Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

domingo, 19 de maio de 2019

CSA enfrenta Internacional, no Beira-Rio, quase 30 anos depois do último duelo

FOTO: AILTON CRUZ

O CSA entra em campo neste domingo (19), às 16h, para encarar mais uma "pedreira" pela Série A do Campeonato Brasileiro. Em Porto Alegre-RS, o Azulão volta a medir forças com o Internacional, em um duelo que não ocorria há quase 30 anos. 
Apesar de vir de três partidas de invencibilidade no Brasileirão, o CSA ainda não comemorou o gostinho da vitória em seu retorno à Série A, e abre a zona de rebaixamento da competição, com três pontos. O Inter, por sua vez, se recuperou da derrota para o Palmeiras e bateu o Cruzeiro na última rodada, o que lhe deixa na 10ª posição com seis pontos e na primeira página da tabela.
História

Estádio José Pinheiro Borda: o Gigante da Beira-Rio, palco do confronto deste domingo
FOTO: DIVULGAÇÃO























A última vez em que azulinos e colorados se encontraram foi no ano de 1989, pela primeira fase da recém-criada Copa do Brasil. No jogo de ida, no Beira-Rio, empate sem gols, enquanto na volta, no Rei Pelé, Luiz Carlos (contra) e Edmundo garantiram a vitória e a classificação dos gaúchos na competição, no dia 22 de julho de 1989.

O detalhe é que estes foram os únicos jogos entre CSA e Internacional na história. E mesmo com o time marujo tendo participado de 12 edições da Primeira Divisão do Brasil, eles nunca mais voltaram a se encontrar.
Números na temporada
Para voltar à Maceió com os três pontos, o Azulão terá que fazer uma atuação impecável, nesta tarde no Gigante da Beira-Rio. O estádio do Internacional tem se transformado num verdadeiro caldeirão para os adversários, que com a ajuda de seu apaixonado torcedor, o Colorado acumula incríveis 74,35% de aproveitamento em seus domínios na temporada 2019.

Inter só perdeu duas partidas, em casa, ao longo da temporada 2019
FOTO: RICARDO DUARTE























Para se ter uma ideia, dos 13 jogos disputados em casa, até aqui, o Inter só foi derrotado duas vezes, quando caiu diante do Pelotas, na estreia do Gauchão e perdeu pelo placar mínimo para o Novo Hamburgo, nas partida de volta das quartas de finais do Estadual, o que não impediu de avançar de fase, já que havia vencido na ida por 2 a 0. 

Por outro lado, os números do CSA como visitante não alegram a torcida azulina neste ano. Das 13 vezes que atuou longe de Alagoas, o Azulão venceu somente três, sendo duas pela Copa do Nordeste (Sampaio Corrêa-MA e Altos-PI) e a melhor delas: a goleada por 6x2 sobre o Coruripe, pelas semifinais do Campeonato Alagoano. Fora de casa, em 2019 o Azulão carrega um aproveitamento de 35,89%.

Fora de casa, Azulão venceu somente três partidas no ano
FOTO: EDUARDO VALENTE






















Azulão modificado 

Durante a semana, o técnico Marcelo Cabo testou novas opções no time marujo e vai alterar a equipe em relação a que empatou sem gols com o Avaí na última rodada, em Florianópolis-SC. Os laterais Apodi e Carlinhos estão recuperados de uma gripe e retornam ao time titular nas vagas de Celsinho e Pablo Armero. No ataque, Robinho está vetado com uma lesão no músculo reto femoral. Já Patrick Fabiano volta a ter uma oportunidade, deixando Cassiano à disposição no banco de reservas. 
Na coletiva da última sexta-feira, Cabo explicou a escolha por Patrick. "O Patrick é um jogador de mais referência. A gente estava com dificuldade de fazer a bola ficar mais lá na frente, e ele tem mais essa característica de ser um pivô, de segurar mais a bola. Então, a gente deu uma sequência ao Cassiano, observou o que precisava ser observado e a gente agora vai dar continuidade com o Patrick porque pelo momento que a gente vive precisa de um jogador que tenha mais a característica de um camisa 9, de um centroavante", disse, Cabo. 

Técnico Marcelo Cabo confirmou a equipe com Patrick Fabiano no ataque
FOTO: ASCOM CSA























Por isso, o CSA encara o Inter com Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Nilton, Naldo, Didira, Madson e Matheus Sávio; Patrick Fabiano.

Colorado
Ciente da necessidade da vitória para as pretensões coloradas na temporada, o técnico Odair Hellmann pregou respeito ao CSA, antes da partida válida pela 5ª rodada do Brasileirão. 

Técnico Odair Hellmann pregou respeito ao CSA, antes de duelo em Porto Alegre-RS
FOTO: RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL























O treinador do Internacional falou que será necessário fazer um jogo de paciência e elogiou o trabalho realizado pela comissão técnica azulina. 

"Marcelo (Cabo) vem fazendo grande trabalho, tanto que subiram. É um time muito compacto, organizado, que cumpre bem as funções defensivas, o que torna o jogo bem difícil, você tem que ter qualidade para construir. É preciso diversificar as ações da parte ofensiva, triangular para chutar, driblar. Cabe a nós, se a proposta for essa, ter tranquilidade. Se eles baixarem as linhas, temos que trabalhar com paciência e não com lentidão, para rodar a bola, quebrar esse jogo e cuidar contra-ataques", disse Odair, sem revelar o time que manda a campo.
Confirmadas são as ausências de Dudu, Matheus Galdezani, Rodrigo Dourado e Patrick entre os titulares. Por isso, a tendência é que o Colorado seja formado por Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nonato, Nico López e D'Alessandro; Paolo Guerrero.
Apito carioca

Carioca Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF-RJ) apita Internacional x CSA
FOTO: DIVULGAÇÃO























A arbitragem do confronto no Beira Rio vem toda do Rio de Janeiro. Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF-RJ) apita a partida, sendo auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (CBF-RJ). Já a arbitragem de vídeo ficará a cargo de Bruno Arleu de Araújo (CBF-RJ), Elmo Alves Resende Cunha (CBF-GO) e Silbert Faria Sisquim (CBF-RJ).


NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário