Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 13 de junho de 2019

CSA sofre dois gols no segundo tempo e perde por 2x0 para o Flamengo em Brasília

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/CRF
No último jogo do Brasileirão antes da pausa para a Copa América, o CSA não se deu bem contra o Flamengo, no Mané Garrincha, em Brasília-DF, nesta quarta-feira (12). O Azulão até teve uma boa atuação nos primeiros 45 minutos, mas não conseguiu segurar o ataque rubro-negro na etapa final e acabou derrotado por 2x0. Vitinho e Gabigol marcaram os gols da vitória do Mengão na capital federal.
Essa foi a quarta derrota do clube marujo na Série A do Campeonato Brasileiro e coloca os alagoanos em situação delicada na competição, permanecendo na 19ª posição, com apenas seis pontos. No entanto, o Azulão poderá cair um degrau e ser o lanterninha da competição, caso o Avaí (20º com 4 pontos) vença o Palmeiras, nesta quinta-feira (13), às 20h, no Allianz Parque, em São Paulo.
Por outro lado, a vitória colocou o Flamengo no G4 do Brasileiro. O clube carioca chegou aos 17 pontos e assumiu a terceira posição da tabela, mas poderá cair um degrau e ser ultrapassado pelo Atlético Mineiro, que enfrenta o São Paulo, nesta quinta-feira (13), no Horto, em Belo Horizonte-MG.
Com a parada de um mês no Brasileirão, o CSA voltará a campo somente no próximo dia 30 de junho, quando enfrenta o Sport em partida amistosa na Ilha do Retiro, no Recife-PE, às 16h. Pela Série A, o Azulão vai encarar o Corinthians, no dia 14 de julho (domingo), na Arena Corinthians, em São Paulo. 
CSA 0x2 Flamengo - Campeonato Brasileiro (9ª rodada)
-
Já o primeiro desafio do Flamengo pós-Copa América será pela Copa do Brasil, contra o Athletico Paranaense, no dia 10 de julho (quarta-feira), na Arena da Baixada, em Curitiba-PR. Pelo Brasileiro, o Rubro-Negro vai ter o Goiás pela frente, no dia 14 de julho (domingo), no Maracanã, no Rio de Janeiro.
Azulão fechadinho

O CSA jogou atrás da linha da bola e apostou nos contra-ataques, sobretudo pelo lado direito com Apodi
FOTO: MYKE SENA/FOTOARENA























Quando a bola rolou, o CSA surpreendeu, e logo apareceu no campo ofensivo com o lateral-direito Apodi, que arrancou pelo meio, mas esbarrou na defensiva rubro-negra. Com três atacantes rápidos, o Flamengo apostava na troca de passes, comandado pelo meia Éverton Ribeiro.

Apesar das investidas do Mengão, o Azulão marcava compactado e dava poucos espaços para os cariocas. Somente a partir dos 12 minutos os alagoanos começaram a ser incomodados. Aos 19, Celsinho cochilou na saída de bola, Éverton Ribeiro se aproveitou, roubou a redonda e serviu Vitinho. O atacante rubro-negro soltou uma bomba de perna direita e a bola passou raspando o ângulo superior esquerdo de Jordi.

Flamengo apertava bastante a saída de bola do CSA ainda no campo de defesa azulino
FOTO: ALEXANDRE VIDAL/CRF























Aos 23, novamente Éverton Ribeiro chegou assustando a meta azulina. Ele invadiu a área, tabelando com Renê pelo lado esquerdo e tentou encobrir Jordi, mas o goleiro do CSA estava atendo e espalmou. Quatro minutos depois um novo duelo entre Ribeiro e o camisa 1 marujo, e novamente o arqueiro se deu bem, espalmando a redonda depois de um balaço do meia flamenguista. 

O CSA chegava pouco e sempre esbarrava na marcação carioca. Porém, aos 31 minutos, veio a polêmica da partida: Apodi finalizou e a bola bateu no braço de William Arão, dentro da área. O árbitro acionou o VAR e depois de cinco minutos decidiu por não marcar a penalidade a favor do Azulão.

Atacante Gabigol era uma das armas do Flamengo para quebrar a forte marcação azulina
FOTO: MYKE SENA/FOTOARENA























Movimentado, a partida ainda teve mais emoção antes do intervalo. Aos 42 minutos, Gabigol puxou contra-ataque para o Flamengo, serviu Bruno Henrique, que driblou Jordi, mas finalizou fraquinho, dando chances para Celsinho cortar em cima da linha. 

Na sequência, veio a primeira finalização certa do CSA na partida. Didira apareceu na entrada da área, soltou uma bomba de canhota e César encaixou no centro do gol.

Jordi aparece, mas não evita derrota

O segundo tempo começou igual ao finzinho do primeiro com o Flamengo rondando a área do CSA e definindo as jogadas, principalmente pelo corredor direito do campo. Muito ofensivo, o Mengão formava uma trinca com o lateral Rodinei, o meia Éverton Ribeiro e o atacante Vitinho.

Jordi teve grande atuação contra o Flamengo, mas não evitou a derrota do Azulão em Brasília
FOTO: MYKE SENA/FOTOARENA























Não demorou muito e Jordi logo começou a ser exigido. Aos 10, ele viu a bola passar à direita do gol, quando Vitinho finalizou rasteiro, após receber passe de Rodinei. 

Três minutos depois, novamente a dupla Rodinei e Vitinho deram trabalho. O lateral-direito avançou pelo corredor central, encontrou o atacante, dentro da área, e ele bateu firme, obrigando Jordi a espalmar bonito, salvando o Azulão. 

Argentino Jonatán Gomez arrisca chute da entrada da área
FOTO: MATHEUS PIMENTA/ASCOM CSA






















O CSA respondeu aos 15 e por pouco não abriu o marcador. Apodi puxou contra-ataque pelo meio, Jonatan Gómez deslocou-se para esquerda e recebeu ótimo passe. Ele encarou a marcação de Thuler e bateu chapado, mas César mergulhou no canto direito e defendeu.

Mas, apesar da grande atuação do goleiro azulino, nada pôde evitar o gol do Flamengo. Éverton Ribeiro recebeu na ponta direita, levantou a cabeça e cruzou com perfeição na cabeça de Vitinho, que testou para o fundo das redes, aos 20 minutos: Mengão 1x0.

Vitinho comemora com os companheiros o primeiro gol do Flamengo, nesta quarta-feira
FOTO: ALEXANDRE VIDAL / FLAMENGO























Marcelo Cabo trocou Apodi por Maranhão, mas foi o Fla que ampliou o marcador, aos 31 minutos com Gabigol. Bem posicionado na pequena área, o camisa 9 rubro-negro aproveitou o rebote de Jordi, depois do chute de William Arão, e só teve o trabalho de cabecear para o gol, aumentando a vantagem no placar: Flamengo 2x0.

Gabigol marcou o segundo gol rubro-negro no Mané Garrincha
FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO























Cabo ainda colocou o centroavante Patrick Fabiano no lugar do volante Nilton e o atacante Gersinho na vaga de Victor Paraíba. Em campo, o CSA seguiu com menos volume de jogo e não chegou mais à defensiva carioca. Final de jogo no Mané Garrincha: CSA 0x2 Flamengo.

CSA: Jordi; Celsinho, Gerson, Leandro Souza e Carlinhos; Nilton (Patrick Fabiano), Jonatan Gómez, Didira, Apodi (Maranhão) e Victor Paraíba (Gersinho); Cassiano.

Técnico: Marcelo Cabo
Flamengo: César; Rodinei (João Lucas), Thuler, Rodrigo Caio e Renê; Piris da Motta, William Arão e Éverton Ribeiro; Bruno Henrique (Lincoln), Vitinho e Gabigol (Berrío).
Técnico: Marcelo Salles
NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário