a bola ficou nas mãos do goleiro do Tigre.
Aos 23 e aos 25 minutos o CRB teve duas faltas em seu favor. Na primeira Willie cobrou e a bola foi por cima. Na segunda, cobrada por Hugo Sanches, a bola viajou, Wellington Carvalho se jogou mas não chegou a tempo.
O Criciúma chegou a fazer um gol aos 27 minutos, quando Daniel Costa cobrou a falta para a área do CRB, Léo Gamalho subiu e marcou, mas o assistente marcou o impedimento.
E, de tanto insistir, o CRB conseguiu abrir o placar no Rei Pelé. Isso aos 28 minutos. Willie chutou na zaga do Criciúma e a bola sobrou para Alisson Farias, que só fez mandar no canto esquerdo de Luiz: 1 a 0. Festa da torcida regatiana no estádio. O Galo queria mais. E o segundo gol saiu aos 35 minutos. Léo Ceará cruzou rasteiro, numa bela jogada de contragolpe do CRB, um lançamento feito na medida. Willie ainda teve tempo de dominar, ajeitar e mandar para o gol: 2 a 0.
Aos 40 minutos, o Tigre tentou com Daniel Costa. Ele soltou a bomba da entrada da área e obrigou Edson Mardenn a fazer uma bela defesa, mandando para escanteio. 
O árbitro deu quatro minutos de acréscimos. E o Criciúma ainda teve um jogador expulso, aos 49 minutos. Liel cometeu falta dura em cima de Léo Ceará, por trás, recebeu o segundo amarelo e foi para fora do jogo. Quanto ao CRB, já com o placar garantido em seu favor, só fez administrar o resultado. Final: CRB 2x0 Criciúma.
CRB - Edson Mardenn; Daniel Borges, Victor Ramos, Wellington Carvalho e Bryan (Lucas Siqueira); Claudinei, Lucas Abreu e Felipe Ferreira (Willie); Léo Ceará, Willians Santana (Hugo Sanches), Alisson Farias. Técnico: Marcelo Chamusca.
Criciúma - Luiz; Marcos Vinícius, Federico Platero,  Derlan e Marlon; Liel, Bruno Cosendey (Daniel Costa) e Wesley; Léo Gamalho (Lucio Flávio), Reis (Julimar) e Vinícius. Técnico: Gilson Kleina.
Árbitro - Alexandre Vargas Tavares de Jesus (CBF-RJ).
Auxiliares - Luiz Cláudio Regazone (CBF-RJ) e Diogo Carvalho Silva (CBF-RJ).
Renda: 23.988,00. Público pagante: 1.855 torcedores. Público total: 2.811 torcedores.
NM com Fernanda Medeiros 
Fotos : Ailton Cruz

Nenhum comentário:

Postar um comentário