Image Map
Image Map
Image Map

domingo, 28 de abril de 2019

No retorno à Série A do Brasileirão, CSA joga mal e é goleado pelo Ceará por 4x0

Stephan Eilert/cearasc.com
Uma estreia para esquecer. O retorno do CSA à elite do futebol nacional machucou o torcedor azulino, neste domingo (28). Com uma atuação repleta de erros, o Azulão acabou goleado pelo Ceará por 4x0, na Arena Castelão, em Fortaleza, pela rodada de abertura do Brasileirão 2019. Ricardo Bueno (duas vezes), Leandro Carvalho e João Lucas marcaram os gols do Vozão.
O confronto em Fortaleza foi marcado pelo uso do VAR, que anulou um pênalti marcado para o Vozão e expulsou o goleiro azulino João Carlos, ainda no finzinho do primeiro tempo, por agressão ao lateral-direito Samuel Xavier.
Com a derrota, o CSA aparece na lanterninha do Brasileirão, enquanto o Ceará lidera a competição, graças ao saldo de gols. Na próxima rodada, o Azulão receberá a visita do atual campeão Palmeiras, quarta-feira (1º de maio), às 16h, no Estádio Rei Pelé. Já o Vozão visitará o Cruzeiro, no mesmo dia, às 19h15, no Mineirão.
Ceará 4x0 CSA - Brasileirão 2019
Confira os melhores momentos da partida válida pela 1ª rodada do Campeonato Brasileiro 2019
Presa fácil

Assim que a bola rolou deu para perceber que não era uma tarde feliz para o CSA. Muito recuado, o Azulão não conseguia impor o seu jogo sobre o Ceará e foi presa fácil desde o primeiro minuto. 

Aos  5 minutos, Chico bateu escanteio com veneno e João Carlos tirou de soco, salvando o Azulão. Dois minutos depois, foi a vez de Didira ser o herói marujo. Na linha do gol, o camisa 19 tirou o chute de Ricardinho, que já tinha encoberto o arqueiro azulino, e impediu a abertura do placar.

Azulão fez uma partida muito abaixo e não incomodou o Ceará 
FOTO: STEPHAN EILERT/CEARASC.COM





















Apesar da dificuldade de sair do campo defensivo, o CSA teve a chance de sair na frente aos 14 minutos com Patrick Fabiano. Após cruzamento de Apodi pela direita, ele subiu sozinho dentro da área, mas cabeceou errado e mandou a bola por cima do gol defendido por Diogo Silva.

Na Série A do Brasileirão, não pode vacilar. Aos 20 minutos foi o Ceará que marcou. Depois de cobrança de escanteio curta, Samuel Xavier cruzou da esquerda e o artilheiro Ricardo Bueno, sem marcação, testou no canto direito de João Carlos, a bola bateu na trave e morreu no fundo das redes: 1x0 Vozão.

Ceará aproveitou as falhas da defensiva azulina no primeiro tempo para ficar a frente no placar
FOTO: STEPHAN EILERT/CEARASC.COM






















Depois do gol, o Ceará deu mais campo para o CSA e mudou sua estratégia, apostando nos contra-ataques. O resultado veio aos 34, quando Didira errou na saída de bola e entregou a bola para o time alvinegro. Leandro Carvalho recebeu na direita, invadiu a área, fez a finta em Luciano Castán e bateu seco, na saída de João Carlos para ampliar o marcador: Vozão 2x0.

Antes do final do primeiro tempo, o VAR entrou em ação para dois lances de ataque do Ceará. O primeiro, aos 38 minutos, Leandro Carvalho invadiu a área, fez o corte em Carlinhos e caiu. O árbitro paranaense Adriano Milevski (CBF) marcou pênalti, mas depois, ao ser auxiliado pelo vídeo, voltou atrás e anulou a jogada. 

Meia Didira não conseguiu executar seu bom futebol e foi sacado ao final do primeiro tempo
FOTO: STEPHAN EILERT/CEARASC.COM





















Já aos 49, Samuel Xavier foi lançado em posição de impedimento, nas costas da defensiva azulina, e acabou atingido por João Carlos, fora da área. Imediatamente, o árbitro aplicou a falta e o cartão amarelo, mas ao consultar novamente o VAR, anulou a infração, marcou o impedimento, retirou o cartão amarelo, mas aplicou o vermelho direto ao goleiro azulino por agressão.

Virou goleada

Com a expulsão de João Carlos, o técnico Marcelo Cabo sacou o atacante Robinho e colocou o goleiro Jordi em campo. Ele também optou por Madson no lugar de Didira, antes da bola voltar a rolar. 

Imagem do que foi o jogo: CSA correndo atrás e o Ceará com a bola
FOTO: STEPHAN EILERT/CEARASC.COM






















Em campo, o jogo seguia igual ao primeiro tempo, e o Azulão não conseguia incomodar o Vozão. Aos 19 minutos, o Ceará teve um gol anulado. Ricardo Bueno, em posição irregular, recebeu dentro da área e acertou a trave. No rebote, ele serviu Fernando Sobral, que empurrou para o gol, mas o árbitro já anulava o lance.

Aos 31 minutos saiu a primeira finalização do CSA em toda a partida. Matheus Sávio recebeu na ponta-esquerda, trouxe para o meio e bateu forte de canhota, obrigando Diogo Silva a espalmar. 

Apenas administrando o resultado e com muita calma, o Ceará chegou ao terceiro gol: bela troca de passes entre Bergson e Ricardo Bueno, e a bola chegou até João Lucas, que finalizou no cantinho de Jordi e estufou as redes do Azulão: 3x0.

Lateral-direito Samuel Xavier foi uns dos destaques do Vozão
FOTO: STEPHAN EILERT/CEARASC.COM




















Cabo ainda trocou Patrick Fabiano por Cassiano no comando de ataque. Mas, o atacante pouco ajudou e ainda viu o Vozão marcar o quarto, mais uma vez com o auxílio do VAR. 

Bergson dividiu com Luciano Castán dentro da área e Ricardo Bueno aproveitou para mandar para as redes. Com a dúvida de um toque de mão do jogador cearense, o árbitro consultou o vídeo e depois confirmou o gol. Fim de papo na Arena Castelão: Ceará 4x0 CSA.

Ceará: Diogo Silva; Samuel Xavier, Thiago Alves, Luiz Otávio e Thiago Carleto (João Lucas); Fabinho, Aremir, Ricardinho (Fernando Sobral), Chico e Leandro Carvalho (Bergson); Ricardo Bueno.

Técnico: Enderson Moreira

CSA: João Carlos; Apodi, Gerson, Luciano Castán e Carlinhos; Dawhan, Bruno Ramires, Didira (Madson), Matheus Sávio e Robinho (Jordi); Patrick Fabiano (Cassiano).

Técnico: Marcelo Cabo

NM com Isaac Simões

Nenhum comentário:

Postar um comentário