Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 19 de maio de 2019

CSA enfrenta Internacional, no Beira-Rio, quase 30 anos depois do último duelo

FOTO: AILTON CRUZ

O CSA entra em campo neste domingo (19), às 16h, para encarar mais uma "pedreira" pela Série A do Campeonato Brasileiro. Em Porto Alegre-RS, o Azulão volta a medir forças com o Internacional, em um duelo que não ocorria há quase 30 anos. 
Apesar de vir de três partidas de invencibilidade no Brasileirão, o CSA ainda não comemorou o gostinho da vitória em seu retorno à Série A, e abre a zona de rebaixamento da competição, com três pontos. O Inter, por sua vez, se recuperou da derrota para o Palmeiras e bateu o Cruzeiro na última rodada, o que lhe deixa na 10ª posição com seis pontos e na primeira página da tabela.
História

Estádio José Pinheiro Borda: o Gigante da Beira-Rio, palco do confronto deste domingo
FOTO: DIVULGAÇÃO























A última vez em que azulinos e colorados se encontraram foi no ano de 1989, pela primeira fase da recém-criada Copa do Brasil. No jogo de ida, no Beira-Rio, empate sem gols, enquanto na volta, no Rei Pelé, Luiz Carlos (contra) e Edmundo garantiram a vitória e a classificação dos gaúchos na competição, no dia 22 de julho de 1989.

O detalhe é que estes foram os únicos jogos entre CSA e Internacional na história. E mesmo com o time marujo tendo participado de 12 edições da Primeira Divisão do Brasil, eles nunca mais voltaram a se encontrar.
Números na temporada
Para voltar à Maceió com os três pontos, o Azulão terá que fazer uma atuação impecável, nesta tarde no Gigante da Beira-Rio. O estádio do Internacional tem se transformado num verdadeiro caldeirão para os adversários, que com a ajuda de seu apaixonado torcedor, o Colorado acumula incríveis 74,35% de aproveitamento em seus domínios na temporada 2019.

Inter só perdeu duas partidas, em casa, ao longo da temporada 2019
FOTO: RICARDO DUARTE























Para se ter uma ideia, dos 13 jogos disputados em casa, até aqui, o Inter só foi derrotado duas vezes, quando caiu diante do Pelotas, na estreia do Gauchão e perdeu pelo placar mínimo para o Novo Hamburgo, nas partida de volta das quartas de finais do Estadual, o que não impediu de avançar de fase, já que havia vencido na ida por 2 a 0. 

Por outro lado, os números do CSA como visitante não alegram a torcida azulina neste ano. Das 13 vezes que atuou longe de Alagoas, o Azulão venceu somente três, sendo duas pela Copa do Nordeste (Sampaio Corrêa-MA e Altos-PI) e a melhor delas: a goleada por 6x2 sobre o Coruripe, pelas semifinais do Campeonato Alagoano. Fora de casa, em 2019 o Azulão carrega um aproveitamento de 35,89%.

Fora de casa, Azulão venceu somente três partidas no ano
FOTO: EDUARDO VALENTE






















Azulão modificado 

Durante a semana, o técnico Marcelo Cabo testou novas opções no time marujo e vai alterar a equipe em relação a que empatou sem gols com o Avaí na última rodada, em Florianópolis-SC. Os laterais Apodi e Carlinhos estão recuperados de uma gripe e retornam ao time titular nas vagas de Celsinho e Pablo Armero. No ataque, Robinho está vetado com uma lesão no músculo reto femoral. Já Patrick Fabiano volta a ter uma oportunidade, deixando Cassiano à disposição no banco de reservas. 
Na coletiva da última sexta-feira, Cabo explicou a escolha por Patrick. "O Patrick é um jogador de mais referência. A gente estava com dificuldade de fazer a bola ficar mais lá na frente, e ele tem mais essa característica de ser um pivô, de segurar mais a bola. Então, a gente deu uma sequência ao Cassiano, observou o que precisava ser observado e a gente agora vai dar continuidade com o Patrick porque pelo momento que a gente vive precisa de um jogador que tenha mais a característica de um camisa 9, de um centroavante", disse, Cabo. 

Técnico Marcelo Cabo confirmou a equipe com Patrick Fabiano no ataque
FOTO: ASCOM CSA























Por isso, o CSA encara o Inter com Jordi; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Nilton, Naldo, Didira, Madson e Matheus Sávio; Patrick Fabiano.

Colorado
Ciente da necessidade da vitória para as pretensões coloradas na temporada, o técnico Odair Hellmann pregou respeito ao CSA, antes da partida válida pela 5ª rodada do Brasileirão. 

Técnico Odair Hellmann pregou respeito ao CSA, antes de duelo em Porto Alegre-RS
FOTO: RICARDO DUARTE/INTERNACIONAL























O treinador do Internacional falou que será necessário fazer um jogo de paciência e elogiou o trabalho realizado pela comissão técnica azulina. 

"Marcelo (Cabo) vem fazendo grande trabalho, tanto que subiram. É um time muito compacto, organizado, que cumpre bem as funções defensivas, o que torna o jogo bem difícil, você tem que ter qualidade para construir. É preciso diversificar as ações da parte ofensiva, triangular para chutar, driblar. Cabe a nós, se a proposta for essa, ter tranquilidade. Se eles baixarem as linhas, temos que trabalhar com paciência e não com lentidão, para rodar a bola, quebrar esse jogo e cuidar contra-ataques", disse Odair, sem revelar o time que manda a campo.
Confirmadas são as ausências de Dudu, Matheus Galdezani, Rodrigo Dourado e Patrick entre os titulares. Por isso, a tendência é que o Colorado seja formado por Marcelo Lomba; Zeca, Rodrigo Moledo, Víctor Cuesta e Iago; Rodrigo Lindoso, Edenílson, Nonato, Nico López e D'Alessandro; Paolo Guerrero.
Apito carioca

Carioca Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF-RJ) apita Internacional x CSA
FOTO: DIVULGAÇÃO























A arbitragem do confronto no Beira Rio vem toda do Rio de Janeiro. Rodrigo Carvalhaes de Miranda (CBF-RJ) apita a partida, sendo auxiliado por Rodrigo Figueiredo Henrique Correa (Fifa-RJ) e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (CBF-RJ). Já a arbitragem de vídeo ficará a cargo de Bruno Arleu de Araújo (CBF-RJ), Elmo Alves Resende Cunha (CBF-GO) e Silbert Faria Sisquim (CBF-RJ).


NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário