Image Map
Image Map
Image Map

quarta-feira, 16 de janeiro de 2019

Compasso de espera: FAF aguarda laudos e segue sem oficializar estádios para o Alagoano 2019

Foto: Fábio Lopes/Ascom ASA
O Campeonato Alagoano começa no domingo, mas até esta quarta-feira nem todos os laudos técnicos dos estádios foram entregues à FAF. Vigilância Sanitária, Bombeiros, Engenharia e Polícia Militar precisam oficializar o local como apto para receber os jogos, caso contrário as partidas podem sofrer alterações.

Às vésperas da abertura do estadual, pelo atraso das análises, a Federação Alagoana de Futebol estendeu o prazo para receber os documentos até a sexta-feira, apesar dos jogos terem datas e locais definidos. O Estádio Rei Pelé, por exemplo, teve avaliação entregue pelos Bombeiros, mas o vencimento será no dia 23. Pelo prazo ainda não ter expirado, o CRB jogará contra o Coruripe, no domingo.

Os laudos exigidos são o de segurança, o de engenharia, o de prevenção e combate a incêndio e o de condições sanitárias e de higiene. Sem esses documentos, a legislação não permite que o estádio seja utilizado para realização de jogos.


Tabela com informações da primeira rodada do Alagoano — Foto: Assessoria/FAF

A dificuldade com prazos é recorrente no futebol alagoano. Em 2018, o Rei Pelé entregou apenas dois dias antes da estreia do campeonato os documentos solicitados pela Federação. O Trapichão precisará ter um laudo atualizado emitido pelos Bombeiros até o dia 23 para continuar recebendo jogos.

Interior

Mesmo sem a entrega oficial dos laudos, as vistorias aconteceram e falta apenas a emissão dos documentos. Além do Estádio Manoel Moreira, o Coaracy da Mata Fonseca também receberá jogos da primeira rodada, mas até então nenhuma diretoria encaminhou os documentos reconhecidos para a Federação, que estabeleceu prazo limite até a sexta-feira, último dia útil antes do início do Alagoano.

A exemplo do Coaracy da Mata Fonseca, mesmo após vistoria, se os documentos não forem entregues à FAF, os jogos podem ocorrer de portões fechados. A Federação descarta a possibilidade das partidas não terem torcida e está otimista para o recebimento dos documentos para a liberação dos estádios.

NM com Emanuelle Borba



Nenhum comentário:

Postar um comentário