Image Map
Image Map
Image Map

PARCEIRO NA MIRA

sábado, 6 de abril de 2019

CRB perde para o Santa Cruz nos pênaltis e é eliminado da Copa do Nordeste

FOTO: RODRIGO BALTAR/ SANTA CRUZ
Um jogo para arrebentar ponte de safena! Assim foi Santa Cruz x CRB, na noite deste sábado, no Arruda, em Recife, pelas quartas de final da Copa do Nordeste. E quem se deu mal foi o Galo, que perdeu nas cobranças de pênaltis, por 8 a 7, e deu adeus a competição. 
No tempo normal da partida, deu empate por 1 a 1. William Barbio fez o gol do CRB, aos 42 minutos, e o outro William, o Alves, marcou para o Santa, empatando nos acréscimos, aos 47 minutos. Ambos na segunda etapa. Nas penalidades, o atacante Maílson desperdiçou a sua cobrança para o Galo, e todos os batedores do Santa converteram, levando o time para as semifinais.
Agora o Santa vai enfrentar nas semifinais o vencedor de Fortaleza x Vitória, jogo que será disputado na próxima segunda-feira (8), às 21h30, no Castelão, em Fortaleza-CE.
O CRB vai focar agora a Copa do Brasil, quando tem partida na próxima terça-feira (9), às 19h15, contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, em Salvador-BA. É o jogo de volta da competição em sua terceira fase. No duelo de ida deu empate por 1 a 1.
Primeiro tempo
O CRB teve uma chance aos 4 minutos. Guilherme Mattis passou a bola para Júnior, o lateral do CRB cochilou e não aproveitou, vendo a bola sai pela linha lateral. Aos 8 minutos novamente o Galo, que seguia atacando, tentou depois que Carlos Renato saiu jogando errado, Victor Rangel tentou o chute e foi tratado. E, na sobra, Maílson cortou para dentro, mas chutou a bola longe do gol.
O início do primeiro tempo seguia com o Santa Cruz se defendendo e aproveitando os contra-ataques. E se tornou um festival de cartões amarelos. Com 16 minutos de bola rolando já eram quatro cartões, um para o CRB e três para o Santa.
Aos 20 minutos, Augusto sofreu uma falta perigosa na entrada da área do CRB. Charles, que tinha acabado de entrar no jogo, cobrou, mas foi mal e a bola esbarrou na barreira do Galo, que respondeu com perigo aos 21 minutos. William Barbio investiu a área do Santa e chutou rasteiro, mas a bola passou raspando a meta do tricolor.
O CRB era melhor no jogo, dominava as ações, mas não sabia aproveitar, perdendo as boas oportunidades. Aos 25 minutos, Felipe Menezes lançou a Júnior, mas a bola correu muito e se perdeu pela linha de fundo.
Aos 30 minutos, o Santa teve uma boa oportunidade, quando Charles mandou um balaço de bem longe, Edson Mardden espalmou e, em seguida, segurou, livrando o perigo. Aos 33 minutos, pela esquerda, Maílson prefeitura demais a bola, invadiu a área do Santa, mas chutou fraco e o goleiro Anderson segurou com tranquilidade.
O Santa Cruz cresceu e, apesar de o CRB ainda dominar, caiu um pouco de produção e até já poderia ter aberto o marcador. Em outra investida do time pernambucano, aos 35 minutos,  Pipico recebeu livre e chutou de perna direita, mas a bola subiu demais foi para fora. Já pelo Galo, aos 38 minutos, Wellington Carvalho comete uma lambança. Ao tentar afastar a bola, pega mal e cede o lateral para o Santa.
Aos 40 minutos, Maílson simulou um pênalti, o árbitro mandou o jogo seguir e o atacante regatiano reclamou muito e acabou levando o cartão amarelo. Foi o sexto amarelo do jogo. O Santa tentava chegar ao ataque, mas não conseguia e o Galo já não era mais o mesmo que começou o jogo, perdeu o ímpeto do início. Mesmo assim, ainda tentava, mas sem sucesso.
O árbitro marcou mais dois minutos de acréscimos e aos 47 minutos, o CRB tentou após cobrança de escanteio de Felipe Menezes, mas a defesa tricolor tirou o perigo. E fim de papo na primeira etapa.
