Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

quinta-feira, 25 de abril de 2019

Antes de falar em acesso, Chamusca quer mudança de postura do CRB

FOTO: CRB
Daqui a três dias, no domingo (28), o CRB estreia às 16 horas, no Estádio Rei Pelé, contra o Londrina. Em casa e ao lado da torcida, o CRB dará o pontapé inicial no Campeonato Brasileiro da Série B. Nesta quinta-feira (25), o técnico do Galo, Marcelo Chamusca, conversou com a imprensa e fez uma avaliação de como o time deve se comportar na competição, ressaltando que antes de falar do tão sonhado o acesso à Série A, "o time do CRB deve mudar de postura, aproveitando as chances de gol". 
Falando sobre acesso à primeira divisão, Chamusca manteve os pés no chão ao dizer que o Galo deverá figurar sempre entre os dez primeiros para só então brigar por uma vaga no G4. O técnico destacou que o time precisa aproveitar de forma melhor as chances que constrói para resultar em gol, relembrando alguns lances que impediram o clube de ampliar o placar contra o CSA e, com isso, faturar o Alagoano.
"As vinte equipes que entram na competição têm o pensamento de subir para a Série A. Antigamente, existia o desequilíbrio financeiro maior e hoje está tudo equiparado em relação na parte financeira. Então, entram 80% com o pensamento de brigar em cima e pelo acesso. Nós temos que acreditar e lutar para estar sempre na primeira página da tabela, entre os dez primeiros colocados. Estando nessa parte vamos ficar mais próximo do G4, que é o que se exige para subir ao final das trinta e oito rodadas", disse Marcelo Chamusca, que coleciona acessos em sua carreira.
Sobre a estreia em casa e diante do torcedor regatiano, Marcelo Chamusca disse ser positiva. "A expectativa é extremamente positiva pela oportunidade de estrear em casa diante do nosso torcedor. Tivemos a oportunidade de ter uma semana cheia, onde a gente deu ênfase, primeiramente, a recuperação dos atletas e, depois, começamos a firmar o conceito do nosso modelo de jogo", comentou o técnico regatiano. Chamusca foi o responsável por levar o Ceará para à Série A em 2018. 
O treinador declarou, também, que vem estudando os adversários do CRB, ao tempo que vai assistir a partida entre Londrina e Bahia nesta quinta-feira. O jogo é válido pela Copa do Brasil. "Estamos focados no CRB, mas também analisando os adversários. A Série B é competição difícil, mas vamos trabalhar para realizar o nosso melhor. Hoje, por exemplo, teremos mais uma oportunidade de assistir nosso adversário em campo e, assim, extrair algumas observações", expressou Chamusca.  
Ainda sobre a estreia do Galo na Série A, Chamusca demostrou preocupação com algumas ausências de jogadores que estão entregues ao Departamento Médico. "Preocupa-me a ausência de alguns atletas que estão lesionados, já que queria puder contar com todo grupo em condição de jogo..Perdi o Edson (Henrique), também o Menezes e nesse jogo de domingo (contra o CSA) perdi o Sanches, que saiu lesionado. Então, são estas as minhas preocupações", afirmou o treinador do Galo.
Para a partida contra o Londrina, Chamusca deseja que o CRB repita a atuação que teve no segundo jogo contra o CSA pelo Campeonato Alagoano. "É manutenção de postura..Aquele jogo foi interessante, já que fomos superiores ao adversário em todos os aspectos. Então, a meta é manter essa pegada e a motivação para jogar. A gente gostou mais da bola nesse jogo. Isso é algo que venho cobrando dos jogadores no dia a dia. Ficar um pouco mais com a bola e visitar mais a última parte do campo que é lá onde são criadas as oportunidades que definem os resultados da partida", comentou o treinador do CRB, que já disputou a Série B.
NM com Jean Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário