Image Map
Image Map
Image Map

sexta-feira, 22 de março de 2019

Rafinha diz que disputa com 3 companheiros pela lateral esquerda do CSA é sadia

FOTO: AILTON CRUZ/GAZETA DE ALAGOAS
O CSA realizou mais um treinamento nesta tarde, visando ao jogo contra o Sergipe, no Estádio Rei Pelé. Muitas jogadas de finalizações foram testadas, toques de bola e os passes, principalmente no setor de ataque. E a formação que treinou na quarta-feira (20) foi a mesma de hoje, tendo Cassiano e Patrick Fabiano lá na frente.  
Depois do treinamento desta tarde, o entrevistado foi o lateral esquerdo Rafinha, ele que teve uma infecção urinária, ficou sem jogar, mas está melhor e voltou ao time titular contra o Coruripe, e deve, ainda, continuar como titular no jogo deste domingo. 
"Depois dessa infecção complicada, acabei indo pro jogo do Coruripe, apenas treinando dois dias, mas desde que cheguei ao CSA, estou à disposição e enquanto eu puder ajudar o CSA vou procurar dar o meu melhor", disse.
Com as recentes contratações feitas pela direção azulina para o setor, Rafinha disputará vaga na lateral esquerda com Armero, Pedro Rosa e Carlinhos. A concorrência é grande: são quatro brigando por uma vaga de titular. Para Rafinha essa disputa é normal e sadia. 
"Acho normal. Quando se chega à Série A, o clube vai contratar. Fico feliz por fazer parte do grupo que permaneceu para a Série A e acho que é uma disputa sadia. A gente tem que trabalhar e tem que ver melhor quem o professor Marcelo Cabo vai colocar para jogar. São grandes profissionais jogaram em grande clubes, e eu vou também procurar estar sempre trabalhando e dando o meu melhor, para que eu consiga a minha oportunidade".
Ele falou sobre o atual momento do CSA, no Alagoano e na Copa do Nordeste. "Agora é momento de decisão. Temos duas decisões na Copa do Nordeste, buscando a classificação, e na semifinal do Alagoano. então, tem que ir passo a passo, pensando em um jogo de cada vez, mas sabendo que cada jogo desse é uma decisão".
Sobre o adversário de sábado, o Sergipe, Rafinha disse que a comissão técnica está procurando estudar a equipe sergipana para ver os pontos fortes e que o elenco azulino está trabalhando forte baseado em tudo o que está sendo passado para os jogadores. "Isso para a gente chegar no domingo, fazer um grande jogo e conseguir a vitória".
Rafinha também falou sobre o nível do Alagoano e da Copa do Nordeste. "São competições diferentes. A Copa do Nordeste ficou um pouco mais longa a primeira fase do que foi no ano passado e o Alagoano acabou ficando mais curto. Mas não tem jogo fácil e todos os jogos são bem disputados e agora só chegou realmente quem tem chance. A gente tem a vantagem (na semifinal do Alagoano) de jogar por dois empates, mas não podemos estar pensando nisso, temos que entrar pensando em ganhar todos os jogos", afirmou.
O torcedor azulino tem cobrado apresentações melhores do CSA em campo, fica na bronca com o desempenho da equipe e faz críticas, muitas vezes duras, principalmente nas redes sociais. Sobre essa questão, o lateral disse que considera normal, tendo em vista que o torcedor quer sempre a vitória do seu time, mas só que, segundo ele, às vezes, ela não vem. E garantiu que o time está trabalhando forte para evoluir a cada jogo.
"A gente trabalha para isso (vencer), mas infelizmente, às vezes, a vitória não vem, acaba que vem o empate. Até mesmo, às vezes, acontece a derrota. Mas nós mudamos bastante o elenco. Então, é um grupo que está em formação ainda, eu acho que tem muito a evoluir e estamos trabalhando dia a dia, para que a gente consiga essa evolução. A cobrança é normal, acho que temos que entrar em campo, procurar dar o nosso melhor e aos poucos evoluir", encerrou.
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário