Image Map
Image Map
Image Map
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui
Texto da legenda da imagem aqui

terça-feira, 25 de setembro de 2018

Uefa aprova adoção do árbitro de vídeo a partir da próxima Liga dos Campeões


O assistente de árbitro de vídeo (VAR, na sigla em inglês) começará a ser usado para ajudar os juízes na próxima temporada na Liga dos Campeões, semanas após a tecnologia fazer a sua estreia em competições organizadas pela Uefa na Supercopa da Europa. A decisão foi tomada nesta quinta-feira pelo Comitê Executivo da Uefa, que também aprovou a adoção do VAR na Eurocopa de 2020 e na Liga Europa da temporada 2020/2021.´

Assim, a Europa vai adotar o VAR 14 meses após a Fifa introduzi-lo na Copa do Mundo na Rússia. E isso se dará pela primeira vez em 14 de agosto de 2019, em Istambul, no jogo entre o campeão da Liga dos Campeões desta temporada e o vencedor da Liga Europa.

O calendário foi sugerido no último mês pelo presidente da Uefa, Aleksander Ceferin, que tem sido mais cético do que Gianni Infantino, o presidente da Fifa, sobre a utilização da tecnologia.

"Estamos confiantes de que a introdução do VAR em agosto de 2019 nos dará tempo suficiente para colocar em prática um sistema robusto e para treinar os árbitros para garantir uma implementação eficiente e bem-sucedida", disse Ceferin, nesta quinta-feira, em um comunicado.

Em um dia de avanço para o sistema, a Confederação Asiática de Futebol disse que pretende usar a revisão de vídeo em "alguns jogos" da Copa de Ásia de 2019, que será disputada de 5 de janeiro a 1º de fevereiro nos Emirados Árabes Unidos.

A revisão de vídeo pode ser usada em quatro tipo de lance: gols, pênaltis, cartões vermelhos e de dúvida sobre a identidade de jogadores.

A falta de revisão de vídeo na Liga dos Campeões desta temporada foi destaque na semana passada, quando Cristiano Ronaldo recebeu pela primeira vez um cartão vermelho na competição após desentendimento e leve puxão do cabelo de um jogador do Valencia Sem acesso ao VAR, o árbitro definiu pela expulsão após consultar um dos seus assistentes.

A introdução da tecnologia de vídeo pela Uefa na próxima temporada coloca em dúvida a continuidade dos árbitros assistentes que ficam ao lado dos gols. Eles foram adotados na gestão de Michel Platini, que se opõe fortemente a conceder ajudas tecnológicas aos árbitros.

NM com ODia


Nenhum comentário:

Postar um comentário