Tempo final
No segundo tempo, o CRB voltou mal a campo. E o Santa era bem melhor. Teve, inclusive, uma grande chance aos 11 minutos. Marcos Martins mandou a bola com veneno e ela tinha o olhar como endereço certo, mas Edson Mardden fez grande defesa, colocando para escanteio e salvando o CRB.
Aos 13 minutos, de novo o Santa. Charles chutou forte ao cobrar a falta, rasteiro, mas a defesa regatiana afastou, antes que a bola chegasse ao gol. Aos 14 minutos, foi a vez de Augusto. Ele passou por Igor, fez tudo certo, mas cruzou errado e a bola foi para fora.
Aos 22 minutos, o Santa Cruz ficou com um jogador a menos em campo: Marcos Martins, por cometer falta desleal em cima de Maílson. Ele já tinha recebido o cartão amarelo e recebeu o segundo, sendo expulso. E aos 24 minutos, Felipe Menezes cobrou a falta, só que a bola ficou na barreira do time tricolor.
Com um jogador a mais em campo, o CRB, mesmo assim, não conseguia furar o bloqueio da defesa adversária, apesar de ter mais posse de bola e de estar melhor no jogo. Aos 31 minutos, Felipe Menezes limpou a marcação, abriu espaço e chutou da entrada da área, mas a bola foi direto para fora. Aos 32 minutos, Zé Carlos, que entrou nessa etapa, tabelou com Claudinei, ficou com a bola, mas a defesa tricolor afastou.
O Galo seguia melhor, trocava passes no campo do Santa, que se defendia bem, semear espaços para os chutes de longa distância. Aos 37 minutos, o Santa tentou com Pipico, que foi lançado na lateral da área do CRB, mas foi travado por  Wellington Carvalho e ficou pedido falta, mas o árbitro mandou o jogo seguir.
Aos 39 minutos, em sua primeira jogada na partida, Daniel Borges apareceu sozinho por trás da defesa do Santa Cruz, após Maílson levantar no segundo pau, mas perdeu o tempo da bola e mandou direto pra fora.
E aos 42 minutos, veio o gol do Galo, o gol da classificação. Após bela jogada do ataque regatiano, Felipe Menezes achou William Barbio nas costas da defesa do Santa, deixou o zagueiro no chão e só fez guardar no cantinho: 1 a 0 para o CRB.
O árbitro deu quatro minutos de acréscimos e aos 47 minutos, veio a ficha gelada em cima do Galo. Após o levantamento da bola, que partiu do lado esquerdo, confusão na área e a bola chegou na altura, para William Alves testar, deixando tudo igual: 1 a 1 no Arruda. E o empate acabou levando a decisão para as cobranças de pênaltis.
Nas cobranças, Pipico, Charles, Carlos Renato, Dudu, William Alves marcaram para o Santa. Já Zé Carlos, Ferrugem, Daniel Borges, William Barbio e Felipe Menezes fizeram os gols do CRB. Tudo igual: 5 a 5. 
E veio a segunda série de cobranças, com Augusto Potiguar, Ítalo e Allan Dias, que converteram as penalidades para o time pernambucano, enquanto Guilherme Mattis e Igor assinalaram para o Galo, mas Maílson desperdiçou a dele e o resultado geral dos pênaltis foi de 8 a 7 para os donos da casa, classificando o Santa e eliminando o CRB do Nordestão.
Santa Cruz - Anderson; Marcos Martins, William Alves, Danny Morais e Carlos Renato; Ítalo Henrique, Elias Carioca (Dudu), Diego Lorenzi (Charles) e Allan Dias; Pipico e Augusto (Augusto Potiguar). Técnico: Leston Júnior.
CRB - Edson Mardden; Júnior (Daniel Borges), Wellington Carvalho, Guilherme Mattis e Igor; Claudinei, Lucas (Ferrugem) e Felipe Menezes; William Barbio, Victor Rangel (Zé Carlos) e Maílson. Técnico: Roberto Fernandes.
Árbitro: Cláudio Francisco de Lima e Silva (SE).
Assistentes: Cleryston Cley Barreto (SE) e Rodrigo Guimarães Pereira (SE).
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário