Image Map
Image Map
Image Map

segunda-feira, 21 de janeiro de 2019

Roberto Fernandes enaltece a vitória do CRB sobre o Coruripe na estreia

FOTO: MAURÍCIO MANOEL
O técnico do CRB, Roberto Fernandes, ficou satisfeito com o resultado obtido pela sua equipe contra o Coruripe, neste domingo, na estreia pelo Campeonato Alagoano 2019. Ele disse que entre o resultado e o desempenho dos jogadores em campo, ele fica com o resultado, no caso, a vitória do Galo pelo placar de 1 a 0. O gol foi assinalado por Mateus Silva.
Fernandes declarou em entrevista coletiva após o jogo que vai chegar a um time ideal do CRB aos poucos, pois, segundo ele, isso não acontece do dia para a noite. "O processo que o CRB vive não é um processo de estalo, não é um processo em que o time vai entrar dentro de um contexto de maturidade como equipe, do dia para a noite. Então, neste momento, o mais importante é o resultado, e eu fico com o resultado".
Ele confirmou que está usando, entre os critérios para definir o time titular, o condicionamento físico dos jogadores. "O time está em fase de pré-temporada. O ideal são aqueles clubes que peitam e começam a temporada com o time sub-23, como o Vitória, o Athlético-PR e outras equipes que eu sei que estão fazendo isso. Nem todo mundo peita isso e nem tem elenco para isso. Então, a gente tem que se aproximar do ideal, e aí o resultado é importante para que a gente siga o planejamento".
Fernandes acrescentou que isso (time ideal, com condicionamento ideal) ainda não tem uma data para acontecer. "Vai acontecer no momento certo, dentro do perfil do elenco. Vamos tentar nos aproximar o máximo que é possível, dentro da nossa capacidade. Não temos como quantificar, porque estamos lidando com seres humanos e não com máquinas, um reage de um jeito, outro reage de outro. O que a gente vai procurar fazer é preparar a equipe para o que o torcedor quer. Ansiedade não ajuda em nada. O torcedor quer título estadual, classificação na Copa do Nordeste. E eu não estou prometendo fazer nada disso. Estou prometendo fazer um trabalho em que a equipe chegue a esta condição".
Mesmo com o tempo curto de preparação, o treinador disse que hoje, até pela obrigação do resultado, o CRB teve mais volume de jogo do que na partida contra o Bahia. "Em compensação, nós levamos mais sustos contra o Coruripe, do que contra o Bahia. Então, temos que buscar o equilíbrio", acrescentando que em termos de coordenação de jogo a equipe ainda falha muito. " A transição ainda é lenta, a tomada decisão na transição muitas vezes é equivocada, a valorização e a construção de jogadas ainda não conseguimos balançar o adversário. Mas vimos coisas positivas, como contra-ataques em que faltou o gol, mas foram contra-ataques bem desenhados, com mobilidade. Entre resultado e desempenho, como eu já falei, eu fico com o resultado", encerrou. 
NM com Fernanda Medeiros

Nenhum comentário:

Postar um comentário