Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sexta-feira, 12 de abril de 2019

Torcedor desconfiado, mudança de postura, treinamentos fechados, tudo isso fez parte da semana do CSA visando o "Clássico" deste domingo pela Final do Alagoano

Foto: Thiago Parmalat/
A disputa das finais do campeonato alagoano de futebol 2019 começa neste próximo domingo e o Centro Sportivo Alagoano busca o seu segundo titulo consecutivo, para isso precisará jogar muita bola até mesmo para dirimir um pouco a desconfiança do torcedor azulino, que até a tarde desta sexta-feira não tinha adquirido o seu ingresso em grande número, como é de costume, para esta partida de amanhã contra o seu maior rival o CRB. Por falar em ingressos, eles continuam sendo vendidos aos preços de R$ 20, 30 e 100 Reais, as arquibancadas baixas, altas e cadeiras especiais respectivamente.
Mas o torcedor azulino deve fazer a sua parte , a pesar da desconfiança da equipe e dos resultados deste inicio de temporada quando foi precocemente eliminado da Copa do Brasil, e domingo passado , de forma vexatória para o Botafogo da Paraíba na Copa do Nordeste. Apesar disso, todos no Mutange garantem que nada disso irá atrapalhar o elenco do CSA nestas duas finais contra o CRB.

Marcelo Cabo fechou na manhã de hoje seu último preparativo e deve mandar a campo a seguinte formação:
João Carlos , Apodi, Ronaldo Alves ou Gerson , Luciano Castan e Rafinha, Dawam, Mauro Silva, Didira e Matheus Sávio, Robinho e Cassiano ou Patrick Fabiano. Essa seria uma das escalações do treinador azulino, a outra opção Cabo poderia trocar o volante Mauro Silva por outro homem de ataque, que seria o Manga Escobar ou até mesmo o meia Vitor Paraíba.

Cabo que escondeu o jogo durante toda a semana , pretende com esse mistério confundir o técnico Marcelo Chamusca seu grande amigo de curso na CBF.


FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
O goleiro João Carlos vai para o seu terceiro Clássico das Multidões, no próximo domingo (14), depois que deixou o CRB e foi defender as cores do Azulão do Mutange. Os dois primeiros foram pelo Campeonato Alagoano, no dia 10 de fevereiro, na primeira fase, e pela Copa do Nordeste, no dia 7 de março, também pela primeira fase da competição. E em ambos deu empate sem gols. 
Agora veem mais dois clássicos. Novamente pelo Alagoano, mas com uma diferença: valendo o título estadual de 2019. O primeiro já no domingo e o segundo no dia 21 deste mês. E, para João Carlos, esses dois clássicos vão ser os mais importantes. "Sim, eles definem quem será o campeão estadual. Com certeza, vão ser os mais importantes para mim", avaliou.
Questionado se o CSA é favorito para este clássico de domingo, por se tratar de um clube de Série A, João Carlos cravou: "Clássico não tem favorito". E depois acrescentou: "Mas a gente acredita que tem condições de sermos campeões. Vamos tentar transferis isso para dentro de campo, com um bom futebol, para conseguir um bom resultado neste primeiro jogo e, consequentemente, um bom segundo jogo, para conquistar o título".
Ele revelou que os treinamentos estão sendo bem intensos, com muita concentração e intensidade, visando a este duelo. "O professor Cabo (Marcelo, treinador) tá fazendo o treinamento da forma que ele acha que é a preparação para o jogo. Então, estamos nos preparando bem, ouvindo o que ele tem passado pra gente, os pontos que a gente precisa melhorar e espero que, até domingo, a gente deixe tudo encaixadinho para que consiga fazer um grande jogo".
Clássico é clássico, sempre tem muita pressão, muita cobrança, da torcida, pelo clima de final do Alagoano, entre outros aspectos. Questionado como fica o psicológico dos jogadores, o arqueiro do Azulão respondeu que estão todos motivados. "Tem uma pressão, envolve um título estadual, mas é onde o atleta que estar, disputando um título. Eu e todos os jogadores estamos motivados e confiantes, para que a gente consiga fazer o grande jogo e conquistar esse título".
Agora do lado azul, João Carlos conta o que aprendeu com aquela final de 2018, quando estava no CRB e acabou perdendo justamente o título para o Azulão. "A gente busca evoluir a cada acontecimento das nossas vidas, principalmente, nas derrotas a gente busca uma reflexão grande, sobre o que podia ter feito, o que pode ser feito da próxima vez. Acho que cresci como atleta, mas agora estou confiante no nosso grupo e estou com uma expectativa muito boa de que será um grande jogo. Sei que o CRB tem uma equipe competitiva, mas a gente tem totais condições de impor um ritmo forte e conseguir o título".
Sobre a chegada do goleiro Jordi, recém-contratado pelo clube, que vai brigar por um espaço no time azulino na Série A, João Carlos afirmou que não está preocupado, pois, segundo ele, a concorrência sempre existe e é normal no futebol. 
"Não estou sabendo se fechou (Jordi) ou não, mas já era esperado, porque o Cajuru machucou. A gente já estava aguardando a chegada de mais um goleiro e em todos os times tem a concorrência. E quanto maior o time, maior é a concorrência. Todos nós temos ciência disso. Mas vou continuar fazendo o meu trabalho, me dedicando bastante e tentar manter a titularidade".
A torcida azulina está magoada com o time, pois foram duas eliminações (Copa do Brasil e Copa do Nordeste), agora trata-se de um jogo de final do Alagoano. João Carlos falou sobre a importância da presença da torcida nesta partida de domingo e garantiu que o time vai entrar em campo com muita garra e vontade.
"Entendo que a torcida esteja chateada, porque todos nós ficamos também. Almejávamos uma final na Copa do Nordeste e prosseguir na Copa do Brasil, passando de fase. Infelizmente, isso não volta mais. O que passou, passou. O que a gente tem pela frente é a final. Eu sei que a torcida vai comparecer, nos apoiar, desde que a gente mostre garra e vontade. E isso não vai faltar. Nosso time vai entrar com muita vontade, muita garra. E a presença da torcida é muito importante para que nos fortaleça e passe a energia da arquibancada para dentro de campo", encerrou o arqueiro azulino.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário