Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

No Rei Pelé, CRB bate Figueirense de virada e carimba permanência na Série B

FOTO: AILTON CRUZ
Um Jogo dramático, excepcionalmente no primeiro tempo. Foi com o coração na mão que o torcedor do CRB assistiu, na tarde deste sábado (24), no Estádio Rei Pelé, a batalha pela permanência na Série B do Campeonato Brasileiro. O Figueirense, que também corria riscos de rebaixamento para à Série C, abriu o placar com Pereira aos 9 minutos de jogo, após falha de marcação da defensiva regatiana. 
Na volta do intervalo, depois da bronca do técnico Roberto Fernandes, o CRB foi mais efetivo e ganhou espaço no campo. Então, brilhou a estrela do atacante Rafael Costa, que marcou o gol de empate e depois deu a assistência para Willians Santana virar o jogo. 
Quem acabou caindo de divisão foi o Paysandu, que foi superado pelo Atlético-GO, por 5x2, no Estádio da Curuzu, no Pará. O Papão terminou a segundona na 17ª posição, com 43 pontos, seguido por Juventude, Sampaio Corrêa e Boa Esporte.

O jogo
O CRB foi para a partida contra o Figueirense precisando de apenas uma vitória para se livrar do rebaixamento à Série C do Campeonato Brasileiro de 2019. O adversário, no entanto, precisava apenas do empate para aniquilar qualquer chance de ser rebaixado para a Terceirona. 
Partida começou muito estudada entre os jogadores dentro de campo
FOTO: AILTON CRUZ

























O Galo foi o primeiro a se lançar para o ataque, abusando pelos lados de campo com Iago e Willians Santana. Aos três minutos, Iago roubou a bola na intermediária defensiva, avançou pela esquerda e virou o jogo para Santana. O atacante regatiano bateu cruzado, tirando tinta do poste direito do goleiro Dênis.
Ainda com Iago, o Galo continuava agredindo a defensiva do time catarinense. Depois de bela jogada pela ponta esquerda, ganha escanteio a favor do CRB aos seis minutos. Renan Oliveira tentou surpreender no primeiro pau, mas Dênis estava atento e mandou novamente para a linha de fundo. Renan cobrou no meio da área e foi a vez de João Paulo mandar para longe.
Figueirense abriu a contagem logo aos nove minutos de partida no Trapichão
FOTO: AILTON CRUZ

























Aos 9 minutos, o Figueira respondeu de maneira mortal! Felipe Amorim escapou pela direita de ataque, cruzou no meio da área e o volante Pereira, completamente livre, mandou para o fundo das redes. Sem chances para João Carlos: 1x0.
Depois disso, o que se viu foram os jogadores regatianos desestabilizados em campo e não conseguindo serem efetivos no campo ofensivo. E quando consegui, lá estava Dênis para evitar o gol de empate alvirrubro. O arqueiro do Figueira fez três belas intervenções que impediram o triunfo do CRB.
A esta altura, perdendo o jogo, o Galo dependia de outros resultados para não entrar na zona de rebaixamento. E o drama aumentou quando o Paysandu abriu o placar sobre o Atlético-GO na Curuzu, empurrou o Criciúma para o Z4 e deixou o time alagoano uma posição acima.
CRB tentava a todo custo furar a defensiva do Figueirense, mas o goleiro Dênis estava em bela tarde
FOTO: AILTON CRUZ

























Restava aos donos da casa partirem ao ataque. O CRB pressionava pelas laterais, com Diogo Mateus, mas todos os cruzamentos era interceptados pelos zagueiros alvinegros. O primeiro tempo chegou ao fim com o técnico Roberto Fernandes tendo que tomar medidas drásticas. 
O comandante voltou do intervalo com uma formação mais ousada. De cara, sacou Serginho e Colocou Felipe Menezes, para dar qualidade no último passe. E logo se viu que a equipe regatiana, definitivamente, não era mais a mesma. 
Logo no primeiro minuto veio a primeira boa subida do CRB. Renan Oliveira escapou pela direita, tentou achar Rafael Costa no meio da área, mas a defensiva afastou. Quatro minutos mais tarde, Paulinho recebeu passe e cruzou, o goleiro Denis saltou no meio de todos e ficou com a bola. 
Felipe Menezes entra no início do segundo tempo e dá nova dinâmica ao meio 
FOTO: AILTON CRUZ

























Na sequência apareceu o São Dênis! Diogo Mateus cruzou da direita, o zagueiro Anderson Conceição apareceu no meio da área e cabeceou no canto esquerdo do arqueiro do Figueirense. Dênis saltou e operou um verdadeiro milagre no Trapichão.
Mas aos seis minutos não teve santo que resolvesse.  Paulinho chutou rasteiro pela esquerda e a bola veio à perfeição para o atacante Rafael Costa, que só fez desviar para dentro do gol: 1x1.
O CRB era muito superior em campo, com Felipe Menezes e Renan Oliveira fazendo uma bela partida. Aos 17 minutos, aconteceu a virada do time regatiano. Rafael Costa fez uma confusão pela esquerda e passou para Willians Santana, que sozinho, sem goleiro, virou para o Galo: 2x1.
Torcida regatiana se viu livre do rebaixamento após segundo gol do jogo 
FOTO: AILTON CRUZ

























Com o resultado a seu favor, o CRB recuou em campo, de olho em um contra-ataque. Tanto que, aos 33 minutos, Fernandes sacou Renan Oliveira e colocou o atacante Mazola. A ordem era matar o jogo.
A esta altura, o Paysandu já estava perdendo por 5x2. Com a manutenção na Segundona praticamente garantida, os jogadores estavam tranquilos e passaram a segurar a bola no campo ofensivo. Foi assim até árbitro carioca Wagner do Nascimento Magalhães apontar o centro de campo e dar um basta no sofrimento da torcida alvirrubra. Vitória e permanência na Série B da próxima temporada assegurada.
NM com Mauricio Manoel

Nenhum comentário:

Postar um comentário