Image Map
Image Map
Image Map

PARCEIRO NA MIRA

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Marcelo Cabo exalta ponto conquistado e diz que CSA vai evoluir na Série A

FOTO: MAURICIO MANOEL
A torcida do CSA fez uma linda festa na tarde desta quarta-feira (1º) no jogo contra o Palmeiras, no Rei Pelé. A partida válida pela segunda rodada do Brasileirão ficou no 1 a 1, após o CSA correr atrás e empatar o marcador com o meia Matheus Sávio, aos 17 minutos da etapa final. Em entrevista, o técnico do Azulão, Marcelo Cabo, avaliou como positivo o resultado e demostrou confiança no elenco. Ele disse, ainda, que a derrota para o Ceará foi um erro de percurso.
"Após o jogo contra o Ceará, tivemos apenas uma única sessão de treinamento. Durante esses dias, conversamos, corrigimos problemas e projetamos as mudanças para essa partida. Fizemos um primeiro tempo contundente, mas precisamos reequilibrar o jogo depois, e isso resultou no gol de empate. O ponto diante do Palmeiras é importante. O Campeonato Brasileiro é longo", disse Cabo.  
Sobre o fato de ter feito seis mudanças em comparação com o time que havia jogado contra o Ceará, Marcelo Cabo destacou que sua decisão é fruto de um planejamento de um clube de Série A que tem elenco. Para o comandante, os jogadores que entraram mostraram que têm condições de seguir em alto nível. 
CSA conseguiu empatar em 1x1 contra o Palmeiras, na estreia do time em casa pelo Brasileirão
FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS










"Fizemos mudanças pontuais no time, visando corrigir problemas e aproveitar as melhores peças no decorrer da partida. Ao tirar o Matheus Sávio, havia pensando em utilizá-lo na parte complementar da partida, já que sei que ele se entrega muito e poderia nos ajudar na parte final. Graças a Deus que ele entrou e conseguiu marcar o gol que nos deu o empate. O CSA tem muito a evoluir. E tenho certeza de que esses jogadores têm a capacidade necessária para isso", complementou Cabo.
Criticado após a goleada que o Azulão sofreu na abertura do Campeonato Brasileiro, Marcelo Cabo declarou que as cobranças que sofreu ao longo dos últimos dias são normais em "time de massa como CSA" e que, portanto, compreende os questionamentos que foram realizados. "Estou muito tranquilo com tudo isso. Conversamos com jogadores e com a direção do clube. Ouvimos as declarações e opiniões. Isso é importante. Estamos unidos em mesmo objetivo", frisou o técnico. 
Após o empate com o Palmeiras, o CSA se reapresenta na tarde desta quinta-feira (2) e inicia a preparação para enfrentar o Santos. A partida será no próximo domingo (5), às 16h, no Estádio Rei Pelé. 
NM com Mauricio Manoel

Nenhum comentário:

Postar um comentário