Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Lateral Carlinhos é apresentado no CSA, seu primeiro clube da região Nordeste

FOTO: JEAN NASCIMENTO
Contratado pela direção do CSA, no último sábado (26), o lateral esquerdo Carlinhos foi apresentado oficialmente no CT do Mutange, na tarde desta quarta-feira (3), quando concedeu entrevista coletiva, após o treinamento.
O jogador foi apresentado pelo presidente do Conselho Deliberativo do CSA, Raimundo Tavares, homem forte do futebol azulino, ao lado também de Fabiano Melo. Segundo Tavares, o lateral já era pauta no CSA desde o ano passado, mas só agora a negociação foi concretizada. Ele deu as boas-vindas ao jogador e disse: "É com muita alegria e satisfação que hoje apresentamos mais um reforço para o CSA: o atleta Carlinhos, com passagens por grandes clubes brasileiros, sobretudo o meu Fluminense, onde ele foi bicampeão brasileiro. Carlinhos vem para acrescentar a este grupo que aqui já temos e eu, particularmente, ao lado do Fabiano, acredito que ele possa ajudar muito, pela sua experiência, suas características e pelo o que ele já tem demonstrado aqui no CT, na convivência diária com todos nós, por se tratar de um ser humano espetacular. Por toda a sua trajetória dentro do futebol e não tenho dúvida nenhuma que ele vai dar muitas alegrias à nação azulina".    
Carlinhos disse que foi um esforço muito grande da direção azulina para que ele pudesse vir jogar no Azulão. "Mas creio que tudo está no tempo de Deus. Estou muito feliz por estar aqui, quero ajudar da melhor maneira possível e também vim pra ser ajudado. Por isso vim para um clube que trata muito bem os jogadores, acolhe-os muito bem. Quero agradecer à direção e a toda comissão técnica por toda confiança que têm depositado em mim. Os trabalhos estão sendo muito bem feitos", declarou.
Ele também fez um agradecimento à torcida azulina. "Quero agradecer também aos torcedores. Sei que o torcedor tem uma expectativa muito grande, mas time não é só um (jogador), é um grupo. São todos que participam, de quem faz a limpeza até quem faz o gol. Então, estamos todos unidos para que o CSA possa continuar desenvolvendo o que vem fazendo de série em série. Que a gente possa ter um pouco de respeito, de humildade e um pouco de vontade, de coragem. Sabemos que ás vezes há algumas diferenças no Campeonato Brasileiro, em termos de estrutura financeira de alguns clubes, mas o CSA é um time que vem aí se adequando e, da maneira possível, contratando alguns jogadores pontuais para que possa não só se manter no campeonato, mas que possa fazer durante todos os campeonatos excelentes campanhas e que possa trazer o torcedor para que possa encher o estádio em todos os jogos". 
Carlinhos foi apresentado pelos dirigentes Raimundo Tavares e Fabiano Melo, no CT do Mutange, onde concedeu entrevista coletiva
FOTO: JEAN NASCIMENTO






















O novo lateral azulino já vinha treinando. Ele chegou em Maceió no último dia 22, fez exames médicos e testes físicos, e começou a treinar com o elenco azulino. "Quando eu cheguei, já estava treinando, mantendo a forma. Só que os treinamentos no clube são totalmente diferentes, você tem que fazer avaliações, exames, para estar apto para jogar. Estou entrando em forma e espero estar o mais rápido possível em campo".
Aos 32 anos, Carlinhos conhece bem o Campeonato Brasileiro da Série A. Ele foi campeão brasileiro em 2010 e 2012, pelo Fluminense. E agora, no CSA, tenta reconquistar seu espaço no futebol. Em 2018, Carlinhos jogou apenas seis partidas e deixou o Paysandu-PA em setembro.
"Foi um ano que quando eu saí do Internacional-RS eu pensei até em parar de jogar, durante um tempo. Poucas pessoas sabem disso. Eu cheguei a ficar alguns meses. Era para ser um ano. Mas acabei não aguentando. Tive alguns problemas particulares que não estavam deixando eu ficar 100% focado no futebol. E também tive algumas lesões. Foram resolvidas e hoje estou bem, estou focado,100% futebol, graças a Deus! Espero que com o tempo, com as partidas, eu possa ter a sequência que eu sempre tive".
Depois que deixou o Tricolor Carioca, em 2014, Carlinhos passou por São Paulo, Inter-RS e Paysandu. Ele falou o porquê de ter aceito a proposta de vir para o CSA. "Amigos meus que jogaram aqui falaram muito bem. Quando eu tive a oportunidade pensei bastante e pelo acolhimento que tem com os jogadores, principalmente com jogadores com a minha situação, que estão passando por problemas pessoais, mas que têm muito potencial a ser desenvolvido. A comissão técnica acreditou nisso, a direção também. Quero agradecer a eles, ao presidente Rafael Tenório também, porque não foi fácil. Mas estou feliz, estou treinando, estou aqui como se fosse o meu primeiro clube e a minha última oportunidade. E quero agarrar isso aqui, quero estar na minha melhor forma possível, até o final do meu contrato, e ajudar ao CSA".
Sobre o futebol do Nordeste, em especial o CSA, Carlinhos revelou que é baiano, natural de Vitória da Conquista-BA, e que por isso está em casa. "Poucas pessoas sabem disso, mas estou em casa. Nunca tive oportunidade de jogar em clubes da Bahia nem do Nordeste. É a primeira vez que jogo em uma equipe nordestina. Espero que possa estar crescendo mais, porque isso é bom para o Estado. O CSA hoje está carregando o Estado, vai trazer coisas boas. E torço que dê certo. Tomara que junto com o trabalho da direção, da comissão, nós jogadores, junto aos torcedores, possamos fazer um grande trabalho para que isso possa seguir. É muito bom ter um clube como o CSA, levando o nome do Estado para o Brasil e fora do Brasil", disse o jogador que já atuou como ponta direita, ponta esquerda, terceiro homem de meio campo, mas que a preferência é na lateral esquerda.
NM com Fernando Medeiros e Jean Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário