Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Dirigente do CSA diz que prisões em Brasília não afetam jogo contra o Flamengo

Foto: Denison Roma/GloboEsporte.com
O jogo contra o Flamengo, pela 9ª rodada da Série A, segue no Mané Garrincha. De acordo com o presidente do Conselho Deliberativo do CSA, Raimundo Tavares, a prisão dos suspeitos de integrar um grupo especializado em fraudar os borderôs dos jogos em Brasília não afeta a partida do dia 12 junho.

Um dos presos foi o ex-jogador Roni, que, depois da aposentadoria, virou empresário e abriu a empresa "Roni7", responsável por levar jogos para outras praças do país. Em contato, Tavares falou neste domingo que o CSA chegou a ser procurado pelo empresário, mas fechou com outro grupo.

– O CSA não tem coisa nenhuma com o Roni. Nós acompanhamos o que aconteceu com ele, mas não fechamos nada com o Roni. Ele está preso e vai responder pelas coisas que ele fez. Isso não afeta em nada o CSA e nem a nossa torcida. Todos procuraram o CSA. Não foi só o Roni, teve mais de 10 interessados [compra do mando de campo] – explicou Tavares.

Com o jogo contra o Flamengo garantido para o Mané Garrincha, o CSA não descarta vender mais uma vez um mando de campo na Série A.

 Só o do Corinthians. Além do Flamengo, só esse jogo mesmo que podemos vender – revelou Tavares.

A partida contra o Corinthians é válida pela 29ª rodada do Brasileirão e está marcada para o dia 30 de outubro.

NM com GloboEsporte.com






Nenhum comentário:

Postar um comentário